13.7 C
fpolis
14.5 C
fpolis
segunda-feira, 23 maio, 2022

Estudo da Nielsen na área de marketing aponta tendências e desafios para setor

Últimas notícias

A Nielsen apresenta esta semana um levantamento global na área de marketing que aponta tendências e desafios para o setor, com informações exclusivas sobre a América Latina. A pesquisa global com profissionais de marketing aponta que, dentre as prioridades do setor para 2022 estão aumentar o reconhecimento da marca, mensuração, desenvolvimento de estratégias personalizadas, tornando-as mais orientadas para o propósito.

O estudo, que também tem o Brasil entre os principais mercados analisados, contemplou os setores automobilístico, serviços financeiros, FMCG, tecnologia, saúde, farmacêutico, viagens, turismo e varejo, que gerenciam orçamentos na área a partir de US$ 1 milhão, cujo foco se refere a mídia, tecnologia e estratégias de medição.

Dentre os destaques, o levantamento Nielsen aponta que os profissionais globais de marketing têm priorizado o digital e evidencia a falta de confiança deles nos dados na tomada de decisão. Nos últimos dois anos, os executivos do setor estão com dificuldade em acompanhar a mudança de hábito do consumidor na mídia. Apenas 26% estão totalmente confiantes em seus dados de audiência.

 

Principais conclusões para profissionais de marketing da América Latina:

– Para construir marcas e conquistar novos clientes, os profissionais de marketing devem aproveitar os canais mais apropriados para seus objetivos de marketing específicos.

– Novas fontes de dados, táticas e estratégias precisam ser estabelecidas para atender às demandas dos consumidores em constante mudança.

– Em comparação com o resto do mundo, os profissionais de marketing da América Latina se sentem mais confiantes em ter a tecnologia de marketing certa para medir o ROI (78% vs. 65% global).

– O acesso a dados de origem determinística de alta qualidade ajudará a melhorar a precisão das campanhas e engajamentos da América Latina, pois os profissionais de marketing têm mais dificuldade com vários aspectos de suas estratégias de dados. Mais da metade diz que têm desafios com elementos de dados de audiência, incluindo precisão/qualidade, escala e acesso a dados, resolução de identidade e insights de dados acionáveis que apresentam áreas de oportunidade.

– Além de estabelecer e fortalecer seus propósitos de marca, os líderes devem pensar em como fidelizá-los, como incluir o marketing de influenciadores em seu mix de mídia.

– Em comparação com o resto do mundo, os profissionais de marketing da América Latina têm o maior nível de dificuldade com elementos de dados de audiência. Para superar esses desafios, a coleta, a manutenção e a aplicação de identificadores baseados em pessoas exigem um investimento em dados primários — os dados que as empresas coletam diretamente de usuários ou pessoas de maneira compatível com o consentimento.

Confira o relatório na íntegra.

Mais notícias para você
Últimas notícias

Após dois anos, chega ao fim emergência sanitária de Covid-19

Após dois anos, chegou ao fim ontem, 22, o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin),...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }