Outubro 04, 2021

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Reprodução

1 – Impedido

A sorte de Francisco Battistotti será “lançada” na próxima reunião do Conselho Deliberativo, quando será votado o parecer de uma comissão especial formada por: Sandro Lacau, Rodolfo Matti, Eduardo Roberge, Bernardo Pessi e Alessandro Abreu que analisa o relatório do Conselho Fiscal, formado por: Luciano Kowalski, Acácio Mundo Carreirão e Gilson Kremer, sobre as contas relativas ao balanço de 2019. No relatório, o CF qualifica a administração de 2019, de “temerária”, e, se assim decidirem, o presidente deve ser afastado obedecendo o estatuto do clube: “Qualquer membro da Diretoria Executiva, dirigente ou administrador, que praticar ato de gestão irregular e temerária ficará afastado de imediato e inelegível por um período de oito anos”. E segundo o presidente do Conselho, Yspiros Diamantaras, a administração atual é pior, pois “o déficit orçamentário, no final do ano, será enorme”.

2 – Candidatos da Turma

Julio Heerdt e Bruno Comicholli são candidatos à presidência e vice nas eleições de dezembro, quando serão remunerados para dirigirem a administração do Avaí, de acordo com a revisão do Estatuto do clube que irá vigorar em 2022. O valor fixado é de R$ 27 mil por mês, (R$ 324 mil por ano) menos do que ganha a maioria dos atletas. Os dois participaram da comissão que estudou e sugeriu as modificações no novo estatuto[i], analisado e discutido na última Assembleia Geral Extraordinária realizada no último dia 29 de setembro no refeitório do estádio da Ressacada. 

3 - Impedimento

O atual Conselho Deliberativo do Avaí não irá eleger o novo presidente, mas tem poder de vetar a participação do Francisco Battistotti na eleição de 20 de dezembro, que para ser elegível terá que apelar para os “justos e perfeitos” ou através de alguma liminar. Totti terá que formar um Conselho Deliberativo, que o reelegeria presidente para os próximos quatro anos de mandato. Os dois candidatos Bruno Comicholli e Júlio Heerdt têm apoio de todas as comissões e conselhos da atual estrutura do Avaí, o que Battistotti não tem mais por ter administrado de forma temerária, como consta o relatório. Além disso, no clube dizem que se comportou como centralizador, tomou decisões erradas no futebol, gastou demais, afastou quem era próximo e só recebeu queixas dos conselheiros, que relegam as conquistas de títulos nestes anos que administra de forma “temerária” o Avaí.

4 - Os títulos não têm preço

Mas os conselheiros não pensam assim e não consideram as conquistas desde que Francisco Battistotti assumiu o clube, após o afastamento de Newton Machado. Nestes anos, o Avaí, sob uma direção “temerária”, reconquistou dois títulos estaduais em 2019 e 2021; dois acessos a Série A em 2016 e 2018, e está classificado para ser promovido pela terceira vez à Série A. Isto pouco importa, os novos têm planos e desejos de superarem, em quatro anos, as conquistas e querem modernizar o Avaí. Quem sabe?

5 – Assembleia Geral


Reprodução/Avaí

E os eventos sociais, como homenagem a beneméritos, são realizados no refeitório dos jogadores, como mostra a foto. Nesta Assembleia Geral, com participação de membros de uma torcida organizada, (as outras não foram convocadas), foi quando apresentaram, discutido e analisado o rascunho do novo Estatuto, que entrará em vigor no próximo ano.

6 – A coletiva do Figueirense

Quando o presidente Norton Boprée fez um balanço traçou pontos para o ano que vem e o objetivo de conquistar a Copa Santa Catarina, que concedera uma vaga a Copa do Brasil de 22. Pela Copa Santa Catarina Figueirense 3 x 0 Joinville. Paolo e Lucas Silva mudaram o jogo. Jorginho acha que eles não estão prontos para enfrentarem um estádio cheio. Sabe quando enfrentarão um estádio lotado? Num clássico decidindo o estadual ou na série A. O primeiro pode ser em 2022, mas da Série C até chegar na Série A, o Jorginho e o Figueirense precisarão de dois anos. O Hercílio Luz é líder, que venceu o Avaí por 1 a 0 no final de semana.
 

7 - Avaí 2  x 1 Botafogo

Podes me informar se no Botafogo tem algum jogador que jogue parecido com o Garrincha no Avaí, algum que jogue igual ao Cavallazzi ou Zenon? Não. O jogão ficou na ilusão. O Avaí venceu no Rio e está quase na série A.

8 - Chiko Konesky preocupado

“Me preocupo com o envolvimento das casas de apostas e acerto de resultados nestes jogos no Brasil. Elas podem corromper algum membro das arbitragens e do VAR, porque algumas decisões tem sido estranhas. Não funciona, aquelas linhas impedimento, são traçadas erradas, sem perspectivas e os áudios nunca liberados e divulgados pela CBF.  Pode ser...”

