Março 19, 2020

China zera transmissão local do novo coronavírus

China zera transmissão local do novo coronavírus
Reprodução

Autoridades da cidade de Wuhan, epicentro do coronavírus Sars-Cov-2, na China, anunciaram hoje, 19, que, pela primeira vez desde o início do surto, a cidade chinesa não registrou novas infecções.

A notícia oferece esperança ao resto do mundo e talvez lições sobre como combater a pandemia.

Apesar de computar 34 novos casos na quinta, autoridades chinesas afirmaram que estes são todos importados do exterior. "Hoje vimos o crepúsculo [da crise] após tantos dias de duros esforços", afirmou Jiao Yahui, inspetor-chefe da Comissão Nacional de Saúde.

A Comissão também informou oito óbitos nas últimas 24 horas de pacientes do coronavírus, o que elevou o total de vítimas fatais na China continental a 3.245. Atualmente, o país tem mais de 81 mil casos confirmados, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo Yahui, o fato de não haver novas infecções pelo Sars-Cov-2 na China após diminuição gradual de novas confirmações significa que as medidas de controle e tratamento adotadas pelo país estão funcionando bem. Wuhan foi completamente isolada em janeiro. Autoridades pensam em relaxar as restrições, mas apenas na província de Hubei, onde a maioria dos postos de controle deverão ser retirados. Wuhan continuará em quarentena, e apenas as pessoas com permissão especial poderão entrar ou sair da cidade.

De acordo com especialistas, a quarentena compulsória só será cancelada se não houver registros de novos casos por duas semanas seguidas. A estimativa é de que isso possa acontecer no próximo mês.

Com informações da agência Deutsche Welle.

Tags:
Covid-19
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!