Novembro 26, 2021

Carnaval: sim ou não?

Carnaval: sim ou não?
Foto: Carnaval. Crédito: Pixabay

Toda decisão tem consequências. Muitos prefeitos pelo Brasil estão decidindo pela suspensão do Carnaval. Só em São Paulo mais de 70 cidades paulistas já decidiram não promover aglomerações e facilitar a transmissão do coronavírus. A diretora-geral adjunta de acesso a medicamentos e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a brasileira Mariângela Simão alertou na abertura do Congresso Brasileiro de Epidemiologia que a Europa vê novamente o ressurgimento de casos de Covid-19, que o vírus continua evoluindo com variantes mais transmissíveis e que o mundo está entrando na quarta onda da pandemia.

 

Questão técnica. A discussão sobre a realização ou não do Carnaval em 2022 pode gerar polêmica, mas não é apenas uma questão de opinião ou de interesse econômico, mas de respaldo técnico para decidir. Cabe aos Prefeitos o “livre arbítrio” e a responsabilidade sobre a realização do Carnaval e suas consequências, mas está nas mãos de cada cidadão a decisão sobre se expor ou não as situações de risco.  O temor das autoridades da área da saúde, inclusive da OMS, é de que o surto de contaminações que tomou conta da Europa atinja o Brasil, após as aglomerações típicas da ‘maior festa brasileira’. Entre a minha opinião e a sua, fique com análise de um especialista, pois a realização do Carnaval vai depender de uma avaliação da realidade epidemiológica e da cobertura vacinal de cada localidade.  

 

Aqui no Estado. O superintendente de Vigilância em Saúde do governo de Santa Catarina, Eduardo Macário, declarou que é cedo para dizer se será ou não possível realizar as tradicionais festas de carnaval em 2022. Segundo Macário apenas na segunda quinzena de janeiro vai ser possível ter um "termômetro" do comportamento da população e da pandemia por meio de uma análise do o saldo de casos e óbitos após as comemorações de final de ano (fique alerta as festas de final de ano também apresentam risco).  A liberação do carnaval de rua dependerá de que as taxas de novos casos e mortes continuem em baixa e que a vacinação tenha avançado.

 

Na Capital. A prefeitura de Florianópolis liberou a realização do carnaval de rua e os desfiles de blocos e escolas de samba na ilha. Os desfiles devem acontecer na Passarela do Samba Nego Quirido, o sambódromo da capital catarinense.  A Prefeitura de Florianópolis deve liberar a realização da festa de réveillon 2022 com adaptações no formato tradicional, não há previsão de montagem da estrutura de um palco para shows com bandas para evitar a aglomeração de pessoas. Está previsto o show pirotécnico com balsas na Beira-Mar Norte e na Ponte Hercílio Luz, mas segundo declarações do Prefeito Gean Loureiro a liberação vai depender da situação da pandemia.

Tags:
economia economiabrasileira economiacatarinese sustentabilidade investimento dinheiro politicaeconômica tecnologia empreendedorismo
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Janine Alves

Janine Alves

Graduada em Economia e doutora em Gestão do Conhecimento, faz parte do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Conhecimento, Aprendizagem e Memória Organizacional (Interdisciplinary research group on knowledge, learning and organizational memory), núcleo de excelência em pesquisa científica e tecnológica, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC/UFSC). Trabalhou como: professora da UFSC e Univali, colunista de economia do Grupo RIC Record (Jornal Notícias do Dia e Ric Record TV) e analista de economia na RBS - TV/ NSC - Diário Catarinense, Consultora de Economia Internacional para a CIP Cosultores – Espanha, Diretora do Escritório do Governo da Galicia/Espanha no Brasil, Diretora de Integração Internacional e Consultora de Economia do Governo de Santa Catarina (Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Assuntos Internacionais), etc.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!