17.6 C
fpolis
17.6 C
fpolis
sexta-feira, 20 maio, 2022

Julgamento do impeachment será dia 7 de maio

Últimas notícias
Julgamento do impeachment será dia 7 de maio
Reprodução

O desembargador Ricardo Roesler confirmou, nesta quinta (22), duas decisões antecipadas pela coluna: a rejeição de produção de novas provas, tanto pelos denunciantes, que queriam a ouvida de testemunhas, quanto da defesa do governador Carlos Moisés da Silva, ora fastado; e marcou a data do julgamento do processo de impeachment para o dia 7 de maio.

O presidente do Tribunal Especial de Julgamento entendeu, em síntese, que já há robustas provas nos autos e que as solicitações dos denunciantes se apoiavam em estratégias para protelar a análise final do impeachment, algo que a sociedade não tolerará, e as da defesa não acrescentariam na análise do mérito para estabelecer se houve ou não crime de responsabilidade na compra de 200 respiradores com pagamento antecipado de R$ 33 milhões pelo governo do Estado, sem a garantia de entrega.

Antes de divulgada a decisão no Diário Oficial da Assembleia desta quinta (22), o magistrado já havia negado um pedido do deputado Laércio Schuster (PSB), integrante do tribunal especial, que pretendia ouvir Carlos Moisés a pretexto de fundamentar melhor o seu entendimento dos fatos.

Na verdade, Schuster queria mesmo era buscar o constrangimento de Moisés, criar um fato novo ao processo, para colher os frutos de uma eventual derrapada do governador ora afastado, mas Roesler desconheceu em função do pedido ter extrapolado o prazo para a apresentação da solicitação.

Sem apelo

Não há mais como protelar o julgamento do impeachment, principalmente pela utilização política-eleitoral que ganhou o fato nos bastidores.

A demora se tornaria injustificável e também passaria pela avaliação de que Moisés, legitimado pelas urnas, foi alvo de ações de grupos políticos rancorosos por perder o espaço no poder para alguém neófito na política, sem o jogo natural de cintura, um perigo para os chamados políticos tradicionais.

A defesa se manifesta

O advogado Marcos Fey Probst, da defesa de Carlos Moisés, publicou uma nota sobre a decisão de Ricardo Roesler. Leia na íntegra:

“A defesa do Governador Carlos Moisés da Silva enaltece a agilidade e temperança na condução do processo de impeachment, com julgamento final marcado para o dia 7 de maio. Renova-se a confiança na serenidade dos integrantes do Tribunal Especial de Julgamento, que bem saberão avaliar o conjunto probatório constante dos autos.”

Roberto Azevedo
Roberto Azevedo tem 37 anos de profissão. Estudou jornalismo na UFSC, de Florianópolis, e direito na FURB, de Blumenau. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, chefe de Redação, editor-chefe, gerente e diretor de Jornalismo, na RBS TV de Blumenau e Florianópolis, na TV Record de Florianópolis, na Rede TV Sul! e na TVBV (Barriga Verde, BAND); comentarista na RIC TV Record e na Record News, e colunista no Diário Catarinense (onde também foi editor de Política) e no Notícias do Dia, tendo blogs nas versões digitais das edições. Atuou nas rádios União de Blumenau e União FM de Florianópolis, e na Rádio Record da Capital catarinense. Além de ter uma coluna no Portal Making Of, desde setembro de 2016, faz comentários sobre política e economia na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e na TVBV (BAND), de Florianópolis.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Os “semideuses” da era digital e a guerra pelo poder

Os “semideuses” da era digital e a guerra pelo poder “Nossos ídolos ainda são os mesmos...”, escreveu Belchior na linda...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }