Novembro 29, 2021

Black Friday: faturamento do e-commerce atinge R$ 5,4 bilhões

Black Friday: faturamento do e-commerce atinge R$ 5,4 bilhões
Pixabay

A Black Friday foi concluída com um faturamento total de R$5.419.476.903,00 bilhões – um crescimento de 5,8% em faturamento na comparação com o resultado do ano passado, de acordo com levantamento realizado pela Neotrust a partir do número total de compras realizadas via e-commerce, capturados desde o primeiro minuto de quinta-feira, 25, até 23h59 de sexta-feira, 26. 

A edição 2021 da Black Friday encerrou as 48h monitoradas com um volume de 7,6 milhões de pedidos, 0,5% abaixo do desempenho registrado na quinta-feira e sexta-feira de 2020. Já o tíquete médio nacional das compras foi de R$711,38 (6,4% superior a 2020).

De acordo com projeção da ClearSale, empresa referência em antifraude, o valor de fraudes evitadas até 23h da sexta-feira foi de R$ 66.304.658,05.

Na análise da Head de Inteligência da Neotrust, Paulina Gonçalves Dias, o faturamento no e-commerce apenas na sexta-feira foi de pouco mais de R$ 4 bilhões, 4,5% acima do faturamento de 2020.

“Esse faturamento foi abaixo do que estávamos projetando. Teve performance abaixo do que foi a quinta-feira, que teve crescimento de 10%. Em número de pedidos, na sexta-feira, tivemos 5,2 milhões de pedidos. Isso representa 2,4% abaixo do que tivemos em 2020. O pico de vendas ocorreu entre 10h e 14h de sexta-feira”, comenta Paulina.

"Em 2021, assim como em outros anos, o cartão de crédito manteve-se como a principal forma de pagamento. Observamos a perda de participação do uso do boleto bancário em 4 pontos percentuais (p.p.) como forma de pagamento, enquanto PIX e carteiras digitais ganharam espaço. O PIX, entretanto, não teve a performance esperada, o que pode estar relacionado à data da Black Friday, já no final do mês, o que tem um impacto no bolso do consumidor para compras à vista”, acrescenta a Head de Inteligência da Neotrust.

As categorias que mais tiveram destaque foram: moda e acessórios, em primeiro lugar; beleza e perfumaria, telefonia, eletro-portáteis — segmento que entrou no ranking pela primeira vez –, e eletrodomésticos, respectivamente. O Sudeste foi o líder em participação do e-commerce em 2021, seguido pelo Nordeste (16%), Sul (14%), Centro-Oeste (6%) e Norte (2%).

Ainda conforme mostra a análise da Neotrust, a faixa etária dos 26 aos 35 anos foi a que mais realizou compras (35%). Entre 36 e 50 anos o registro foi de 34%. Os menores índices foram registrados entre a amostragem de até 25 anos (17%) e do grupo com mais de 51 anos (14%).

Tags:
web
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!