Julho 22, 2021

Nossa Jogada

Nossa Jogada

 1 – Está começando os Jogos Olímpicos de Tóquio

Futebol começou com a Espanha empatando com o Egito em 0 a 0, os espanhóis são favoritos à medalha de ouro. O Brasil (também favorito) enfrentou e ganhou da Alemanha por 4 a 2, neste dia de abertura dos JJOO. Mas não será uma Olimpíada como as de outrora. Quem chegar para assistir aos jogos terá que passar três dias de quarentena, ficando confinado no hotel. Mas como circular na cidade? Não poderá usar transporte público. Quem for ousado vai sofrer. Não há liberdade individual em Tóquio. Mas vamos ver pela televisão, os jogos serão transmitidos de madrugada como foi o Mundial da Coreia Japão, em 2002. Mas quais foram os JJOO mais emocionantes? O urso de moscou chorando; a medalha de prata do vôlei: o Sebastião Cruz correndo com a bandeirinha do Brasil; o Vanderlei sendo agarrado na Grécia; a presença do Dream Time de basquetebol dos USA pela primeira vez em Barcelona 1992? Quais foram aqueles JJOO que você não esquece?

2 – Ausente

Vinicius Junior do Real Madrid será o grande ausente na seleção brasileira nestes JJOO de Tóquio. O Real Madrid não liberou o jogador. O nome de destaque será o de Daniel Alves, recordista em conquistas e não tem uma medalha de ouro, o que tentará para somar a sua trajetória que parece não ter fim. Sobre Vinicius é bom lembrar que ele, em três temporadas, disputou 118 partidas, anotando 15 gols e 19 assistências. É, na sua idade, o jogador de maior projeção mundial.

3 - Libertadores

Os jogos da Copa Libertadores entram nas Quartas de Final com as classificações de Flamengo, São Paulo, Atlético Mg, Barcelona, Palmeiras e River Plate. Alguns confrontos estão definidos como: Atlético Mg x River Plate e São Paulo x Palmeiras. Flamengo espera o vencedor de Inter x Olímpia que jogam hoje à noite 22/07 e o Barcelona aguarda o vencedor de Fluminense x Cerro, que jogarão no dia 3 de agosto. É possível que River Plate e Barcelona de Quito terão que enfrentar os brasileiros.

4 - Copa Santa Catarina

Estão confirmados: Figueirense, Avaí, Criciúma, Joinville, Hercílio Luz, Marcílio Dias, Juventus e Caçadorense. O título desta Copa dá direito ao vencedor de classificação a Copa do Brasil de 2022. O início está marcado para o dia 19 de setembro e o final será no dia 28 de novembro. Na primeira fase os clubes jogarão sete partidas, os quatro melhores classificados se enfrentaram, em jogos de ida e volta. A segunda fase quem passar fará a final no estádio de quem tiver feito a melhor campanha até aquela data.  A primeira rodada está assim: Criciúma x Hercílio Luz; Figueirense x Juventus; Avaí x Marcilio Dias e Caçadorense x Joinville.

5 - Que mal exemplo

O presidente do Atlético Mineiro, ao final do jogo contra o Boca Junior, ajudou na bagunça e deu um mal exemplo: isto não é atitude de um presidente de clube. Em um dos vídeos que circulam na internet, é possível ver o presidente do clube, Sérgio Batista Coelho, arremessando garrafas de plástico em direção aos argentinos.

6 - Juvenis treinam assim?

Por falar em juvenil, este é Modesto. Jogador da base do Avaí que está concentrado com os titulares, substituindo Getúlio que foi afastado por moléstias. O Avaí tem Jonathan e Júnior Dutra para o ataque. Modesto pode ficar no banco neste jogo de hoje (22/07) à noite ente o Avaí e o Operário no Estádio da Ressacada às 21h30. Agora imagine um treinamento da base de Avaí e figueirense com estes equipamentos que você vê neste vídeo: aqui.

7 - Lição de futebol

Arsene Wanger escreveu um livro de memórias. Hoje ele é Diretor de Desenvolvimento de Futebol da FIFA. Mas aos 22 anos foi contratado pelo Arsenal, tornando-se o terceiro treinador estrangeiro a dirigir um time na Inglaterra. Neste livro há um pouco de filosofia a respeito do futebol: “O que me interessa é o jogo. As partidas que se ganha são recordações”. Sua vida inteira oscilou entre o amor a vitórias e o desprezo a derrotas.

8 - Prêmio

Não se joga só pelo título, pela vitória, pela honra e glória como os amadores. Hoje, se joga pelo prêmio, como os tenistas e os cavalos de corrida.

9 - A vida muda

"O mundo muda, a vida muda. Quando passam duas décadas aparecem novas gerações que demandam outras coisas. Acreditamos que pensam como nós e não é verdade. O futebol é um esporte global, mas se não for atrativo, a nova geração procura outro divertimento. Existem muitas plataformas e os jovens procuram outros divertimentos. Como o remo que era popular e não desperta interesse”. Veja que lindo.



10 - Desconhecidos

Não creio que 4 bilhões de pessoas ficam na frente da televisão para ver clubes desconhecidos jogarem. As partidas entre os grandes geram mais dinheiro. Os grandes concentram 90% dos melhores futebolistas do mundo. Sem eles o Mundial viria abaixo.

11 - Pênalti

Jogador de futebol numa cobrança de pênalti só deveria passar a bola quando o goleiro estivesse no lugar correto. Deve dizer ao árbitro. “Eu vou para o lugar de cobrança, quando ele for para o lugar de defender”.

12 – A turma gosta de futrica

Nós éramos amigos, jogávamos bola no jardim Olívio Amorim a Avenida Hercílio Luz. Beto jogava nos juvenis do Avaí aos 17 anos. Era tudo que a gente queria ser e ele também: jogador de futebol profissional como o seu Procópio, pai do Norton Ouriques. Ninguém sabia que um dia seríamos jornalistas e trataríamos de futebol. O seu Iavá ficou orgulhoso, pena que o filho não seguiu a carreira, mudou o disco; foi ser radialista.

Fim.

*Fotos reprodução/divulgação

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Julho 26, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Julho 19, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Julho 15, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Julho 12, 2021

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!