Outubro 25, 2021

Facebook derruba live em que Bolsonaro associa vacina à Aids

Facebook derruba live em que Bolsonaro associa vacina à Aids
Reprodução/Youtube

Na noite de ontem, 24, o Facebook derrubou a live semanal do presidente Jair Bolsonaro transmitida na última quinta-feira, 21, em que ele afirmou que a vacina contra Covid-19 causa Aids. A informação apresentada pelo chefe do Executivo federal é falsa.

Em comunicado oficial, a rede social afirmou que a empresa "não permite alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas". Esta foi a primeira vez que a empresa removeu uma live semanal de Bolsonaro.

Durante a transmissão o presidente disse: “Outra coisa grave aqui, só vou dar a notícia, não vou comentar, já falei sobre isso no passado e apanhei muito. Relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados, quem são os totalmente vacinados? Aqueles que depois da segunda dose, 15 dias depois após a primeira dose… estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência muito mais rápido que o previsto”.

De acordo com o G1, trata-se de uma fake news plantada pelo site negacionista Beforeitnews, que publica textos dizendo, entre outras coisas, que as vacinas contra a Covid rastreiam as pessoas. A Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido declarou que “as vacinas contra a Covid-19 não causam Aids. A Aids é causada pelo HIV”.

O vídeo de Bolsonaro também foi retirado do Instagram - plataforma que pertence ao grupo Facebook. Já o Youtube manteve a transmissão (ao menos até a manhã desta segunda-feira).

Tags:
web
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Onze LG Gd

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!