Março 29, 2021

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Uns dois times iniciais do Figueirense Football Club, nos anos 20.

1 -Sem dinheiro

Sem que o juiz Luiz Henrique Bonatelli libere a tal de cautelar, que não é nada mais do que um politicamente pedido de concordata, que servirá para a diretoria expandir o prazo de pagamento das dívidas, o Figueirense FC não pode contratar como quer a torcida, que exige que contratem com o dinheiro dos outros. Os torcedores que vieram depois nunca sabem de onde sai o dinheiro que paga as contas do clube. Pensam que por ser futebol pode tudo. Acreditam que existe almoço de graça. Pois o Figueirense do seu centenário tem que se reinventar, como no início no extinto Bairro da Figueira. O “Figueirense Footbal Club” vai depender da solidariedade dos seus aficionados como há 100 anos.

2 - Clube de Bairro

Ou clube de rua, de fazenda ou de serraria. Em 1921, era uma época em que os clubes de futebol ou sociais recebiam nomes de pessoas ilustres como: Marcilio Dias, Almirante Barroso, Tamandaré, Hercílio Luz; ou criados pelos funcionários das Redes de Estrada de Ferro espalhadas pelo Brasil: Ferroviário ou Ferroviária; datas e acontecimentos históricos como Independência, Batalha do Avaí, Sete de Setembro, Brasil: clubes de funcionários de fabricas com nome como Bangu, PSV – Philips, Britânia e Carlos Renaux ou Comerciários e Operários. Mais tarde, de cidades foram transformando os nomes antigos e fundados novos copiando os europeus do Milan, Genova, Roma, Barcelona, Real Madrid, São Paulo, Bahia e mais prevaleceu alguns clubes com o nome de bairros como La Boca, Flamengo, Botafogo, Madureira e Figueira. Afinal Figueirense, representava quem nascia e crescia no bairro da Figueira, localizado nas docas da Capital do Estado de SC.

3 - Mais um dinheiro...

Que vem da Copa do Brasil. Serão 675 mil reais para jogar a segunda fase da Copa do Brasil contra o Cascavel. O time do Avaí passou pelo Palmas de Tocantins, graças a um gol de um ex-juvenil, execrado pela torcida. Os torcedores babam por um que carrega a bola, bate escanteio, cobra faltas que não se transformam em gols. Na hora agá é preciso um ex-juvenil como Romulo, Getúlio ou Lourenço que marcam os gols que salvam a administração do Totti.  Esses R$ 675 mil entram nas contas do Avaí. Totti repete 2020, contratando “cobras criadas”, jogadores veteranos e, no final do ano, terá mais de 40 jogadores, sem ter um time. Os jogadores da casa: Romulo e Getúlio, em 2020, fizeram o que os reforços Ronaldo, Rodrigão, Rildo e Valdívia não fizeram.

4 - Treinadores

Fui ler detalhadamente o novo artigo do Regulamento Geral das Competições da CBF e não vi nenhuma novidade, eles oficializaram a contratação de quatro treinadores por ano. Vejamos: o clube só pode demitir dois treinadores, um treinador só pode pedir demissão uma vez, mas pode dirigir dois clubes ao ano em divisões diferentes, um funcionário com seis meses de casa pode assumir o comando do time e se o treinador for demitido ele está livre para treinar dois clubes no mesmo ano. Fiz as contas, um clube pede para o treinador pedir demissão, pode contratar mais dois e no fim um funcionário, aquele auxiliar técnico do clube. Eu somei quatro treinadores ao ano, o que não muda nada por que se dividir 12 meses por quatro treinadores, a cada três meses um clube pode trocar: ou demite ou pede para se demitir, contrata outro e no final pode promover o auxiliar técnico do clube a treinador.

5 – Estadual

Seguiu ontem, como programou a FCF, e, na Capital a Chapecoense levou um susto e depois terminou vencendo o Figueirense por 3 a 1, conquistando a liderança; em Criciúma o time da raça, do bairro da Próspera saiu na frente e depois cedeu o empate para o Avaí: 1 a 1 e o Valdívia não fez gol. Quem fez o gol de pênalti foi o Edilson. Em Itajaí, o Marcilio ganhou de 3 a 2 ao Concordia e a noite Brusque 4 x 0 Juventus e o Joinville derrotou o Criciúma, por 1 a 0.

6 –  Salários

Marquinho, filho do Dão, me manda um áudio perguntando se o Tite continua recebendo uma fortuna de salários sem ter jogos e treinamentos da seleção brasileiro. Respondi assim: “Continua, porque é empregado exclusivo da CBF. Se não estivesse na CBF estaria ganhando mais, porque a cada troca de time embolsaria uma indenização. Quanto a fortuna que os treinadores e jogadores de qualquer esporte recebem, é porque se eles fossem cobrar 1 dólar de cada jornal, revista, rádio, televisão e sites que faturam vendendo anúncios (explorando a imagem no trabalho que eles produzem para a indústria do entretimento) o faturamento, o salário, a fortuna, seriam bem maiores. Veja quanto ganha estes modernos ‘influentes’ dos sites de relacionamento. Quanto ao Tite, ele continua estudando, planejando e observando novos jogadores e os adversários”.

