Novembro 16, 2020

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Reprodução

1 - Saudades dele

Quando Nestor Lodetti e um grupo de conselheiros do Figueirense aprovaram o afastamento de Paulo Prisco Paraíso, e da "Figueirense Participações", o clube não devia “um pão na padaria”. Hoje deve mais de 150 milhões, hoje à noite segundo o doutor Miranda aumentou para 165 milhões e vem mais aí.  Parte do patrimônio está empenhado na Justiça. O motivo do afastamento é que Paulo Prisco ficava com todo o lucro, com os jogadores da base... Ele pegou o clube sem série, na Terceira Divisão. O colocou na Série B. Levou-o há permanecer sete anos na Primeira Divisão, ao vice-campeonato da Copa do Brasil, a campeão da Copa São Paulo de juniores, seus jogadores chegaram a Seleção Brasileira e alguns foram jogar na Europa. O sucesso que gerou inveja e ciúmes. Os dirigentes liderados por Lodetti e Wilfredo Birllinger acreditavam que poderiam fazer igual. Quando exibiram a faixa "Chega de Participações”, Paulo tirou o carro. Passados 10 anos, o Figueirense está à beira da Série C e o clube não tem nada. Deve! A culpa é sua...

 

2 - Nova Tentativa

Por isso Jorge Luís da Silva ou Jorginho Cantinflas foi contratado, como se um treinador possa resolver. A estrutura do Figueirense resolvia. Ela não existe mais, está sendo refeita. Enquanto isso, Jorginho, ex-ídolo e treinador interino no Palmeiras, deixou o Juventus de Jaraguá, aceitando o convite para dirigir o Figueirense. Agora esperam que salve o Norton Boppré e o Figueirense da Série C.

 

3 - Inferno

O rebaixamento de uma divisão é considerado pelos jogadores de futebol como o “inferno”. A cada vitória se reúnem no meio do gramado, rezam e quando um deles faz um gol, apontam para os céus agradecendo a Deus, como se Ele fosse responsável pela alegria de um e a tristeza do outro.

 

4 - Emoções Humanas

Atribuir emoções humanas a produtos industrializados, que geram riquezas e empregos, não acrescenta nada a vida do trabalhador. O que vejo é que, o bem-estar dos animais, interfere na alimentação do povo. Para alguns, pouco importa a fome ou a comida na mesa do trabalhador.

 

5 - Demissão

Treinadores têm necessidades. Trabalham com medo de serem demitidos. Agem por instinto se defendendo. Os dirigentes não incentivam os treinadores a correrem riscos. Veja se este Flamengo de: Bruno; Isla, Gustavo, Natan e Felipe Luiz; Gerson, Gomes e Everton Ribeiro; Vitinho, Pedro e Bruno Henrique é o mesmo que este: Diego, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Mari e Felipe Luiz; Arão, Gerson e Diego; Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique? Não! Há quem queira que o “primeiro” jogue igual ao “segundo”. Deixa de ser bobo!

 

6 - Estadual 2021

Começará no dia 28 de fevereiro. Os presidentes de clubes da Segunda Divisão se reuniram com a diretoria da Associação de Clubes de Futebol e tomaram conhecimento de como se comercializa as “propriedades” do evento, como serão divididas as cotas da TV aberta, TV fechada e por streaming. Participaram os dirigentes do Comburiu; Barra; Navegantes; Internacional; Caçador; Próspera e Metropolitano.

 

7 - Chutões

Os chutões são demonstrações de medo e os jogadores da defesa nem se dão conta de que demora 15 segundos para a bola voltar. Nossos jogadores não sabem defender tendo a bola, chutam para longe ao contrário de “jogarem”.

 

8- Jorge Jesus

Diz: “Nos jogos internacionais não acontece tanto o antijogo. Joga-se mais com os conhecimentos e valores. No Brasil, isso não existe. O atleta está no chão e o jogo segue. Nas competições européias isso não se registra."

 

9 - Troca de jogadores

Para que mexer em cinco substituições, durante uma partida, se os treinadores não sabem o que fazer? Eles podem mudar metade do time na linha e a gente os vê colocando defensores, quando estão ganhando e, atacantes quando estão perdendo.

 

10 - Tostão

Tostão teme que o Cruzeiro deixe de ser um time grande. “Por causa da caótica situação financeira, há o risco de o Cruzeiro se tornar, em longo prazo, um clube e um time médio, como ocorreu com outros no Brasil, sem condições de disputar títulos importantes, como Botafogo, Fluminense e Vasco”.

 

11 - Eleições e democracia

“Alguns mudam de partido pelo bem de seus princípios, outros mudam de princípios pelo bem do partido.” Winston Churchill.

 

Fim.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Novembro 26, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Novembro 23, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Novembro 19, 2020
Exclusivo

Nossa Jogada

Novembro 12, 2020

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!