9 - Irineu, irmão e amigo

“Sou sócio do Figueirense desde 1999 ininterruptos; sócio também da Bobgueira e Gaviões e não posso participar da Assembleia Geral do Figueirense? Por que? Sócio de torcida organizada não pode ser sócio do clube?” Não, por que as organizadas invadem, agridem jogadores, quebram alambrados, queimam cadeiras, brigam na rua com outras organizadas e isto prejudica a imagem do clube. Dê uma olhada no estatuto e veja se não está escrito: “cumprir e fazer cumprir o presente Estatuto, bem como as ordens e determinações dos órgãos do clube;  Portar-se com urbanidade nas dependências do Clube com correção e urbanidade ou fora dele quando representa-lo: responsabilizar-se por qualquer dano material ocasionado ao clube; ofender moralmente ou agredir fisicamente Associados, visitantes, autoridades ou quaisquer pessoas nas dependências sócias, por qualquer motivo”. As organizadas cansam de fazer isto.

10 - O futebol morreu

Sou do tempo em que ao final do jogo a resenha era sobre o jogo, comentar jogadas, reclamar do árbitro, do adversário, festejar a vitória, a classificação e onde seria a cerveja depois. Vendo este vídeo, o futebol do meu tempo morreu: a imagem depois da vitória do Flamengo contra o Barcelona do Equador é desabonadora. O time se classificou para a final da Libertadores. Aqui

11 - Negócios Opacos. O futebol dá dinheiro

Eu desconfio que existem algumans setores da economia que servem ao exercício de negócios opacos como: hotel, construção civil, futebol, campanha política, transporte coletivo e venda de moeda estrangeira. O jornal El Pais na edição espanhola publicou um assunto sobre estes negócios. Desconfio desde que soube que Beckham, jogando no PSG, recebia por mês um pouco mais de 4 mil euros. O jornal informou que Guardiola jogou no Catar e não declarou, depositando o que ganhou em Andorra, um paraíso fiscal. Ele aproveitou uma anistia fiscal e regularizou 500 mil dólares. Há outras figuras envolvidas neste escândalo de “Papel de Pandora”.  Shakira, esposa de Gerard Piqué, políticos espanhóis e sul americanos estão na lista, inclusive o Ministro da Economia brasileira. Alguns atletas fixam residência em Mônaco, que não cobra imposto. Desconfio desta política do Flamengo de contratar jogadores que estão fora do país e nos 250 mil dólares, que o Daniel Alves emprestou para o Avaí, em troca das parcelas que o Lille e o Sporting deviam ao clube, ao contratarem Raphinha e Gabriel Magalhães.


Reprodução/El Pais

12 – Moscão na quinta e no domingo

É genial. Na quinta feira me enviou três vídeos gravados em um local que ele chama de Consulado do Flamengo, em Florianópolis, localizado no bairro do Saco dos Limões, onde os que aparecem estão vestindo uma camisa do Flamengo, bebendo, cantando o hino e fazendo festa. Um bar na praça do bairro e do amigo Romão.

No domingo me enviou esta foto, em casa com o seguinte texto: “Feliz com o nosso Avaí hoje, eu e meus filhos e 60% de quem gosta de futebol na Ilha. Kkkkk”. Ele é da turma moderna do futebol.


Reprodução

Fim.


[i] Estatuto em reforma

Artigo 22

II – cumprir e fazer cumprir o presente Estatuto, bem como as ordens e determinações dos órgãos do clube;

III – Portar-se com urbanidade nas dependências do Clube com correção e urbanidade ou fora dele quando representa-lo:

IX – responsabilizar-se por qualquer dano material ocasionado ao Avaí.

Artigo 26

II – ofender moralmente ou agredir fisicamente Associados, visitantes, autoridades ou quaisquer pessoas nas dependências sócias, por qualquer motivo.

... Se tiver denuncia e aceita-se denúncias anônimas. O que não ocorre.

Cabe ao Conselho Deliberativo

- aplicar as penalidades previstas neste Estatuto...

Seção IV

O artigo 55 descreve quais funções fazem parte da Diretoria Executiva e no primeiro parágrafo consta que: os membros da Diretoria Executiva não farão jus a qualquer tipo de remuneração pelo exercício do respectivo cargo.

No Paragrafo Segundo fica estabelecido que: Qualquer membro da Diretoria Executiva, dirigente ou administrador do Clube que praticar ato de gestão irregular e temerária ficará afastado de imediato e inelegível por umperiodo de oito anos.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Outubro 25, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Outubro 21, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Outubro 18, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Outubro 14, 2021

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!