18.5 C
fpolis
19.1 C
fpolis
sábado, 28 maio, 2022

Gean agiu corretamente ao projetar futuro incerto

Últimas notícias
Gean agiu corretamente ao projetar futuro incerto
DIVCULGAÇÃO/PMF

Até hoje o prefeito Gean Loureiro (União Brasil) não se arrependeu de seguir os conselhos da equipe intersetorial que trata da pandemia, principalmente os do médico Carlos Alberto Justo da Silva, o Professor Paraná, secretário municipal de Saúde, e não foi diferente ao decidir , nesta segunda (20), cancelará uma queima de fogos nas duas avenidas Beira-Mar, Norte e Continental.

Se a intenção é manter a melhor condição de enfrentamento da pandemia, desde março de 2020, não há como aprovar um evento, que, como o sem shows – música ao vivo já estava vetada, desde o primeiro anúncio -, levaria milhares para contemplar o espetáculo de luzes, sem respeitar distanciamento e ainda abrir mão do uso de máscara.

O que se avizinha é muita pressão e críticas por parte do segmento empresarial, que já aplaudia a manutenção da queima de fogos.

A atração seria um contrassenso se considerarmos o momento vivido pela Europa, parte significativa da África e do Oriente, que enfrentam novo avanço da Covid-19 em função da escalada de casos provocados pelas variantes Ômicron e Delta.

A Capital é uma cidade turística, os viajantes já chegaram, estão nas ruas, nas praias, nos eventos e naturalmente relaxam quando estão longe de casa, regra que vale para brasileiros e estrangeiros, nada mais acertado do que evitar que as condições retornem ao triste patamar do início da pandemia em função de que muitos se recusarem a tomar a vacina e tampouco aceitarem o passaporte sanitário contra a doença.  

 

Desgaste ?

Pesquisas de opinião dão margem para que Gean tomasse a decisão de cancelar a tradicional queima de fogos. Muito menos impactante do que um preocupante lockdown, tal como verificado em outros países, alguns que com arrogância já davam como encerrada a batalha contra a pandemia.

Em alguns apontamentos, cerca de 80% dos entrevistados asseguram que não cumprem as festas públicas no réveillon e no Carnaval, próxima etapa que promete polêmica país afora.

Não será um desgaste, portanto, pois Gean não tomaria esta mais aguda se não inclui em mãos o apoio da maioria da população, notoriamente porque pretende colocar seu nome para concorrer ao governo do Estado, em 2022.

Leia mais em  https://bit.ly/32hRqqb 

Roberto Azevedo
Roberto Azevedo tem 37 anos de profissão. Estudou jornalismo na UFSC, de Florianópolis, e direito na FURB, de Blumenau. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, chefe de Redação, editor-chefe, gerente e diretor de Jornalismo, na RBS TV de Blumenau e Florianópolis, na TV Record de Florianópolis, na Rede TV Sul! e na TVBV (Barriga Verde, BAND); comentarista na RIC TV Record e na Record News, e colunista no Diário Catarinense (onde também foi editor de Política) e no Notícias do Dia, tendo blogs nas versões digitais das edições. Atuou nas rádios União de Blumenau e União FM de Florianópolis, e na Rádio Record da Capital catarinense. Além de ter uma coluna no Portal Making Of, desde setembro de 2016, faz comentários sobre política e economia na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e na TVBV (BAND), de Florianópolis.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Colombo enfrenta adversários dentro do PSD

Pelo menos três personalidades do cenário eleitoral catarinense, pré-candidatos assumidos, já receberam sinalizações do deputado Julio Garcia e de...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }