Novembro 13, 2021

Compra por impulso ou planejada?

Compra por impulso ou planejada?
Crédito: Pixabay

O planejamento das compras pode evitar a compra por impulso e o peso do arrependimento no bolso. Até porque não necessariamente a oferta anunciada é uma oferta de fato. Em tempos de inflação alta e vacas magras toda promoção é bem vinda, desde que realmente seja uma promoção e tenha descontos atrativos. Para não cair de gaiato e se render aos apelos da Black Friday, faça o planejamento do que quer ou precisa comprar e comece a acompanhar os preços tanto nas lojas físicas quanto nas lojas online, isso evita a compra por impulso e o arrependimento. Os algoritmos das redes sociais vão dar uma ajudinha nesse quesito, tão logo você demonstre interesse por um produto ou serviço automaticamente os algoritmos vão colocar opções deste produto ou serviço com diferentes fornecedores na sua tela do computador ou celular. A seguir algumas sugestões para um planejamento para que suas compras sejam bem sucedidas:

 

1.     O que eu quero comprar eu realmente preciso? É supérfluo ou essencial? É uma questão que varia de pessoa para pessoa, pois o que pode parecer supérfluo para um consumidor, pode ser essencial para outro.

 

2.     Quanto você pode comprometer do orçamento com essa compra? A compra pode ser a vista ou parcelada e o mais importante é que não comprometa o seu orçamento por muito tempo e nem acima dos 30%, no caso de bens de maior valor. Lembrando que mesmo que pareça barato comprar um produto que você não precisa ou não vai usar é completamente dispensável.

 

3.     A partir daí comece a anotar o preço praticado atualmente pelo mercado sempre que o produto aparecer na sua tela (preço e o nome da loja), para saber se realmente na Black Friday o produto ou serviço estará na promoção. Lembrando que existem sites especializados em comparar preços, tais como o Bondfaro, Buscapé e Zoom. 

 

4.     Embora a Black Friday esteja prevista para o dia 26 de novembro, muitas lojas já estão anunciando ofertas antecipadas. Então muita atenção neste momento.

 

5.     Se for comprar pela internet leia atentamente sobre as características do produto ou serviço, informações sobre o que está incluso na compra, os comentários sobre o produto ou serviço, por fim, verifique se o estabelecimento comercial é confiável pesquisando sobre a reputação da loja no site ReclameAqui.com 

 

Lembrete: você pode antecipar também as compras de Natal, mas não esqueça que sempre é bom deixar um dinheirinho extra para as festas de final de ano, férias e para pagar os impostos que começam a apertar o cinto já no início do próximo ano. Evite comprar por impulso produtos e serviços que você não precisa ou tem dúvida se vai usar, porque nesse caso o que parece barato pode sair caro porque não terá nenhuma utilidade para você.

 

Tags:
economia economiabrasileira economiacatarinese sustentabilidade investimento dinheiro politicaeconômica tecnologia empreendedorismo
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Carnaval: sim ou não?

Novembro 26, 2021
Exclusivo

Patrimônio catarinense

Novembro 26, 2021
Exclusivo

Pontos e Contrapontos

Novembro 26, 2021
Exclusivo

Sem licença

Novembro 26, 2021

Janine Alves

Janine Alves

Graduada em Economia e doutora em Gestão do Conhecimento, faz parte do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Conhecimento, Aprendizagem e Memória Organizacional (Interdisciplinary research group on knowledge, learning and organizational memory), núcleo de excelência em pesquisa científica e tecnológica, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC/UFSC). Trabalhou como: professora da UFSC e Univali, colunista de economia do Grupo RIC Record (Jornal Notícias do Dia e Ric Record TV) e analista de economia na RBS - TV/ NSC - Diário Catarinense, Consultora de Economia Internacional para a CIP Cosultores – Espanha, Diretora do Escritório do Governo da Galicia/Espanha no Brasil, Diretora de Integração Internacional e Consultora de Economia do Governo de Santa Catarina (Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Assuntos Internacionais), etc.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!