Novembro 23, 2020

Nossa Jogada

Nossa Jogada

1 - Critérios

Em Leeds, na Inglaterra, jogavam Leeds 0 x Arsenal 0. Quando o atacante do Arsenal chutou em direção ao gol, no momento um defensor do Leeds caindo usa a mão para aliviar a queda e a bola bate no braço. O arbitro inglês Anthony Taylor, com distintivo da FIFA desde 2013, manda o jogo seguir.

Em Porto Alegre, no Brasil, no mesmo dia e a tarde, jogavam Internacional 1 x Fluminense 2, e quando um defensor do Fluminense, em apuros, chuta a bola para a direção em que o seu nariz apontava, a bola bate no atacante gaúcho Galhardo de costas para a bola, com o braço colado no corpo. Ele segue com a jogada e marca o que seria o segundo gol do Internacional. O árbitro brasileiro Luiz Flávio de Oliveira, com distintivo da FIFA desde 2017, marca “toque” de mão, invalidando a sequência do lance.

Que caderno de regras Luiz Flávio de Oliveira usou para interromper o jogo? Pois ele deve obedecer às mesmas regras que rege o futebol jogado na Inglaterra e no Mundo.

2 - Futebol inglês fala inglês

Costumam ouvir que o futebol jogado na Inglaterra é diferente do italiano, que segundo Alan, jogador brasileiro que hoje defende o Manchester United, o futebol na Itália obedece a muita tática, enquanto que na Inglaterra se joga com mais intensidade. Deve ser pela língua que eles falam.  

3 - Frente a frente

No jogo entre Leeds 0 x Arsenal 0, Raphinha e Gabriel, dois ex-juvenis do Avaí, que cresceram na Ressacada, se encontraram. Raphinha[i] depois de dois anos em Portugal, jogando no Vitória de Guimarães e Sporting, e um ano no Rennes da França, foi negociado com o Leeds da Inglaterra. Gabriel depois de três temporadas na França, jogando no Lille e Métropole, passando pelo Dínamo de Zagreb, na Croácia, foi transferido para o Arsenal, de Londres. Na foto o registro dos dois no jogo de ontem.


Gabriel Guimarães no Arsenal e Raphinha no Leeds United

4 - Feminino – Avaí 0 x Corinthians 0

No primeiro jogo da decisão do Brasileiro Feminino de 2020, disputado ontem à noite, no Estádio Aderbal Ramos da Silva, com arbitragem masculina de Rodolpho Marques, o Avaí não levará nenhuma vantagem para o segundo jogo em São Paulo, dia 06 de dezembro, às 20h, quando será conhecido o clube Campeão Brasileiro de Futebol Feminino. Desde 2019 o time de futebol feminino de Caçador é parceiro do Avaí.  

5 - Não merecíamos

O que você pensa quando ouve um treinador dizer que: “não merecíamos perder!”? O que quer dizer? Que o adversário não merecia ganhar? Que só ele merece? O contrário não pode ser feliz, que a derrota não faz parte do jogo?

Que vida sem graça seria aquela em que só você merece e o outro não!

6 - Opções

Antes do jogo do Avaí contra o Confiança, li que o atacante Jonathan seria uma opção. Ele jogou e Rômulo fez o gol. Estava no banco Vinicius Leite e deve chegar Rodrigão. Pois neste jogo, vencendo por 1 a 0, com um jogador a mais (11 x 10) o treinador coloca em campo, antes do final do jogo, quatro zagueiros: Alemão, Betão, Ayrton e Costa. Só faltou chamar o presidente e toda a diretoria para colocar dentro do gol.

Que corajoso!

7 - Parecia um time

Enquanto o Figueirense ganhava do Cruzeiro no Mineirão, com o Jorginho no banco, me pareceu um time de futebol, mesmo com alguns jogadores individualistas. Deixou-se empatar por defender o resultado, até que Jorginho resolveu fazer entrar Everton Santos e Marquinhos. O jogo terminou empatado em um gol. Esqueci que neste ambiente, sem pressão, o Figueira espera o Sampaio Corrêa as 27h30, no Scarpelli.

8 – Campeonato longo

Os dirigentes, a pedido dos treinadores, registram mais de 33 jogadores para disputarem o campeonato que dizem ser longo, como se um ano não tivesse 12 meses. E quando mandam embora o treinador, chega junto com ele mais cinco. Quero lembrar que faltam 17 jogos para terminar o campeonato e continua chegando gente. Como se tem 33 jogadores inscritos que não servem para nada. Por falar em jogadores, os do Avaí jogam hoje à noite às 20h, em Ribeirão Preto contra o Botafogo.

9 – Fator Campo e...

Você já ouviu ou leu que o time jogando em casa tem a seu favor o campo e a torcida. Neste período de pandemia, sem público nos estádios, o fator torcida desapareceu, pois, o adversário não joga contra o incentivo da torcida, contra a pressão do público e o árbitro não sofre influência sobre as decisões que toma.

10 – Cristiano Ronaldo voltou

E fez dois gols na vitória da Juventus sobre o Cagliari por 2 a 0, no último sábado (veja aqui). Na Espanha a mídia contesta a atuação de Messi depois do jogo contra o Atlético de Madrid (0 x 1). É quando aparece alguém falando sobre os dois. Rud Gullit: "Para mim Cristiano é melhor" e Van Basten: "Se fosse por driblar jogadores, a Holanda teria dois mundiais”. Entre Messi e Cristiano ele escolheu Cristiano.

11 – Messi e Pelé

Messi já deveria ter saído do Barcelona. Ficou. Pode sair no final desta temporada. Enquanto isto, conta seus gols vestindo a camisa do Barcelona. Ele soma 640 gols em 741 partidas, contra 643 de Pelé em 757 partidas jogando pelo Santos. Messi está ali, na beirada para ultrapassar estes números de Pelé. Não marcou no sábado contra o Atlético de Madrid; na terça, dia 24, joga contra o Dínamo de Kiev, pela Champions. Até o final de 2020 Messi poderá bater estes números do Rei nos jogos contra o Osasuna e Cádiz pela Liga, e ou Ferencvaros e Juventus pela Champions, antes do fim do ano.

Fim.

______________________________

[i] Raphael Dias Belloli é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Leeds United. Em 2 de fevereiro de 2016 foi vendido pelo Avaí por € 600 mil euros ao Vitória de Guimarães. Raphinha fez sua estréia pelo time português no dia 13 de março do mesmo ano, contra o Paços Ferreira. Ontem se encontrou com um velho companheiro do Avaí: Gabriel dos Santos Magalhães, nascido em São Paulo, 19 de dezembro de 1997. No dia 28 de janeiro de 2016, aos 18 anos, Gabriel fez a sua estréia pelo Avaí contra o Grêmio pelo Brasileiro da A., marcou o gol do empate em 2 a 2. [2] No dia 24 de outubro de 2016, foi convocado pela Seleção Brasileira Sub-20 e recebeu sondagens da Europa, o presidente Francisco Battistotti bateu pé e obrigou Gabriel a renovar com o Avaí até o final de 2018. Em 31 de janeiro de 2017 assinou com o Lille por três anos. Hoje os avaianos se orgulham.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 18, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 14, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 11, 2021

Nossa Jogada

Janeiro 07, 2021

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!