16.6 C
fpolis
16.6 C
fpolis
segunda-feira, 4 julho, 2022

Cinco startups brasileiras que podem se tornar unicórnios nos próximos anos

Últimas notícias

No ano passado, o Brasil recebeu US $45,7 bilhões em investimentos para tecnologia, registrando um avanço de 17,4% em relação ao ano anterior. A expectativa é que em 2022 o crescimento seja de 14,3% a 2021.

O volume de investimentos no país representou 1,65% dos US $2,79 trilhões investidos em tecnologia globalmente e de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), o Brasil tem potencial de representar 2,5% de investimentos globais em tecnologia.

O Brasil se classifica entre os 10 países com o maior número de Unicórnios no mundo. Trata-se de um termo popularizado em 2013 pela investidora norte-americana Aileen Lee, que cunhou o termo “unicórnios” para designar startups avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares, mas para essas empresas assumirem este posto são necessários três requisitos indispensáveis: tecnologia, escalabilidade e crescimento acelerado. Atualmente são 16 empresas brasileiras nessa categoria em meio a um registro de 13.465 startups em todo o país, de acordo com a StartupBase.

Embora apenas 16 empresas brasileiras sejam classificadas como unicórnios, existe uma série de outras empresas de tecnologia que podem atingir essa classificação em poucos anos com base no crescimento alcançado no mercado atual, números de usuários e crescimento quanto ao valor de mercado. Alguns unicórnios brasileiros como Ifood, Quinto Andar, Creditas e Wild Life levaram entre 6 e 8 anos para alcançar um bilhão de dólares em valor de mercado.

Abaixo confira uma lista com empresas brasileiras entre um e cinco anos de fundação que podem alcançar este valor no mercado:

1- Alice: A startup de saúde Alice levantou US $127 milhões em uma rodada de investimentos liderada pelo Softbank no ano passado. Este foi o maior aporte recebido por uma empresa do ramo na América Latina até hoje. A High Tech paulistana de saúde tem mais de 6 mil usuários e também entrou no setor de planos empresariais. Uma grande concorrente para ser o próximo unicórnio brasileiro.

2- Cora: Fundada em Outubro de 2020, a CORA já contabiliza 130 mil clientes, entre pequenos e médios negócios e microempreendedores. Trata-se de uma fintech para pessoa jurídica com conta e cartão de crédito corporativo.

3- Descomplica: é uma das principais plataformas brasileiras de ensino digital e tornou-se ainda mais valiosa durante a pandemia, devido a emergência global em expandir a educação digital.  A plataforma tem 5 milhões de usuários por mês em todas as áreas de atuação. Apenas na pós-graduação da companhia, há 30 mil estudantes.

No ano passado eles receberam mais de R$450 milhões de reais em investimentos e aplicaram melhorias para aumentar o faturamento e chegar em novos mercados. A expectativa é que em um futuro próximo a empresa esteja apta a ser um unicórnio valendo então um bilhão de dólares.

4 – Blitzpay: é uma startup brasileira que oferece uma plataforma para venda de produtos digitais e cursos. Neste ano alcançou 250 mil usuários e está entre as três maiores do setor no Brasil. A empresa tem como CEO especialista em alavancagem de negócios Júnior Crocco, com mais de 600 empresas alavancadas no Portfólio. A Edutech tem como sócio investidor o empresário Jonathas Freitas, conhecido também por empresas como Manycontent, Touroclass, entre outras.

5- Kovi: A startup de aluguel de carros anunciou em agosto que havia arrecadado US $100 milhões (562 milhões de reais) em uma rodada de investimentos e que agora a empresa sonha com a expansão internacional. Atualmente a empresa tem uma frota de 12 mil veículos e cerca de 10 mil usuários no Brasil e no México com possibilidades de se tornar unicórnio através da expansão internacional.

Mais notícias para você
Últimas notícias

Justiça censura reportagem com ‘Luva de Pedreiro’ na Globo e na Record

Reportagens da TV Globo e da Record sobre o influenciador Iran Ferreira, conhecido como Luva de Pedreiro, foram censuradas...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }