22 C
fpolis
22.2 C
fpolis
terça-feira, 24 maio, 2022

CAPELA DO VINHO

Últimas notícias
CAPELA DO VINHO
Francisca Lobão/Divulgação

Grossas portas de madeira, vitrais com imagens sacras, um altar e uma grande cruz na parede. A ambientação remete a uma capela. E é. Mas o local que já foi de oração, hoje abriga um wine bar onde o vinho é servido ao lado do altar.

A Capela Incomum fica na cidade do Porto, em Portugal, e tem chamado atenção de moradores e turistas que visitam a cidade. O prédio do século XIX estava abandonado e, antes de abrir as portas, a proprietária chegou a pedir autorização para o Bispo.

“Quis saber há quanto tempo não havia celebrações aqui e enviei uma carta ao Bispo do Porto. Como não havia atividades religiosas há mais de 50, anos pude avançar”, conta Francisca Lobão, a proprietária do local.

A Capela não é um lugar pra grandes especialistas. É que a carta de vinhos é restrita, limitada a vinhos Verdes e do Porto. Mas os rótulos oferecidos são honestos; além disso a história do prédio e a ambientação do local tornam o espaço um local único, perfeito para turistas e casais apaixonados.

____________________

 

PERFUME PERFUMADO

 

CommodityGoods/Divulgação

 

Perfume inspirado em bebida alcoólica não é, necessariamente, novidade (vide o caso do Malbec, desenvolvido por O Boticário). Mas há de convir que o projeto do perfumista Ash Huzenlaub mesmo assim consegue ser inovador.

Há quatro anos ele e um sócio criaram um projeto de financiamento coletivo para produzir perfumes que tinham coquetéis, gim e whisky como referência. As fragrâncias não reproduzem o aroma de determinada bebida, mas apresentam notas que harmonizam com destilados e coquetéis. O perfume de gim, por exemplo, apresenta notas de zimbro, limão e gengibre. Já o de whisky remete a mogno, sálvia e canela.

A empresa tem outras opções de perfumes com aromas inusitados: livro, ouro, chuva… E todos podem ser misturados, criando uma fragrância única – bem ao gosto do cliente. Os produtos começam a ser vendidos pela Sephora e custam de 26 a 105 dólares.

____________________

 

CORRETA, MAS INCOMPLETA

 

Quarta-feira a coluna informou sobre a premiação do Prosecco da Salton, no Effervescents du Monde. O espumante ficou entre as dez melhores do mundo no evento realizado em Dijon na França. A informação está correta – mas incompleta. É que outros nove espumantes produzidos aqui no país, também foram premiados no evento. Eis a relação dos medalhistas:

 

OURO:

Lunar Perfetto Espumante Rosé – Famiglia Zanlorenzi

Ponto Nero Cult Natural Espumante Brut – Domno do Brasil

Salton Espumante Prosecco – Vinícola Salton

 

PRATA:

Brazilian Soul Moscato – Cooperativa Vinícola Aurora

Bueno Cuvée Prestige Espumante Brut – Vinícola Galvão Bueno

Casa Perini Espumante Charmat Brut – Vinícola Perini

Casa Valduga 130 Espumante Brut – Casa Valduga Vinhos Finos

Garibaldi Espumante Prosecco – Cooperativa Vinícola Garibaldi

Salton Ouro Espumante Brut – Vinícola Salton

Zanotto Espumante Natural Brut – Vinícola Campestre

 

O concurso reuniu 594 amostras de 22 países. A relação dos espumantes que dividem espaço com o Salton na lista dos Top 10, está aqui no link.

____________________

 

MENOS PLÁSTICO


Business Wire/Reprodução

 

A cervejaria mexicana Corona anunciou uma série de medidas para ajudar a reduzir a quantidade de plástico nos oceanos. Além do engajamento com o projeto Parley for the Oceans para limpeza de praias e a proteção de 100 ilhas até o ano de 2020, a empresa está testando novas tecnologias para os packs de cerveja.

Os anéis de plástico usados para unir e transportar latas e garrafas, vão ser substituídos por material biodegradável. A experiência começa pelo México no começo de 2019 e deve ser expandida gradualmente para outros mercados atendidos pela cervejaria.

A iniciativa pretende servir de inspiração para outras empresas já que impacto ambiental provocado pelo plástico, que é monstruoso. O Parley for the Oceans calcula que, a cada ano, oito milhões de toneladas de plástico vão parar nos mares.

Jefferson Douglas da Silva
Jornalista com especialização em Gestão de Marcas, tem mais de 30 anos de experiência em telejornalismo, comunicação corporativa e governamental. Estuda o setor de bebidas desde 1995, tendo formação em coquetelaria (Senac), produção de cerveja artesanal (Escola Superior de Cerveja e Malte) e produção de gin (Inovbev/Esalq). É sommelier de cachaças (Inovbev/Esalq), sommelier de gins (Inovbev/Esalq) e vem se aperfeiçoando no setor de vinhos e espumantes (Enocultura/WSet). Desde 2018 escreve no Portal Making Of sobre ações de marketing do setor de bebidas, curiosidades do mercado (local, nacional e mundial) além de inovações e tendências na área de alcoholic beverages.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Cinemark exibirá final da UEFA Champions League 2022

No próximo sábado, 28, a partir das 15h30, as salas da rede Cinemark irão exibir a final da UEFA...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }