Junho 03, 2019

Neymar será investigado por divulgar fotos íntimas para se defender

Neymar será investigado por divulgar fotos íntimas para se defender

Neymar, que foi acusado de estupro na última sexta-feira, 31, será investigado também pela divulgação de vídeos da mulher com quem teve relação sexual em Paris, na França. Foi por isso que a Polícia Civil do Rio de Janeiro esteve na Granja Comary, em Teresópolis, na manhã de ontem, 2.

"A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) irá apurar suposta divulgação de vídeo por parte do jogador Neymar. A 110°DP (Teresópolis) já realizou diligências que vão auxiliar nessa investigação", informou a Polícia Civil.

Com a divulgação da conversa que teve com a mulher que o acusa de estupro e imagens íntimas, Neymar pode responder pelo artigo 218-C do Código Penal: "Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio - inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia".

A pena prevista na legislação é de um a cinco anos de reclusão, que pode ser agravada se "o crime é praticado por agente que mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação".

A informação sobre a suspeita de estupro teria acontecido no dia 15 de maio, em Paris, na França. O boletim de ocorrência foi registrado em São Paulo, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro. O atacante negou a acusação, em vídeo publicado nas redes sociais. As informações são da BBC.

Tags:
Radar MakingOf
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!