Janeiro 14, 2021

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Reprodução

1 – Para que?

Não tem na Série B. Sem VAR o River Plate estaria na final contra o Santos, que passou sem ajuda do VAR. No jogo Palmeiras x River Plate, o árbitro de vídeo atuou em três vezes: impedimento de Borré no início da jogada; retirou um pênalti de Empereur em Matías Suárez e voltou atrás na marcação de outro pênalti a favor do River. Sob regras da Série B, o River teria desclassificado o Palmeiras.  Na Segunda Divisão não tem VAR. Assim o Palmeiras irá disputar o jogo final da Copa Libertadores de 2020 contra o Santos, em partida única marcada para ao Maracanã.

 

2 – Conclusão

Bandeirinha não tem mais função no futebol. Eles são descartáveis onde há VAR. Qualquer ação que assinalarem e resultar em gols, o arbitro consulta o "arbitro da salinha", onde o VAR funciona. Caso um bandeirinha deixe de assinalar um impedimento e o lance resultar em gol, o VAR corrige o erro. Senão o jogo continua sem interrupção. Quando há VAR todo gol é revisado. Se um auxiliar assinalar que a falta foi fora ou dentro da área, pouco importa, ela será revisado pelo “Grande Hermano”. Ocorrendo um gol o VAR corrige, pois devem ser revisados. Não vejo razão a participação de auxiliares, ou melhor, de bandeirinhas para arbitrar um jogo de futebol.

 

3 – Quase

O Avaí começou ganhando o Vitoria, que tenta sair da beirada da zona de rebaixamento. Em seguida tentou manter o resultado e permitiu o empate. Jogava com cinco na defesa, nenhum deles viu o atacante baiano aparecer sozinho e marcar um gol. Em seguida o Claudinei tirou um dos zagueiros e o Avaí fez o segundo. Ao estar vencendo por 2 a 1, chamou o Rafael Ferreira e voltou a jogar com cinco na defesa, que não impediu o Vitoria empatar, o que ao contrario de ficar próximo da zona de promoção, terminou o jogo a quatro pontos de Juventude e CSA, seus próximos adversários, que precisa vencer. Mas jogando com cinco defendendo...

 

4 – Rebaixado

O Figueirense? Não! Ainda não porque matematicamente tem chances. Precisa somar nove pontos em doze que tem para disputar. Quer dizer fora ou dentro de casa será jogos como decisão de campeonato. A torcida é para que se junte ao Brusque, promovido da Serie C para a Serie B. Em 2019 o time subiu da D para a C. Para jogar na B falta estádio. 

 

5 - Prejuízo

A falta de publico nos estádios causou um prejuízo aos clubes de futebol, em 2020, no valor de 21 milhões. A informação foi apurada junto aos clubes, dirigentes e federações. Dividindo este valor pelos 19 jogos em casa, a renda média seria de 100 mil reais. O governo deixou de cobrar e arrecadar os impostos que cobra.

 

6 - Reverencia

Zé Rafael do Palmeiras deveria receber um castigo pela falta de compostura na hora da realização do minuto de silêncio, antes do jogo Palmeiras x River. Ele parecia que estava numa festa de pagode. Os dirigentes de futebol deveriam orientar ou educar os jogadores a se comportarem na hora de se reverenciar e homenagear aos mortos.

 

7 – Bem recomendado

O Avaí contratou Marco Aurélio Cunha, bem recomendado, como coordenador de futebol. O São Paulo, de onde vem Marco Aurélio, contratou o Murici Ramalho, antes treinador e comentarista. Cláudio Wagner daria de "relho" em todos eles.

 

8 - O Narrador

Luiz Alano narrou o jogo River e Palmeiras, para o SBT TV. Téo José, narrador principal, pegou a Covid-19 e sobrou para Alano, que iniciou a carreira em Tubarão. Na terça narrou o que estava sendo mostrado na tela. Não criou ruídos que prejudicasse as imagens, comum aos novos narradores de TV, só esqueceu que torcedores de outros clubes estavam assistindo a sua narração e que o publico é heterogêneo.

 

9 – Cristiano

Ao marcar um gol pela Juventus no jogo contra o Sassuolo, na Liga Italiana, somou 760 gols em jogos oficiais. Jogos oficiais e não as "brincas". Pelé e Romário incluíram gols de jogos amistosos, seleções menores, seleção do exercito e eventos festivos. O Santos de Pelé jogava mais amistosos do que jogos oficiais. Em muitos deles os adversários eram fracos. Cristiano até agora marcou 31 gols pelo Sporting; 118 pelo Manchester United; 451 pelo Real Madrid; 84 pela Juventus e 102 pela Seleção de Portugal, todos em jogos oficiais. Pelé tem 758 gols: 644 pelo Santos, 77 pela seleção e 37 pelos New York Cosmos.

 

10 - Yaya Touré

Disse: "Quando cheguei a Europa com 17 anos, tinha medo. Era magro e todos os outros jogadores pareciam gigantes. Mas foi no Manchester City de Manuel Pellegrini que descobri minha verdadeira função: meio campista "box to box", caixa a caixa, área a área... O Lauro Burigo chamava de jogador de meio campo de bico a bico, de uma área a outra.  

 

11 – Acabou a Farra

Bolsonaro vetou o congelamento do Profut - Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro e, extinguiu os repasses de percentual de salário e transferências de jogadores para os sindicatos de futebol; manteve o direito dos atletas de pedirem rescisão de contrato caso os clubes atrasem o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esta semana os jogdores do Cruzeiro e da Ponte Preta se negaram a treinar por causa dos salários e 13º atrasados.

 

Fim

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 11, 2021

Nossa Jogada

Janeiro 07, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 04, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada: Melhores do Ano

Dezembro 31, 2020

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!