Novembro 26, 2020

CBN Diário entre perdas e ganhos

CBN Diário entre perdas e ganhos

Mesmo que não seja em frequência própria – já que foi arrendada da rádio Nativa, originalmente de Tijucas – a passagem da CBN Diário para o 91,3 FM é um bom lance de marketing. E mais do que isso, um passo adiante na sobrevivência do produto, já que o AM vai sendo desativado aos poucos.

Nota-se que a equipe está motivada com essa nova janela, mas sentiu muito duas alterações que acompanham um pacote de mexidas na programação: a maior delas, a devolução do horário das 13h do Debate Dário à rede para apresentar o programa do(chatíssimo) Carlos Alberto Sardenberg.

Futebol às 11 horas, em horário essencialmente feminino no rádio, é um tiro no pé. Há expectativa que o ouvinte procure na internet o programa que lhe interessa para ouvir em outro horário. Isso já existe, mas é uma minoria.

Outra mudança, mas desta vez pensada pelo executivo de rádios, vindo da Atlântida de Porto Alegre, Porã Bernardes, foi eliminar o programa de esportes das quatro da tarde. Apresentado por Janiter Decordes e Rodrigo Faraco, o CBN Diário Esportes tinha poucos meses no ar e estava agradando ao público pelo estilo leve.

No lugar, entra um programa apresentado por outro Faraco, o Raphael, com nome em inglês, CBN Hub. E antes dele, o programa também será rebatizado de CBN Connection.

 

Hábito

 

Como praticamente não tem concorrência, a CBN vai sobreviver a essa sacudida no pilar de que rádio é hábito, mexendo em produtos e batizando com nomes estrangeiros. Só isso não é modernidade. O conteúdo, persistência, a credibilidade e a manutenção da grade vão compor o pacote de audiência.

Supõe-se que, desta vez, a direção da NSC voltou os olhos para a CBN e avaliou o que está sendo feito e vai cobrar resultados. Deverá observar também, no futuro, que uma rádio vitoriosa não pode ser alterada toda vez que um novo executivo aportar por aqui, sem conhecer o mercado.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!