Março 29, 2021

Impeachment de Moisés surpreende a mídia

Impeachment de Moisés surpreende a mídia

A sessão de sexta-feira passada, 26, da comissão especial que tirou Carlos Moisés do governo, pelo menos temporariamente, foi uma surpresa para todos os envolvidos e para a mídia. Ninguém chamou a atenção devidamente para o que estava por vir. Nenhuma reportagem ou coluna cogitou no placar adverso.

Algumas horas antes, foi identificado que havia pelo menos um integrante da comissão parlamentar com dois votos na manga – um a favor outro contra, para ser usado conforme as circunstâncias. E foi só.  

É evidente o prejuízo nas reportagens, porque têm sido feitas mais nos pátios do que no local onde a notícia está. Outro ponto, a Alesc restringiu a presença nas suas dependências. A pandemia dificulta os movimentos, como se vê no caso, em prejuízo da informação. Nada, no entanto, deveria ser obstáculo para quem usa corretamente o celular.

 

Bilhete a um âncora

"Amigo,

Você é um profissional de sucesso. Os diplomas e fotos expostos no seu escritório mostram isso. A admiração vem do público, dos colegas e da família. De todos, enfim. A distância do local de trabalho é marcante, mas você não desanima e se faz presente online. Por isso, vai lá um toque: dá uma enxugada no seu texto de rádio. Você está falando, explicando e perguntando longamente. Na abertura do seu programa você faz uma introdução que derruba as manchetes, que deveriam ter prioridade. Não custa nada você se controlar e valorizar somente a informação objetiva, para que eu e alguns outros continuemos te ouvindo. Abraços."

 

Fórmula 1

Quem gosta de corridas de Fórmula 1 ficou plenamente satisfeito com a primeira transmissão da Bandeirantes ontem, 28, no GP de Bahrein. Dois motivos importantes: a equipe de microfone, com o excelente narrador Sérgio Maurício, os comentários de Reginaldo Leme e as reportagens de Mariana Becker. Como nos bons tempos da Globo.

Outro motivo: o show de tecnologia na transmissão, com muitas novidades em relação às corridas anteriores. Entre elas, o big close dos pilotos em plena corrida, a câmera na frente dos carros mostrando em detalhes a posição do corredor à frente e as pequenas frases que os pilotos dizem para sua equipe, escritas na tela. Por exemplo, quando Verstappen se aproximava de Lewis Hamilton, em final muito disputado, o chefe de equipe deu um alerta do perigo e o inglês respondeu: "Let me do it, Bono" ( algo como "deixa comigo").    

Fora isso, a Bandeirantes mostrou toda a festa dos vencedores depois da corrida, entrevistas e até show pirotécnico. A Globo cortava tudo isso para não alterar a programação.

#BandnaF1 foi show.

 

"Globolixo"

O bicampeão Nelson Piquet sempre foi reconhecido como um excelente piloto de Fórmula 1 e também por opiniões fortes, às vezes duvidosas. Como nesta entrevista na Band, quando se referiu a "Globolixo" – palavra de ordem bolsonarista, gerando risadas do grupo e nenhuma observação de comedimento.

Aliás, ironias contra a Globo também foram tema do narrador Sérgio Maurício durante a corrida, revelando no mínimo falta de elegância 

 

Record News

A Record News, emissora aberta do grupo ND, acompanhou parcialmente a sessão do impeachment retransmitido as imagens da TVAL. Seria um bom lance, se não fosse incompleto: às seis horas da tarde, simplesmente cortou, sem explicação, e passou a apresentar um noticiário policialesco de São Paulo.  

A ND já fez algum investimento no programa da RecNews, mas teria espaço para fazer muito mais e ocupar a vaga no localismo desde que a TVCom interrompeu sua trajetória.

 

Kajuru?

Só em algumas colunas catarinenses o senador Jorge Kajuru ganha divulgação para as bobagens que diz. No resto do País, o político do Cidadania de Goiás não é levado a sério.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!