Janeiro 03, 2022

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Bruno Comicholli, Júlio Heerdt, Kowalski, Totti e Amaro (Foto: Alceu Atherino / Avaí F.C.) [i]

1 – O homem o mito e a verdade

“Se você cruzar o rio, não irão entender o que falas. Não estão te escutando.” [ii] Durante cinco anos Francisco Battistotti presidiu o Avaí F. C., a contra gosto, até o dia 1º de janeiro de 2022, quando cruzou o rio. O que conquistou é parte da história. Saiu sem deixar dúvidas e, sim dois títulos estaduais e duas promoções à Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol. Neste tempo em que esteve à frente do clube, foram dois anos sem público no estádio. Esta é a verdade, o resto foi intriga da oposição. 

 

2 – Ilusão e esperança

Foto: Fabiano Rateke / Avaí F.C

É disso que vive o futebol. Bruno Comicholli e Júlio Heerdt na pose de vice e presidente do Avaí, quando repetiram as promessas de campanha. O presidente disse que: “o clube tem uma dívida de 87 milhões de reais de salários; direito de imagem e premiações atrasadas aos jogadores e funcionários. Herança de outras gestões''. No momento tem que resolver a denúncia da falta de pagamento a sete atletas, que reclamaram junto ao STJD. Aproveitou o discurso para confirmar a contratação de William Thomas, como diretor de futebol que junto com o gerente Marquinhos Santos, avalia as contratações de jogadores e treinador. 

 

3 – O Avaí não será rebaixado

Em função da denúncia de atraso de pagamento que levou Diego Renan, contratado pelo CSA clube interessado diretamente na queda do Avaí, a formalizar uma ação contra o o clube junto ao Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Estado de Santa Catarina (SAPFESC), o que se pode dizer é o que o advogado Mario Bertoncini pensa a respeito. A denúncia do Renan se junta a de Edílson, Iury, João Lucas, Jonathan, Rafael Pereira e Ronaldo, que foi encaminhada ao STJD, após notificação ao Avaí, que segundo ele não há possibilidade do Avaí perder pontos na tabela de classificação da Série B de 2021. Bertoncini afirma que: “O artigo do regulamento diz também que o Avaí tem um prazo até o final de janeiro de 2022. Se pagar: não perde pontos”.

 

4 – A posição do Avaí 

O presidente do Avaí Júlio Heerdt e o diretor jurídico Sandro Barreto negam que o clube tenha pago 65% da dívida aos jogadores que reclamam na justiça desportiva os atrasados que tem direito. Mas, por outro lado, o vice-presidente Bruno Comicholli publicou nota de que a nova diretoria quitou o mês de agosto à todos: jogadores e funcionários. O “capitão” Betão foi informado, na última sexta-feira, 31, de que o clube espera pela liberação de um empréstimo, junto ao banco Coval e o recebimento de uma antecipação da cota a que o clube tem direito, junto ao CBF, por participar da Série A em 2022, para a direção liquidar, no dia 10 deste mês, todo credito que os jogadores tem com o clube. 

 

5 – Figueirense fatura e treina

Os jogadores contratados voltam aos treinamentos nesta segunda-feira, 3, no CT do Cambirela, sob as ordens do treinador Junior Rocha, menos Bruno Paraíba que foi emprestado ao Ventforet Kofu, do Japão. Nesta semana a direção deverá acertar a realização de dois amistosos para os dias 9 e 12 deste mês, antes da disputa da Recopa Catarinense, marcada para o dia 20 de janeiro, às 20h30, contra o Avaí na Ressacada. Bruno Paraíba deixou o clube depois de 28 jogos e nove gols marcados em 2021. 

 

6 – Ainda sem treinador

Os jogadores do Avaí se apresentam nesta segunda-feira sem o novo treinador, que poderá ter seu nome divulgado na tarde de hoje. Enquanto isso o time sub-20, estreia na Copa São Paulo de Futebol Junior, nesta terça, 4, às 15h15 em Guarulhos, contra o Santana, pelo Grupo 26. 

 

7 – Categoria de base

A Comissão Técnica do Sub-20 do Avaí é liderada pelo treinador Fabinho Cunha e tem mais cinco profissionais. Um exagero. Coisa de time rico. O presidente Júlio Heerdt desativou a categoria Sub-23, alegando gastos desnecessários e que a competição nacional da categoria o clube será representados pelos jogadores que estão em São Paulo. 

 

8 - Ética e Cultura

Dos dirigentes de futebol do Brasil é a de deixar os salários e gratificações de direito de imagem dos jogadores atrasarem dois meses, no terceiro pagam impedindo a quebra de contrato segundo o estatuto dos jogadores junto a FIFA. O São Paulo não paga o treinador Hernan Crespo e anuncia que está contrastando Sotelpo, enquanto não quita uma dívida de R$ 700mil. O Cruzeiro, por seu turno, está falido, enquanto que o presidente Sérgio Santos Rodrigues vive dando informação, agindo como se mandasse, sem que tenha algum direito sobre a nova administração da empresa presidida por Ronaldo Nazário. A turma do Ronaldo chega amanhã a Belo Horizonte e poderá anunciar o nome do novo técnico, antes da apresentação do elenco, que acontecerá nesta terça-feira, dia 4. O time tem jogo marcado para o dia 26 de janeiro, em partida valida pelo Campeonato Mineiro.

 

9 – Pirateia o próprio clube 

Ou seja o torcedor deixa de ajudar financeiramente o clube, que diz gostar, enquanto usa o sistema IPVT para assistir aos jogos da equipe de graça em casa na TV, no computador ou no telefone, através de uma rede social, ignorando que está pirateando o seu próprio clube. Em 2021 os dirigentes reduziram a pirataria em 19% dos acessos indevidos, num total de 87 para 71 milhões de visitas gratuitas. Isto se dá graças a existência de um programa chamado Marauder. Na temporada passada foram desativados mais de 1 milhão de vídeos no YouTube e meio milhão de 70 redes sociais. 

 

10 - Como fazem?

Mais de 28% de pessoas pirateiam as transmissões de programas visuais através do sistema de IPTV (televisão por protocolo de internet), uma tecnologia legal que permite receber sinal de televisão por Internet, mas de forma fraudulenta. Esses aparelhos são vendidos ao preço de 80 a 100 euros, facilitando o acesso a todo conteúdo pago em plataforma digitais. O prejuízo em 2020 foi de 2 bilhões e 416 milhões de euros. Atrás desta atividade há sempre alguém lucrando em prejuízo aos clubes de futebol. 

 

11 - O tempo e as lembranças. 

Em uma exposição de fotos sobre o início da prática do futebol na Espanha, sobre a comemoração dos 100 anos de organização, levam os visitantes mais velhos a recordarem da época em que se consideravam felizes, não só pela idade, mas também pelos jogadores, os clubes que cultivavam, com fotos de bolas, camisetas, chuteiras, campos que nem pareciam estádios, do transporte público da época. Sobre o que viram, admitem que tudo era pior menos a idade, que não voltará como as lembranças que a exposição audiovisual lhes traz.  Com nostalgia recordam que: de acordo com as regras na época eles sabiam o que era mão, pênalti e impedimento em um jogo de futebol.

 

Fim 

 

[i] A nova Direção do Avaí renovou com todos estes patrocinadores e com a distribuidora de água, que aparece na fotografia e na filmagem da posse da nova direção?

[ii] Belfast, filme dirigido por Kenneth Branagh, favorito ao Oscar e estará em cartas em fevereiro.

 

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 17, 2022

Nossa Jogada

Janeiro 13, 2022

Nossa Jogada

Janeiro 06, 2022

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!