 

7 - Gênios

Juninho Pacheco, meu primo, me enviou esta foto e perguntou se eu os conhecia. Errei um deles, confundi Kubala com Bobby Robson, zagueiro inglês. Paulo Cesar Lima entre Di Stefano e Puskas, que como Kubala fugiu da Hungria para a Espanha. A Liga Espanhola e a FIFA levaram anos para reconhecer o estado de refugiados de guerra. Assim demoraram para serem inscritos o primeiro pelo Barcelona e o segundo pelo Real.

Além disso, este jogo beneficente deve ter sido em Marselha e todos estão fazendo propaganda a fábrica de material esportivo Le Coq Sportif, que vestia o time do PC. Esta foto me fez lembrar um programa de TV, que assisti em Barcelona, no ano de 1988, tipo “Esta é Sua Vida” em que retratava Kubala, mostrando imagens dele jogando futebol e contando que a construção do Camp Nou se deu para que o público pudesse assisti-lo jogar. Entre as imagens apareceu uma cobrança de pênalti em que ele faz uma paradinha. Foi quando descobri que não foi Pelé que inventou, pois Kubala usou este artificio para enganar o goleiro, bem antes de 1968 quando Pelé surgiu para o Brasil e o Mundo. No final, Juninho lembrou que quando jogador de futebol usava uma chuteira da marca Le Coq preta com o “logo” do galinho ao lado. 

8 – O Artilheiro

Juti pede ajuda. Recentemente, teve que amputar a perna em virtude de ser diabético. Hoje vivendo da misericórdia dos amigos e fãs, Juti pede socorro e se você lembrar dele ajuda o “artilheiro” dos 28 gols no estadual de 1975, marca ainda não superada. Com qualquer quantia, ajuda Juti depositando através do PIX 179.782.549-68, Juarez dos Santos. Veja aqui.

9 – Gilberto Nahas

A foto, no velho Aeroporto Hercílio Luz, é da delegação do Figueirense, em 1973, no primeiro embarque para o jogo contra o Internacional, em Porto Alegre, válido pelo Campeonato Nacional daquele ano. Em pé: Knock-out Jack e Zé Tonolli; sentados: Carlos Roberto, Moacir e Abelão, como era chamado Abel Braga, hoje treinador de futebol. A foto me foi enviada pelo Moscão, filho do ex-árbitro, sargento da marinha e jornalista Gilberto Nahas. Moscão conta que teve um “rolo com meu pai quando árbitro de futebol, após um jogo Abel deu uma entrevista numa rádio chamando o pai de ladrão e outras ofensas. Meu tio Nahas, delegado na Palhoça escutou. Veio até o estádio avisou o pai e registraram um boletim de ocorrência (BO). O delegado deve ter sido o Lelo, amigo do pai e avaiano. Na mesma hora mandou chamar o Abel, que não era atendido. Os funcionários davam uma desculpa, obrigando Abel a vir, todos os dias, perdendo tempo. Abel enlouquecia.  O erro do Abel foi ter chamado o pai de FDP, meu pai Gilberto e os irmãos tinham uma admiração e respeito pela vovó, que criou seis filhos trabalhando como professora, pois era viúva do meu avô morreu aos 36 anos de tuberculose. O Delegado Lelo solidarizou-se com a família e só atendeu o Abelão na sexta-feira. A queixa só seria retirada se Abel fosse a uma rádio e pedisse desculpas à família. Abel cumpriu o castigo, se desculpou. Esta história deveria fazer parte de um livro, que quando o pai faleceu, ele entregou para um amigo escritor, para editar e publicar, coisa que nunca ocorreu”. Moscão acredita que este amigo do Gilberto Nahas ainda está vivo e com o s originais do livro.

10 – Apelidos

Casal Vinte era formado por Jonathan e Jennifer Hart que formavam uma dupla em uma série chamada pelos mesmos nome. Eles formavam um casal bem viajado com um talento e tanto para se deparar com mistérios em qualquer parte. E mesmo quando revelam roubos, casos de espionagem e desonestidade, ainda encontram tempo para um romance. Os jornalistas criativos devam este apelido a Washington e Assis. O 'Casal 20' desembarcou nas Laranjeiras em 1983 após o sucesso no Athletico-PR. No Fluminense, Washington e Assis conquistaram o tricampeonato carioca de 1983 a 1985 e o Campeonato Brasileiro de 1984. Os dois morreram por problemas de doenças degenerativas em 2014.

11 – Fórmula1 com Polêmica

Foi bom assistir Fórmula 1 na Televisão Bandeirantes. O GP de Bahrein foi emocionante do início ao fim. Louis Hamilton considerou como uma das mais difíceis em sua carreira. Mas terminou em polêmicas: parecia que Verstappen iria vencer, ao ultrapassar Hamilton faltando cinco voltas para o final.  Mas a direção da prova percebeu, o narrador, repórter e comentaristas não, que Max passou Hamilton por fora da curva 4.  A escuderia Red Bull nos giros finais obrigou a Verstappen devolver a posição, tornando a disputa de posição, nas últimas voltas emocionante. E se você gosta de Fórmula1, recomendo uma série no Netflix, que vale a pena.

Fim.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Abril 19, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Abril 15, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Abril 12, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Abril 08, 2021

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!