13.6 C
fpolis
13.6 C
fpolis
sexta-feira, 19 agosto, 2022

Honrar o adversário; sonhar; gastou mas quem foi beneficiado

R.Pierre Figueirense x Avaí: Histórico do confronto do clássico mais antigo do futebol catarinense/ Reprodução
Últimas notícias

1 – Reconhecimento

Quando alguém publica nas redes sociais retratos ou dizeres de outro candidato, neste ano de eleições, lembro do torcedor que deseja e seca o adversário de parte da torcida que divide a cidade, o que ele faz inconscientemente é honrar, reconhecer e assumir a grandeza do contrário, seja na política ou no futebol. É um problema de consciência, porque torce por todos os outros clubes que jogam contra o outro time da cidade. Entendeu?

2 – Qual é o teu mundo?

Os torcedores do Figueirense criticam o time e pedem reforços sem se darem conta de que jogador prefere ser quarto reserva de um time que disputa a Série A, do que ser titular numa equipe da Série C. Não adianta oferecer dinheiro. Por falar nisso, a culpa era do Rodolfo, e agora com o Wilson o time não ganha por que? Neste domingo, dia 8 de maio, empatou em Horizonte contra o Atlético Cearense em 1 gol. Está longe do Top 8, mas continua na disputa para subir da C para a B. Ah, e na C só se joga de domingo a domingo, tem a semana toda para treinar jogadas ensaiadas. Mas o torcedor grita que quer reforços e sonha.

3 – O Sonho

Hoje, segunda-feira o torcedor do Avaí acordou sonhando e com a ilusão de que na noite, na Ressacada, contra o Coritiba, jogo que começa às 20h, o Avaí pode terminar junto com os líderes do campeonato da Primeira Divisão. Olhe na tabela e com três pontos, o time do “Barroca” chega aos 10 pontos do Santos, segundo colocado e ficará em terceiro lugar por causa do saldo de gols inferior. O Coritiba é um clube daquela turma que não atrai público e não está no nível que a diretoria selecionou para definir as tabelas os preços de ingressos. Mas, daqui a pouco (segunda dia 09) cada sócio pode comprar dois ingressos a R$ 50,00 e presentear um amigo, o sócio dos R$ 50,00 por mês. Ah, os sócios?

Reprodução

4 – O beneficiado foi quem?

Reprodução

Pelo que entendi o Conselho Fiscal do Avaí e alguns torcedores queriam que o Totti cumprisse o orçamento e não tivesse feito os gastos, que fez para promover o Avaí à Série A. Entendi que preferiam que ele não gastasse o o clube disputasse este ano a Série B. Ao ultrapassar o orçamento os conselheiros não gostaram e querem culpa-lo, mas quem foi beneficiado: o Avaí ou o Totti? Não valeu gastar e o sacrifício de estar na Série A? Ah, os que preferem as contas em dia e o time na Segunda Divisão.

5 – A nova Liga

A Libra – Liga do Futebol Brasileiro receberá de um banco a quantia de 1 bilhão de dólares o que equivale a 5 bilhões de reais. Por quantos anos? Mas alguns clubes, os 32 que não assinaram a criação da liga, não gostaram de perder 10% dos 50% da receita a ser dividia igualmente entre 20 clubes da Série A. Querem que prevaleça a a divisão de 50% para todos, 25% divididos pela colocação no campeonato e os outros 25% de acordo com a subjetividade de torcida, de audiência, das assinaturas… Porcentagem esta usada pelas Ligas ricas na Europa usam. Nem vou falar da NBA, a que melhor divide o dinheiro entre os clubes.

6 – Carlos Alcaraz, 19 anos

Sem experiência, está entrando no círculo dos grandes tenistas este ano e, em menos de meses, aos 19 anos é o terceiro colocado no ranking, ao conquistar o título do Mutua Madrid Open e é o tenista que venceu no mesmo torneio Rafal Nadal, Jokovic e Zverev. O que me chamou a atenção é o que ele escreveu no vidro da câmara de TV: “Um jogo em Madrid és muito longo”, uma referência a frase que os torcedores do Real costumam dizer: ‘Que jogar 90 minutos no estádio Santiago Bernabéu demora muito!”.

7 – Fórmula1 em Miami

Uma festa em que vendeu Verstappen; Lecrerc em segundo e Sainz Jr. em terceiro. O que tinha de gente aparecendo e querendo aparecer não cabe no “gibi!”. Lewis Hamilton anda preocupado em ir “trabalhar” cheio de correntes penduradas no pescoço, do que ganhar porque chegou depois de seu companheiro na equipe George Russell, dirigindo um Mercedes. Os Estados Unidos poderão ter três grandes prêmios de Formula1: Miami, na Florida e Austin, no Texas este ano de 2022 e uma 2023 um terceiro, uma corrida noturna em Las Vegas, paraíso do jogos, dos shows e das apostas.

8 – Champions em Saint Denis

A primeira conquista do Madrid foi em 1956 em Paris e a próxima será disputada em Saint Denis, nos arredores de Paris. Os espanhóis querem vencer a 14ª e os ingleses do Liverpool querem a revanche de 2018.

9 – E o Botafogo ganhou!

Ganhou o Flamengo que não é mais unanimidade e o Atlético Mineiro perdeu para o América. As contas atrasadas estão chegando. O cronista Mauricio Prado, que escreve no jornal Folha de SP, entrevistou Jesus e disse que ele disse que quer voltar, dando um prazo até o dia 20 de maio. Penso que foi tietagem e fanatismo de um torcedor apaixonado por Jorge Jesus.

10 – Calendário

Não aguento as reclamações de treinadores sobre o calendário porque querem estar em todas as finais dos torneios que participam. Na Inglaterra além da Premier, os “times” jogam a Supercopa; duas copas a Carabao, a FA e os torneios europeus. Qual deles não quer jogar? Se não quiser basta jogar só o campeonato nacional e disputar as copas colocando um time reserva, como fazem com o goleiro. Depois não reclame que o salário não está em dia.

11 – Assessor de Segurança

É como posso chamar os assessores de comunicação de Avaí e Figueirense, que, em dia de jogos, funcionam como seguranças restringindo e impedindo o trabalho dos repórteres. Uma contradição para um clube de futebol que vende anúncios em placas no estádio, em camisetas e expõe marcas nas coletivas. Clubes que dependem da audiência para receber mais ou menos da televisão. O que era para facilitar, a assessoria dificulta o trabalha da mídia.

12 – Homenagens

Ele gosta de frase, então vai essa pra ele: “Na vida não existe atalhos para dissimular carências, prejuízos e complexos. O sonho tem que ser maior do que os medos.” Minha homenagem ao Miguel Livramento que neste domingo dia 8/05/22, chegou aos 80 anos metendo bronca. E para as mães.

FIM.

Paulo Brito
Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Lula e Bolsonaro ficarão lado a lado durante debate na Band

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e presidente Jair Bolsonaro (PL) ficarão lado a lado durante o...