18.3 C
fpolis
18.3 C
fpolis
domingo, 29 maio, 2022

Globo perde espaço em eventos esportivos

Últimas notícias
Globo perde espaço em eventos esportivos

Continua em andamento uma das mais importantes mudanças envolvendo eventos esportivos – futebol e Fórmula 1 – e as emissoras de TV. Marca a saída parcial de cena da Rede Globo, que há muitos anos domina o cenário de direitos ao bancar altas somas para garantir primazia de transmissão.

O ponto de embate do momento é o Campeonato Carioca, onde a Record vai pagar 11 milhões de reais para transmitir em TV aberta. A Globo chegou a oferecer 50 milhões para todas as plataformas, mas não levou. Os clubes vão arriscar bancando, à parte, o pay per view em streaming na rede Claro/Net. Será oferecido aos torcedores por 129 reais, valor bastante alto em comparação aos 39 reais cobrados na Libertadores.

Concretizada essa operação, a Globo perde um dos pontos básicos de sua operação esportiva, o desejo de manter no line up apenas quatro campeonatos – carioca, paulista, mineiro e gaúcho. Os demais ela está abrindo mão depois de terminarem os atuais contratos. Não contava, é claro, com a ação da Record, com visível intenção de bater audiência com o SBT – que tem os direitos da Libertadores.

 

Band

Há um outro player nesse mercado de direitos esportivos, a Band, que vai bancar a Fórmula 1 e outras competições automobilísticas. A Globo tentou continuar nas corridas, mas os organizadores ficaram interessados também em valorizar mais as competições com a transmissão integral de treinos e corridas. A Globo jogava treinos para a TV fechada e frequentemente cortava a festa dos vencedores.

Parece claro que o futuro será diferente mesmo do que foi até agora, bastante impactado com a redução de custos da Globo e pela ação da concorrência. O que poderá definir quem vai se dar bem são aqueles que souberem empacotar o conteúdo, seja contratando boas equipes de microfone, seja na organização de programas de apoio.

Claiton Selistre
Publisher, colunista e owner do Portal Making Of, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário, além de coordenador do comitê editorial da RBS em Santa Catarina. Antes atuou na Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há sete anos.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Jesse Koz e Shurastey serão homenageados com pintura e dog park em BC

O influenciador Jesse Koz e o cão Shurastey, que morreram em um acidente de trânsito nos Estados Unidos, na...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }