Janeiro 06, 2022

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Foto: Orestes Araújo

1 – Para Orestes Araújo [i]

Que retratou para a história a alegria atrás do alambrado do estádio Adolfo Konder. Um momento histórico e singular. É um registro produzido por uma maquina analógica, no momento da comemoração do gol de Tião Marinho, na disputa de melhor de três pontos, entre Avaí e Figueirense, pela vaga ao Campeonato Nacional de Futebol de 1973. Foi em 13 de maio de 1973. Os jogadores de costas são identificados pelos números nas camisetas: Tião Marinho, Land, Caco, Pinga, Moacir, Luiz Everton. O segundo jogo foi realizado no dia 16 do mesmo mês em Itajaí, no Estádio Dr. Hercílio Luz do Marcilio Dias e terminou em 0 a 0. Houve quem reclamasse um terceiro jogo. No domingo, dia 20 de maio, o Figueirense iria jogar pelo Estadual contra o Palmeiras de Blumenau. Com esta fotografia o Orestes Araújo se tornou imortal. Minha homenagem a quem hoje é parte da história do futebol de Santa Catarina.

 

2 – Treinador de Vôlei Feminino

Morei nos anos 60 na frente do Ginásio da FAC – Federação Atlética Catarinense, hoje Ginásio Rosendo Lima. Bastava se equilibrar em uma cano de água, para atravessar o rio da Avenida e ir olhar as equipes de salão treinarem. Entre elas a seleção da cidade de voleibol feminino com Deda, Alva, Áurea Ferrari, Ruth, Laura e o treinador era o Orestes Araújo. Época em que ele e eu não sabíamos que, no futuro, iríamos trabalhar como repórter e fotografo, registrando fatos esportivos.

 

3 - Lourenço Cazarré e Orestes

Na página 11 do livro do Medaglia [ii]: "... em junho de 1976 cheguei de Pelotas para trabalhar na Cia Caldas Junior. Nesta época O Estado criou um caderno que circulava às segundas-feiras, um tablóide de 16 páginas. Mário era o editor e ampliou a equipe, me contratou. Aos domingos cabia-me a parte menos nobre das coberturas esportivas – fazer o clima: entrevistar torcedores. Carregava comigo a tiracolo o fotografo Orestes Araújo, o Velho (então com 40 anos). Ele escolhia as figuras mais estranhas (adorava desdentados), fazia a foto e eu os entrevistava".

 

4 – Reapresentação

Na realidade de hoje o presidente Julio Heerdt do Avaí confirmou a manutenção de Claudinei Oliveira como treinador e: "...teremos um campeonato muito difícil e desigual neste ano...". E entre o difícil citou o clássico da disputa pela Recopa. O treinador, por seu lado, colocou como objetivo a conquista de uma vaga à Sul-Americana. Quer 33 jogadores, mas a CBF só inscreve 27 nome. Para que o terceiro reserva?

 

5 – Getulio o Artilheiro

Sai e volta Muriqui, que passou em 2021 sem marcar gols. Getulio não renovou por questão financeira que o clube não pode atender. Uma situação que deveria ter sido resolvida em agosto. Hoje por falta de patrocinador não é: olhem a foto na parede da sala de imprensa.

 

6 – Figueira e Abel

Conversei com Abel Ribeiro: "Iremos montar um plantel enxuto". Depois disso chegaram mais dois: Claiton e Zé Mario vindos do Ypiranga do RS. De onde veio o treinador Junior Rocha? Por onde ele passou? É sempre a mesma coisa: eles não enxergam alem do ultimo clube e cidade onde trabalharam. Até agora são 25 jogadores para um torneio estadual que dura três meses. Já tem gente demais. Enxuto?

 

7 – Ronaldo Nazário

Dono do Cruzeiro definiu que o clube irá trabalhar com 27 jogadores. Coisa comum na Europa onde é dono de outro clube, o Valladolid. No Brasil os clube esbanjam contratando - 33; 44 e até 55 jogadores. Fabio, goleiro, 41 anos de idade ainda queria continuar jogando contra garotos de 20 anos. A torcida não gostou, pensa que o time é asilo de velhos.

 

8 – Desperdício

A CBF estabeleceu no ano passado um limite de 27 jogadores inscritos para disputar o Brasileiro, mas criou duas categorias: sub-23 e sub-20. Soma tudo isso dá 81 jogadores. Acrescente as despesas com juvenis, infantis e time feminino. Menos mal que o Avaí desativou a categoria sub-23. Penso que se um jogador chegou aos 20 anos, ainda não esta no time principal, é porque não tem qualidade. Permanecer é um desperdício.

 

9 – Copa do Brasil

A CBF divulgou as datas da Copa do Brasil 2022 e que os dois jogos da finais serão nos dias 12 e 19 de outubro. O início da primeira fase, com a participação de 80 clubes, será nos dias 23 e 24 de fevereiro e os jogos de volta nas datas de 2 e 3 de março de 2022.

 

10 – Esquema

Treinador que responde sobre que esquema de jogo usa, que depende das características de seus jogadores, é mentiroso. Quando é contratado chega com uma lista de cinco jogadores, não dando importância as características dos jogadores que encontra na equipe que lhe contrata.

 

11 – Todos jogavam no Estado

A melhor Seleção Catarinense de Futebol, em 1961, é o melhor time de todos os tempos, formado por jogadores nascidos em Santa Catarina. De pé: Ivo, Zilton, Nelinho, Gainetti, Antoninho, Picolé e Arruda. Agachados: Massaneiro, Galego, Idésio, Teixeirinha, Valério e Almerindo.

 

12 - Despedidas 

Este ano de 2022 será o ano da despedida de LeBron James, Messi, Cristiano Ronaldo, Tiago Silva, Müller, Fred, Hulk, Betão... É hora de renovar, dar o lugar aos mais novos.

 

Fim

 

 

[i] Fotografo e treinador de voleibol, morreu nesta semana aos 87 anos.

[ii] O menino que corria atrás das noticias – Mário Medaglia, editora Insular, Fpolis 2021.

 

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Janeiro 17, 2022

Nossa Jogada

Janeiro 13, 2022

Nossa Jogada

Janeiro 03, 2022

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!