Portal Making Of

Com Ana Maria Braga, Petlove lança movimento contra todo tipo de comercialização prejudicial aos pets

Fotos: Reprodução

Para marcar seu 25º aniversário, celebrado neste mês de junho, a Petlove lança um movimento que reforça seu posicionamento ativista e seu propósito inegociável de transformar o mundo em um lugar onde todos os pets possam ser mais felizes e saudáveis. Nesse contexto, a marca anuncia a “Petlove não vende”, ação que democratiza informações essenciais para os tutores e convida o público para uma reflexão importante acerca do mercado.

A campanha visa acabar com todo tipo de comercialização prejudicial ao bem-estar dos pets – que são parte da família. Com um vídeo-comunicado em forma de manifesto e narrado por Ana Maria Braga, a companhia se coloca ativamente contra práticas que vão desde a venda de animais em vitrines até a distribuição de produtos que são considerados nocivos, como coleiras de choque (conhecidas como anti-latido), anticoncepcionais para fêmeas e medicamentos falsificados.

Criado em parceria com a agência PROS e com a curadoria do Instituto Caramelo, uma das mais respeitadas organizações de bem-estar animal, o movimento se desdobra em diversas frentes que têm como objetivo orientar e fornecer informações essenciais para os tutores. Exemplo disso é o lançamento da página especial petlovenaovende.com, que destaca produtos que podem ser prejudiciais aos pets e quais as opções mais indicadas para sua substituição.

O conteúdo informativo também traz direcionais sobre o que é necessário fazer antes de adotar um pet e, para as pessoas que optam por ter um animal de estimação de raça específica, o que é necessário levar em consideração antes de escolher um canil ou criador, visando que o estabelecimento esteja em linha com as melhores práticas de bem-estar. Uma seção da página é dedicada aos perigos da comercialização de medicamentos falsificados, normalmente vendidos em espaços não especializados, seja no ambiente online ou físico, e a dicas de como evitar adquirir esse tipo de artigo, que pode levar os animais a quadros graves de intoxicação – e até a morte.

“A Petlove é uma marca ativista, composta por um time 100% alinhado a essa verdade e que coloca o bem-estar dos pets no centro de tudo que faz. Temos parceiros, como o Instituto Caramelo, que estiveram – e estão – ao nosso lado em todo o desenvolvimento dessa ação. ‘Petlove não vende’ é um movimento necessário para convidar a sociedade a refletir sobre todas as práticas do mercado que não levam o bem-estar pet em consideração. Pensando em tornar todas essas comunicações ainda mais democráticas, Ana Maria Braga é a porta-voz de nosso manifesto, já que sua paixão pelos pets é um sentimento compartilhado por nossa marca e, também, por todos os tutores do Brasil”, ressalta André Romeiro, diretor de marcas da Petlove.

Já que o objetivo do movimento “Petlove não vende” é, também, cessar a circulação dos objetos que de alguma forma podem afetar o bem-estar dos pets, outro desdobramento da campanha é o recolhimento desses produtos. Até o dia 4 de julho, o público que desejar se desfazer desses artigos pode levá-los às lojas físicas da Petlove, localizadas em São Paulo (SP), e realizar a troca por um cupom de R$ 50.

“Todo grande varejista costuma usar o mês de aniversário para turbinar as vendas com ofertas, promoções e as famosas ‘loucuras do gerente’. Com esse movimento, Petlove prova mais uma vez ser uma empresa com alma e DNA diferenciados, aproveitando a data para reafirmar algo inegociável em seus 25 anos de atuação: a missão de fazer do mundo um lugar melhor para os pets”, completa Adriano Abdalla, Chief Creative Officer da PROS.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton

Leia mais

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton