Novembro 16, 2020

Investigação aponta operação coordenada em ataque ao TSE

Investigação aponta operação coordenada em ataque ao TSE
Reprodução

Uma investigação da empresa SaferNet, que trabalha em parceria com o Ministério Público Federal no monitoramento de fraudes eleitorais, apontou que os ataques hacker sofridos pela Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ontem 15, foram uma "operação coordenada" para "desacreditar a Justiça Eleitoral".

Segundo a Folha, Thiago Tavares, presidente da SaferNet, que vem fazendo o monitoramento desde o fim de outubro, forneceu ao MPF e ao TSE os dados levantados em tempo real. "Trata-se de uma operação coordenada e planejada para ser executada no dia das eleições com o objetivo de desacreditar a Justiça Eleitoral e eventualmente alegar fraude no resultado desfavorável a certos candidatos", afirmou.

Neste domingo, houve vazamento de dados antigos de um banco de dados com informações desatualizadas sobre o sistema de recursos humanos da justiça eleitoral, que expos funcionários do órgão. O ataque que deu acesso aos dados, no entanto, foi feito no dia 23 de outubro, segundo a PF.

"Apesar de o ataque ter sido feito antes de 23 de outubro, deixaram para publicar o vazamento dos dados na manhã de hoje, para causar mais impacto", diz Tavares. "Em paralelo, deflagraram um ataque de negação de serviço (às 10h41) para tirar do ar o site e alguns serviços da Justiça Eleitoral", completa.

Ele explica que os IPs usados em ataques de negação de serviço (DDoS) geralmente integram as chamadas "redes zumbis", formadas por computadores infectados, que podem estar localizados no exterior e serem coordenados daqui. O TSE afirmou que os IPs dos hackers que invadiram os sistemas do tribunal seriam de Portugal ou coordenados por um cidadão português.

Os ataques, a princípio, não têm relação com o atraso da apuração dos votos pelo TSE neste domingo, diz Tavares. Segundo o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, o atraso na apuração foi causado por um problema técnico em um dos processadores do computador responsável pela totalização dos resultados.

Tags:
eleicoes2020
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!