21.9 C
fpolis
21.9 C
fpolis
sábado, 28 maio, 2022

No MDB é necessário buscar espaço, afirma Antídio

Últimas notícias
No MDB é necessário buscar espaço, afirma Antídio
DIVULGAÇÃO/17NOV2021

O prefeito Antídio Lunelli, de Jaraguá do Sul, pré-candidato nas prévias do MDB que pretende definir o candidato da sigla ao governo, em 19 de fevereiro de 2022, revela que, há um ano, busca espaço dentro do partido e que este deve ser o procedimento para quem quiser ter força na agremiação.

O comentário feito horas antes do fim de 2022 não foi lançado sem um contexto, surgiu depois que a coluna tratou do recente jantar na última terça (28), na Casa d’Agronômica, em Florianópolis, quando Antídio e a mulher Jéssica foram recebidos pelo governador Carlos Moisés e a primeira-dama Késia da Silva.

Seria uma gentileza, um novo contato entre os dois mandatários, uma troca de visitas (a da foto foi em 17 de novembro, no gabinete do prefeito), caso não existisse a possibilidade real de Moisés se filiar ao MDB, embora converse com o Avante e seja sondado, entre outros, pelo PSDB, que aparece com mais intensidade na virada do ano.

No caso de Moisés e da pretensão para 2022, Antídio assegura que o governador tem uma prioridade, manter a governabilidade e a união de forças em torno de sua administração, principalmente com o apoio de PP, PSD e PSDB, com quem não deseja fechar portas.

 

Partido para chamar de seu

O MDB tem uma lógica diferente, de garantia de apoio de seus líderes que são muitos, uma busca pelo convencimento e Moisés, no entendimento de Antídio, precisa de um partido de menor tamanho para comandar.

Os emedebistas não admitem um partido que tenha dono, “o MDB não tem um”, e as decisões devem passar pelo diretório, pelo presidente Celso Maldaner.

 

A chapa eventual

Uma chapa sugerida com Moisés na cabeça, dentro ou fora do MDB e o prefeito jaraguaense junto, deixa Antídio incomodado, já que adianta não ter perfil para ser vice, posição que ele acredita cairia bem para o deputado federal Celso Maldaner, que é do Oeste, enquanto o governador vem do litoral.

Esta construção, alerta Antídio, depende do partido, o que deixa claro que, por ora, o prefeito de Jaraguá não pretende desistir do projeto, embora o nome de outro deputado federal, Carlos Chiodini, ligado a ele, possa vir a compor uma chapa com o governador à reeleição.   

Importante; Antídio provocou Moisés no jantar, tratado como de conhecimento entre as famílias, os únicos quatro presentes, sobre a eventual filiação ao MDB e o governador manteve o mistério ao dizer que “não foi decidido”, já que o convite já foi feito.

 

Outra preocupação

Empresário de porte, Antídio Lunelli tem passado os últimos dias em Vera Cruz do Oeste, no Paraná, onde possui uma fazenda e um frigorífico.

A política deixou de ser a maior preocupação dele, focado agora em tentar diminuir os prejuízos com as safras de milho e soja devido à estiagem, que afeta o crescimento dos grãos, com risco de quebra devido a ausência de chuva nos últimos 30 dias.

 

DIVULGAÇÃO/HAVAN

BOLSONARO TRANSITA ENTRE ALTOS E BAIXOS

Faltavam apenas quatro minutos para a meia-noite desta sexta (31), portanto a virada do ano, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou a prorrogação da desoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia, uma grande notícia e um alívio para o empresariado, mesmo que somente até 2023.

Foi uma excelente tacada do governo federal, pressionado pelo Congresso e por todos os segmentos beneficiados, que ainda amargam as perdas com a pandemia, e que, desde 2011, recolhem de 1% a 4,5% sobre o faturamento, em vez dos 20% sobre a folha de salários, acrescida de outra boa medida: o MEI Caminhoneiro.

Nos últimos dias, Bolsonaro deu uma virada na biografia ao editar, por exemplo, uma medida provisória que repassa R$ 700 milhões aos estados atingidos pela chuva, principalmente Bahia e Minas Gerais, e fez um agrado ao amigo e ativista Luciano Hang, ao visitar a Havan, de São Francisco do Sul, e comprar produtos com as cores do Brasil (foto).

REPRODUÇÃO/BAND TV

Já na mensagem de Ano Novo, com apenas seis minutos, transmitida à noite por rádios e TVs, em rede nacional, o presidente desafiou a memória dos brasileiros com alguns fatos, mas disse, com todas as letras, que o governo federal é contra o passaporte sanitário, que o Ministério da Saúde admite a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos, desde que com a autorização dos pais e prescrição médica, um recado para prefeitos e governadores, que não saíram da agenda negativa de Bolsonaro, responsabilizados por ele de prejudicarem a economia do país com o lockdown de 2020.

O presidente fala para seus aliados e seguidores, como sempre, sem contextualizar que o ato extremo salvou vidas, e mantém o alvo, como quando pediu na live das quintas, direto de São Francisco do Sul, que os opositores, a esquerda, fizesse panelaço após o pronunciamento de Ano Novo. E foi atendido! 

 

 

  

   

 

Roberto Azevedo
Roberto Azevedo tem 37 anos de profissão. Estudou jornalismo na UFSC, de Florianópolis, e direito na FURB, de Blumenau. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, chefe de Redação, editor-chefe, gerente e diretor de Jornalismo, na RBS TV de Blumenau e Florianópolis, na TV Record de Florianópolis, na Rede TV Sul! e na TVBV (Barriga Verde, BAND); comentarista na RIC TV Record e na Record News, e colunista no Diário Catarinense (onde também foi editor de Política) e no Notícias do Dia, tendo blogs nas versões digitais das edições. Atuou nas rádios União de Blumenau e União FM de Florianópolis, e na Rádio Record da Capital catarinense. Além de ter uma coluna no Portal Making Of, desde setembro de 2016, faz comentários sobre política e economia na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e na TVBV (BAND), de Florianópolis.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Vídeo: Japonês gasta R$ 75 mil para se transformar em cachorro

No Japão, um homem gastou cerca de 2 milhões de ienes (aproximadamente R$ 75,9 mil) para realizar o sonho...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }