Agosto 12, 2019

Dólar passa dos R$ 4 com guerra comercial e eleição argentina

Dólar passa dos R$ 4 com guerra comercial e eleição argentina
Reprodução

O dólar iniciou a semana em forte alta, passando a marca dos R$ 4,00. Os principais motivos para a alta são a disputa comercial entre Estados Unidos e China, e os resultados das eleições primárias realizadas na Argentina ontem, 11.

Os investidores seguem apreensivos com a disputa comercial entre China e Estados Unidos, com medo de que a demora para que os dois países cheguem a um acordo prejudique a economia mundial. Há duas semanas, os americanos anunciaram novas tarifas sobre produtos chineses. Na semana passada, a moeda chinesa, o yuan, desvalorizou ao menor patamar em dez anos, movimento visto como uma retaliação do governo Xi Jinping.

Já o resultado das urnas no país argentino, ontem o atual presidente foi derrotado pela oposição, afetou também a própria moeda. O peso argentino caiu 30% em relação à moeda americana, cuja cotação passou a 60 pesos por dólar, levando alguns bancos privados a suspenderem operações de câmbio. No final da manhã, a bolsa de Buenos Aires operava com queda de 9%. 

Todas as empresas argentinas listados na Bolsa de Nova York tiveram quedas cerca de 15 minutos antes da abertura. A Loma Negra, mais afetada, chegou a ter perdas de 61,57%. Os títulos do Banco Galícia, que haviam registrado ganhos de mais de 9% na sexta-feira, chegaram a cair 35%.

Macri reuniu-se, nesta manhã, na Casa Rosad,a com o presidente do Banco Central, Guido Sandleris, o ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne, e o chefe de Gabinete, Marcos Peña, para discutir os impactos do resultado das prévias na economia argentina. Com informações de Veja e G1.

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!