15.5 C
fpolis
15.5 C
fpolis
sábado, 25 junho, 2022

Bebê morre esperando leito de UTI em Santa Catarina; Saúde investiga

Foto: Tiago Ghizoni / NSC
Últimas notícias

Uma bebê de dois meses morreu no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, na madrugada de sábado, 11, após ter três paradas cardiorrespiratórias. A Secretaria de Estado da Saúde investiga se a morte tem relação com a superlotação da unidade.

Segundo as informações do NSC Total, a criança estava internada na enfermaria da unidade de saúde desde o início do mês com bronquiolite e na noite de sábado passou mal e precisaria ser encaminhada à UTI. Como não tinha vaga, foi levada para a emergência, onde tem médico 24 horas, e foi ali que a pequena teve as quatro paradas cardiorrespiratórias.

Em nota: “A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que investiga as causas da morte de um bebê registrada no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis. Até o momento, não há qualquer confirmação de que o lamentável fato tenha ocorrido em decorrência da não transferência do paciente para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A situação está sendo averiguada junto à unidade hospitalar para entender a situação clínica do recém-nascido desde a entrada no hospital até o momento do óbito. Assim que os fatos forem devidamente apurados, a SES emitirá nota oficial sobre o caso”.

Ontem, 13, a ocupação de leitos de UTIs pediátricos no Estado estava em 98%, com 10 crianças na lista de espera. Em Florianópolis, a lotação é de 100%.

Mais notícias para você
Últimas notícias

Primeiro livro sobre dança contemporânea voltado para crianças em SC

Não é possível medir com exatidão os resultados de um projeto cultural porque há sempre uma imensidão entre os...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }