22 C
fpolis
22.2 C
fpolis
terça-feira, 24 maio, 2022

Conscientização será a arma contra abusos

Últimas notícias
Conscientização será a arma contra abusos
ALINE REBEQUI/DIVULGAÇÃO

Não espere nenhuma mudança de atuação na hora de fiscalizar os abusos que são registrados todos os dias de gente sem máscara ou em aglomerações deploráveis em festas, principalmente no litoral catarinense, com a posse do novo presidente do Conselho Superior de Segurança Pública e Perícia Técnica de Santa Catarina, coronel BM Charles Alexandre Vieira (foto).

O na prática secretário de Segurança seguirá a lógica do governo de que, sem ajuda das prefeituras (e suas vigilâncias epidemiológicas e sanitárias), não é possível fazer a fiscalização dos lamentáveis acontecimentos, mais do que um problema comportamental, do qual não adianta só culpar os turistas.

O chefe da Casa Civil do governo, Eron Giordani, disse em entrevista ao jornalista Moacir Pereira, no programa Conexão ND, da Record News, que a política de flexibilização do Executivo veio para ficar e que pôr a culpa na ocupação plena dos hotéis é irrelevante, pois os estabelecimentos cumprem as normas e protocolos de combate à Covid-19, o problema está no comportamento individual.

 

Cenário

Eron Giordani qualificou de preocupante as imagens dos feriadões de Natal e Ano Novo em que centenas aparecem sem máscara e amontoados em flagrante desrespeito às regras de distanciamento social, notadamente nas praias catarinenses.

Para o chefe da Casa Civil, caso não existisse a flexibilização, estaríamos diante de um processo de desobediência civil, pois as pessoas não aceitam mais restrições, e a coluna concluiu, principalmente o uso de máscaras.

 

De fato

Não há com o que o governo se preocupar, a desobediência civil já existe e não é medida em números, mas em repetidos atos como o desrespeito aos decretos do governo.

Giordani informou que o governo fará uma ampla campanha de conscientização das pessoas, um apelo ao distanciamento, resta saber se sensibilizará a população, acostumada a ousar e abusar e nada ocorrer de prático, até porque não existe punição.

 

No rastro

O Ministério Público Estadual, que já cansou de perder no Tribunal de Justiça a tentativa de barrar a flexibilização na ocupação dos hotéis e nos eventos sociais (casamentos, festas de formatura e de aniversário), quer saber os responsáveis e quem está por trás dos centenas que se acumulam nos clubes, travestidos de restaurantes, ou à beira-mar.

Daí pode surgir algum tipo de sanção, até econômica, aos que liberaram geral, sem qualquer temor do crescimento da pandemia, que chega a uma fase perigosa, com a identificação dos primeiros casos da nova cepa do Coronavírus, vinda do Reino Unido, e já identificada em São Paulo, origem de muitos de nossos visitantes.  

 

Vacina já!

A demora da Anvisa e do governo federal em dar início ao processo de compra de doses e de vacinação da população é algo assustador.

Não acreditar nos efeitos da imunização é um direito não só do presidente Jair Bolsonaro mas de qualquer cidadão, porém impedir que milhões de brasileiros tenham acesso a uma arma contra a doença é algo inominável, irresponsável para dizer o mínimo. Em tempo: o presidente do Instituto Serum, laboratório indiano contratado para produzir 1 bilhão de doses da vacina de Oxford contra o coronavírus, afirma que a exportação do imunizante está permitido para todos os países, o que contraria o que a instituição divulgou na segunda (4).

 

DIVULGAÇÃO/SELFIE/REDES SOCIAIS

SEM POSTO, MAS COM PRESTÍGIO!

A deputada Paulinha da Silva (PDT) não é mais líder do governo na Assembleia, mas não perdeu o prestígio junto ao governador Carlos Moisés (PSL) de quem ainda tem muita consideração. Fato é que, no primeiro dia útil de 2021, lá estava a parlamentar com o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), o Paulinho, em visita a Moisés. Prestígio abre portas na Casa d’Agronômica, no Centro Administrativo e nas secretarias, não só para o sucessor da deputada, mas a outros prefeitos da base de Paulinha.

 

Gostinho

Thatianne Teixeira (MDB), a Tati, um dia deixada a pé em Criciúma, sem sequer conseguiu concorrer à reeleição como vereadora, em 2016, quando aparecia então como vice de Cleiton Salvaro (então no PSB à prefeitura), candidatura que foi defenestrada em função do projeto de Gelson Merisio, tomou posse como suplente de deputada estadual.

Ela substituirá Maurício Eskudlark (PL) por 30 dias, em pleno recesso da Assembleia, para sentir o gostinho do cargo e pôr no currículo.

 

Mais uma

Interessante é que Tati, que já foi PSDB e estava no PSD, agora é filiada ao MDB da maior cidade do Sul catarinense, mas só chega à Assembleia porque, em 2018, quando estava no PPS (hoje Cidadania), garantiu a quarta suplência na coligação PR-PRTB-PTB-PTC-PPS-Avante-DC.

O sentido de seguir um programa partidário ou uma linha ideológica fica de lado.    

Roberto Azevedo
Roberto Azevedo tem 37 anos de profissão. Estudou jornalismo na UFSC, de Florianópolis, e direito na FURB, de Blumenau. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, chefe de Redação, editor-chefe, gerente e diretor de Jornalismo, na RBS TV de Blumenau e Florianópolis, na TV Record de Florianópolis, na Rede TV Sul! e na TVBV (Barriga Verde, BAND); comentarista na RIC TV Record e na Record News, e colunista no Diário Catarinense (onde também foi editor de Política) e no Notícias do Dia, tendo blogs nas versões digitais das edições. Atuou nas rádios União de Blumenau e União FM de Florianópolis, e na Rádio Record da Capital catarinense. Além de ter uma coluna no Portal Making Of, desde setembro de 2016, faz comentários sobre política e economia na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e na TVBV (BAND), de Florianópolis.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Cinemark exibirá final da UEFA Champions League 2022

No próximo sábado, 28, a partir das 15h30, as salas da rede Cinemark irão exibir a final da UEFA...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }