10.5 C
fpolis
10.5 C
fpolis
quinta-feira, 18 agosto, 2022

DÉCIO LIMA E DÁRIO BERGER REATAM O NAMORO MAS PSOL E PDT PODEM SAIR

Últimas notícias

O PT, Solidariedade, PV e PCdoB fizeram uma convenção conjunta na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e confirmaram o nome de Décio Lima (PT) para o governo do Estado e de Dário Berger (PSB) ao senado.

O dia do petista começou com um almoço com correligionários de Blumenau, no CTG Fogo de Chão, onde discursou para membros do seu governo quando foi prefeito da cidade do Vale do Itajaí.

A noite, já na Assembleia, encontrou-se com lideranças do PSB, em especial o senador Dário Berger, com quem travou uma batalha para ver quem seria o cabeça de chapa da Frente Democrática de Esquerda.

Mas o dia não foi só de festa, pois PDT e Psol enviaram comunicados para seus filiados informando que a convenção dos dois partidos vai acontecer no sábado e ambos pretendem colocar em votação a possibilidade de candidatura própria.

O PDT, inclusive, já anunciou que o ex-deputado federal Jorge Boeira é pré-candidato ao governo do estado para que Ciro Gomes tenha um palanque em Santa Catarina.

Para resolver mais essa divergência da esquerda, resta ainda a vaga de vice de Décio e ela será colocada na mesa numa reunião que deve ocorrer nesta semana com os oito partidos da frente.

Se Psol e PDT saírem mesmo do grupo, o nome do vice de Décio Lima será o de Gelson Merísio (Solidariedade) que é o candidato dos sonhos do petista. Mas Décio não quer perder ninguém e o PDT é uma prioridade para ele e para Lula, que não quer abrir espaço para Ciro Gomes em lugar nenhum.

O IMPASSE COM O PSOL

Uma liderança do Psol catarinense informou que na conferência eleitoral dos partidos foi colocado uma resolução que o Psol apoiaria o nome de Décio Lima ao governo, desde que não houvesse membros considerados “golpistas e bolsonaristas” na chapa, e aí leia-se Gelson Merísio e Dário Berger.

Depois de decidido o nome de Décio com a possibilidade de ter Merísio de vice e Dário ao senado, o Psol fez uma reunião da executiva estadual para fazer valer essa resolução.

“Quando essa chapa se configurou, e ainda por cima com a cereja do bolo que é o Boeira, a gente fez valer a resolução e aí o Psol saiu da Frente Democrática”, relatou.

A direção do Psol só não divulgou essa informação, segundo membros da executiva, porque está tentando costurar uma permanência na frente, mas isso pode ocasionar um racha maior no partido porque estariam jogando a resolução no lixo.

“Querem tratorar o partido, pois a resolução foi aprovada por maioria”, finalizou.

Sergio de Oliveira
Jornalista formado pela UniSociesc tem graduação também em Gestão Comercial pela Uniasselvi. Foi dirigente e consultor nas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau e Gaspar. Tem experiência em comunicação governamental, com passagem por órgãos públicos de Blumenau. Atua na área de comunicação desde 1993 com passagens por veículos como Rádio Atlântida FM, Rede TV Sul, Rádio Blumenau e Jornal O Município. Já foi produtor, editor e colunista, além de empreender na área de jornalismo digital. Há 14 anos estuda e escreve sobre o cenário político de Santa Catarina, procurando apresentar informações que orientem e ampliem a visão do leitor/internauta. Contato: sergio.redacao@gmail.com
Mais notícias para você
Últimas notícias

Padre exige que fiéis cobrem os vereadores por descaso do prefeito com a igreja católica

No último final de semana o padre Alessandro da Igreja Católica de Nossa Senhora dos Navegantes, da cidade de...