Outubro 25, 2021

Bolsonaro culpa revista Exame por relação entre vacinas e aids

Bolsonaro culpa revista Exame por relação entre vacinas e aids
Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro culpou a revista Exame por fala na live realizada na última quinta-feira, 21, quando ele relacionou vacinas contra Covid-19 e a aids (síndrome de imunodeficiência adquirida). Ontem, 24, o Facebook e o Instagram retiraram o vídeo da transmissão do ar.

"Na segunda-feira, a revista Exame fez uma matéria sobre vacina e aids, eu repeti essa matéria na minha 'live', dois dias depois a revista Exame falou que eu falei fake news. Foi a própria Exame que falou da relação de HIV e vacina. Eu apenas falei sobre matéria da revista Exame", declarou ele hoje, 25, em entrevista à rádio Caçula FM, do Mato Grosso do Sul.

A publicação da revista Exame sobre o assunto é do dia 20 de outubro de 2020. Nela, um estudo falava sobre a preocupação da comunidade científica com o risco das vacinas contra covid-19 sejam infectados com o vírus HIV. No entanto, a revista diz que, até aquele momento, "não se comprovou que alguma vacina contra a Covid-19 reduza a imunidade a ponto de facilitar a infecção em caso de exposição ao vírus". O texto foi atualizado hoje, 25, para incluir no título que se trata de uma matéria de 2020 (veja aqui). 

Vale ressaltar que durante a transmissão de quinta-feira, Bolsonaro não fez referência a revista, ele disse que leu uma suposta notícia que dizia que pessoas no Reino Unido “vacinadas estão desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [aids]”.

A justificativa de Bolsonaro sobre a fake news pode ser vista no vídeo abaixo (a partir de 27:40), compartilhado por ele no Facebook. 

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

MOF 6

Comentários

Onze LG Gd

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!