Outubro 21, 2020

Morre de Covid voluntário brasileiro para vacina de Oxford

Morre de Covid voluntário brasileiro para vacina de Oxford
Reprodução

Um brasileiro que participava como voluntário dos testes da vacina de Oxford morreu na última quinta-feira, 15, em razão da covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi formalmente informada na última segunda-feira, 19, pela Universidade Oxford e pelo laboratório AstraZeneca, desenvolvedores da vacina.

Não há informações ainda se o voluntário, um médico de 28 anos, recebeu a dose do imunizante ou placebo. De acordo com o site do jornal O Globo, nos bastidores a avaliação é que o brasileiro não teria morrido em razão dos efeitos da vacina. Já uma fonte extraoficial afirmou ao site Bloomberg que ele teria tomado placebo.

A AstraZeneca, por sua vez, disse que não pode comentar sobre casos individuais por causa da confidencialidade e das regras do ensaio clínico.

O ensaio clínico da vacina nos EUA está suspenso há mais de um mês. Os estudos foram interrompidos globalmente em setembro, quando um participante do Reino Unido ficou doente, mas foram retomados no Reino Unido, Brasil, África do Sul e Índia nas últimas semanas.

João Pedro Feitosa tinha 28 anos e, desde março, participava do atendimento de pacientes infectados pelo coronavírus em UTIs e emergências de um hospital privado e em outro da rede municipal no Rio de Janeiro.

Tags:
Covi-19
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!