14.3 C
fpolis
14.3 C
fpolis
quarta-feira, 29 junho, 2022

Monetizar dados será crucial para se manter competitivo no mercado

Pixabay
Últimas notícias

Usar os dados disponíveis para tomar decisões que resultem em ganhos financeiros não é necessariamente novo, mas certamente orientará o futuro das relações comerciais. A chamada monetização de dados tem um potencial imenso para mudar a forma como as empresas lucram, desde a coleta e análise de dados para melhorar o relacionamento com os clientes a fim de entender os padrões de consumo, até a criação de parcerias para compartilhar esses dados. É importante destacar que o valor derivado dos dados está intimamente relacionado ao resultado da análise dos insights obtidos. E quanto maior a quantidade de dados coletados, mais insights são obtidos.

O primeiro ponto em que a coleta de dados pode potencializar a eficiência de um negócio no relacionamento com o cliente e, consequentemente, gerar ganhos financeiros, é na área de marketing. Com uma análise de dados eficiente, é possível criar insights que nos ajudam a entender os padrões de consumo dos clientes, por que eles compram determinado produto e qual é a forma preferida de consumi-lo. Entre outros fatores, isso ajuda as empresas a entender quais tipos de publicidade funcionam com determinados dados demográficos e quais são ineficientes.

Entender esses fatores é essencial para desenhar estratégias eficientes, seja para determinar quais produtos devem ser colocados à venda ou a melhor forma de divulgar essas campanhas de marketing, averiguando os impactos no cliente. Uma forma de “manusear” esses dados seria, por exemplo, trocar o direito de acesso a insights derivados de dados de clientes por cupons de desconto e promoções.

Além do marketing, outro setor que tem muito a ganhar com a monetização de dados é o varejo. A análise dos dados do cliente pode determinar quais horas são mais movimentadas nas lojas, adaptando os horários dos funcionários para melhorar as experiências do cliente, bem como determinar a competitividade de determinadas lojas ou produtos, seja por localização ou demografia do cliente. Vale lembrar que o varejo teve um grande aumento nas despesas operacionais durante a pandemia, incluindo custos que transitaram para o online e mudanças nas lojas físicas.

É importante ressaltar que existem algumas perguntas que devem ser feitas antes de iniciar um processo de análise de dados que resulte em ganhos financeiros. Primeiro, é se temos a capacidade de coletar e analisar esses dados. Afinal, o que realmente tem valor são os insights que a análise desses dados nos proporciona. Entender quanto “eles valem” — ou seja, como seu uso pode trazer retorno financeiro para o negócio — e quem pode se interessar pelos insights é essencial para criar uma estratégia de monetização.

Outro fator central é estar atento se sua empresa consegue coletar dados de forma satisfatória e eficiente, pois, muitas vezes, as empresas possuem a fonte de dados, mas não possuem seus sistemas integrados. Isso causa dificuldades, principalmente considerando a importância de coletar e analisar esses dados em tempo real, a fim de obter insights valiosos mais rapidamente. Essa integração de sistemas pode aumentar significativamente a eficiência da coleta e análise, aumentando a qualidade e a velocidade dos insights.

Um exemplo do potencial de monetização de dados por insights é a empresa de crédito americana Equifax. Ao utilizar o software TIBCO Spotfire, a empresa conseguiu unificar as fontes de dados de seus clientes em um único ambiente, não apenas tornando esses dados mais acessíveis, mas também facilitando sua manutenção e aproximando o ambiente bancário desse tipo de operação. Os insights retirados do banco de dados tornam as decisões das empresas de bureau de crédito mais seguras, principalmente quando falamos de linhas de crédito e dos riscos associados a essas decisões.

Por fim, não há como falar sobre esse tema sem associá-lo à importância da ética no tratamento dessas informações. Respeitar fielmente o LGPD, ser transparente com os clientes e ter clareza sobre as maneiras pelas quais os dados serão coletados, analisados e compartilhados devem estar sempre em primeiro lugar. Somente a partir dessa premissa será possível estabelecer não apenas uma estratégia, mas uma cultura de monetização de dados de sucesso.

*Por Jorge López, vice-presidente de vendas da TIBCO na América Latina.

Mais notícias para você
Últimas notícias

Site de jornalista vencedora do Nobel recebe ordem para encerrar atividades

O Governo das Filipinas emitiu ontem, 28, ordem para fechar o site de notícias Rappler, cofundado pela jornalista filipina...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }