Portal Making Of

O rádio vive

Foto: Reprodução/Freepik

A coluna, sempre que possível, gosta de acompanhar a audiência de rádio. Embora não sejam dados superlativos como entre os portais de internet, revelam a preferência de uma boa parte da população, que vai do popular à classe AB.

Os últimos dados do Kantar Ibope de março a maio, das 7 às 19 h, revelam que a audiência mudou de lado, dando preferência às emissoras da NSC, com exceção do eterno primeiro lugar da Regional FM, com mais de 16 mil ouvintes por minuto.

No segmento jovem, a Atlântida recuperou a liderança sobre a Jovem Pan com uma diferença de 1.800 ouvintes por minuto. Já a CBN liderou o segmento jornalístico sobre a a Jovem Pan com 1.100 ouvintes a mais.

 

Humor

Foto: Reprodução/YouTube CBN Floripa

O pessoal da CBN anda tão feliz com o resultado que anda exagerando no humor e nas brincadeira no seu principal programa de esporte, o Debate Diário. Humor é bom mas tem que ser na medida e de vez em quando.

 

Pobreza

Foto: Reprodução/Globo

Alguns gestos são de uma pobreza retumbante.

No Jornal Hoje, apresentado pelo excelente repórter Cesar Tralli, da testa reluzente de botox como bumbum de nenê, tem uma sorridente moça do esporte que entra em cena mandando abaninhos para a audiência.

 

Influencers

Foto: Reprodução/Freepik

Mais atores e jornalistas estão reclamando da contratação de influencers sem experiência para atuação em novelas e programas de TV.

Ao que parece, a moda vai se estender pois os programadores – para tentar evitar a fuga de audiência
– acham que, com eles, agregam os views da internet.

É fácil identificar os Influencers no vídeo, principalmente mulheres: rosto super liso de botox, sobrancelhas artificiais, lábios de tamanho realçado e nenhum conteúdo aceitável.

 

Cofres cheios

Foto: Reprodução/Freepik

Há uma intensa preparação nos bastidores para a disputa eleitoral deste ano. Os “investimentos” são enormes. Para identificar tem alguém ou algo comprometido tem que “seguir o dinheiro.” Se não, é só prestar atenção sobre o que está sendo escrito e dito, de agora em diante.

 

Gol contra

Foto: Reprodução

Uma campanha publicitária envolvendo Ronaldinho Gaúcho provocou marketing inverso, funcionando contra a marca. Na peça inicial, sem grandes dicas, o ex-jogador destratou a seleção brasileira usando frases dizendo que falta “garra e alegria” na seleção formada por jogadores “medianos.”

O mal estar foi muito grande, inclusive entre os jogadores da seleção, que não sabia que se tratava de uma publicidade da marca de desodorante Rexona.

Funcionou tão tão mal que a segunda parte da propaganda, programada para uma semana depois, teve que ser antecipada para que tudo fosse esclarecido.

Foi uma ação com série de erros, onde o mais incrível foi se tratar de uma propaganda que precisou ser explicada.

 

No popular

“Ninguém é melhor do que ninguém. Mas alguns se destacam pelo seu caráter e outros pela falta dele.”

 

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

A comitiva em terras portuguesas

Os integrantes da comitiva catarinense que foram a Portugal já voltaram ao Estado depois de uma semana de jantares, almoços, visitas, discursos e troca de

Um tiro na eleição americana

Logo após o tiro de AR-15 ter acertado a orelha direita de Donal Trump em comício ontem, 13, em Butler, Estados Unidos, começaram as interpretações

Ibope de rádio: sigam os líderes

A mais recente pesquisa Kantar Ibope de rádio, considerando os meses de maio e junho, mostra que as líderes não foram incomodadas em suas posições.

Eliana chama patrocinadores

Já se viu de tudo em relação a patrocinadores, pois afinal são eles que garantem a existência de conteúdos. Mas acabamos de descobrir que existe

Caça aos cliques

Os portais de internet, dos pequenos aos grandes, se dedicam a técnicas para sensibilizar a busca no Google e impactar as métricas de audiência. São

TV Gaúcha x TV Guaíba

Antônio Britto, jornalista, ex-governador e ex-ministro da previdência, colega dos primeiros anos de profissão, lembrou em recente vídeo sua contratação pela TV Gaúcha em 1978.

Globo erra na escala de narradora

A web pode ser cruel para quem desempenha atividade pública e está exposto a avaliações nem sempre procedentes. Foi o que aconteceu com a narradora

O rádio vive

A coluna, sempre que possível, gosta de acompanhar a audiência de rádio. Embora não sejam dados superlativos como entre os portais de internet, revelam a

Ídolos de barro

Difícil ter ídolos hoje em dia. Na música a safra é terrível. Com raras exceções, as letras são pobres, óbvias, cantoras se destacam pelas roupas

A comitiva em terras portuguesas

Os integrantes da comitiva catarinense que foram a Portugal já voltaram ao Estado depois de uma semana de jantares, almoços, visitas, discursos e troca de

Um tiro na eleição americana

Logo após o tiro de AR-15 ter acertado a orelha direita de Donal Trump em comício ontem, 13, em Butler, Estados Unidos, começaram as interpretações

Ibope de rádio: sigam os líderes

A mais recente pesquisa Kantar Ibope de rádio, considerando os meses de maio e junho, mostra que as líderes não foram incomodadas em suas posições.

Eliana chama patrocinadores

Já se viu de tudo em relação a patrocinadores, pois afinal são eles que garantem a existência de conteúdos. Mas acabamos de descobrir que existe

Caça aos cliques

Os portais de internet, dos pequenos aos grandes, se dedicam a técnicas para sensibilizar a busca no Google e impactar as métricas de audiência. São

TV Gaúcha x TV Guaíba

Antônio Britto, jornalista, ex-governador e ex-ministro da previdência, colega dos primeiros anos de profissão, lembrou em recente vídeo sua contratação pela TV Gaúcha em 1978.

Globo erra na escala de narradora

A web pode ser cruel para quem desempenha atividade pública e está exposto a avaliações nem sempre procedentes. Foi o que aconteceu com a narradora

O rádio vive

A coluna, sempre que possível, gosta de acompanhar a audiência de rádio. Embora não sejam dados superlativos como entre os portais de internet, revelam a

Ídolos de barro

Difícil ter ídolos hoje em dia. Na música a safra é terrível. Com raras exceções, as letras são pobres, óbvias, cantoras se destacam pelas roupas