Junho 07, 2021

Nossa Jogada

Nossa Jogada
Reprodução

1 – Seleção e o boicote

A 47 ª edição da Copa América começa no dia 13 quando o Brasil enfrentará, em Brasília, às 18h, a seleção da Venezuela, no mesmo dia a Colômbia jogará contra o Equador, em Cuiabá, às 21h. A seleção do Equador que perdeu para o Brasil em Porto Alegre na sexta-feira à noite, jogo válido pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, será a mesma que estará, daqui a uma semana, jogando em Cuiabá contra a Colômbia desta vez pela Copa América. No programa Fantástico de 06/06 a Rede Globo criticou a realização da “Copa” no Brasil, afirmando que a realização deste evento coloca em risco a vida dos brasileiros, mas os jogos transmitidos pela TV Globo, válidos pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, não são? Não entendo. Independentemente do que a Globo pensa, a Copa América será realizada e terá a transmissão dos canais da Disney (Fox e ESPN) para toda América do Sul e Estados Unidos através dos seus canais de assinatura. E com sinal aberto os jogos da Copa serão transmitidos pelo SBT, como a TV Globo e seus canais de assinaturas transmitem partidas da Libertadores, Sul-Americana e Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

 

2 – Como será?

A Copa terá a participação de 10 seleções, cada uma fará quatro jogos na primeira fase, jogando no seu grupo, assim divididos: Grupo A - Argentina, Chile, Paraguai, Bolívia e Uruguai; no Grupo B - Brasil, Venezuela, Equador, Colômbia e Peru. As seleções poderão ficar em seus países e chegando as sedes das disputas no Brasil - Rio, Brasília, Goiânia e Cuiabá 24 horas antes do jogo. Após esta fase as duas seleções classificadas – quatro no total, se enfrentarão em jogos eliminatórios (o primeiro do Grupo A contra o segundo do Grupo B e o segundo deste Grupo B contra o primeiro do Grupo A), quando então restarão duas seleções que farão o jogo final no Maracanã, no dia 10 de julho.

 

3 – Hipocrisia

Todos os jogadores participantes da Copa América estarão vacinados; testados com PCR negativo; os jogos serão sem público nos estádios; obedecendo um protocolo igual ao que regula os jogos realizados no Brasil pela Libertadores, Eliminatórias da Copa do Mundo e os Brasileiros A – B e C, transmitidos e vendidos pela Rede Globo. Não há nenhuma diferença entre os cuidados que os jogadores deverão tomar.  O que penso desta hipocrisia? Nada.  

 

4 - Negue!

Estamos cumprindo um distanciamento social usando máscaras e testando vacinas de três marcas por causa de uma crise sanitária mundial, que dura mais de um ano. As pessoas não saem de casa, trabalham usando o telefone, computador e, quando se reúnem em comemoração são multadas e condenadas pela opinião pública. Lembrar que, no início destas medidas para evitar a transmissão do vírus da Covid-19, foram proibidas as atividades esportivas em todo o país. O primeiro esporte coletivo que voltou a ser praticado foi o futebol. O entretenimento voltou as telas das TVs, as redes sociais e aos canais de streaming obedecendo protocolos descritos no item anterior. Imagine-se passar um ano confinado em casa assistindo apenas novelas, cultos religiosos, filmes, julgamentos no STJ, sessões do Congresso e “dança dos famosos”? A volta das transmissões e a realização de jogos de futebol pela TV serviu para amenizar o confinamento. Quem fez campanha para a volta do futebol aos estádios vazios e à televisão? Agora me responda com qual intenção o deputado federal Renan Calheiros tem ao enviar uma carta, contendo um recado aos jogadores, para que não participem, boicotem a realização da “Copa” no Brasil? Mesmo assim os jogadores decidiram participar e anunciam que farão protestos durante os jogos, menos nas eliminatórias. É não somos sérios!

 

5 – Brasil x Cidade do Cabo

A seleção brasileira que, em agosto, disputará os Jogos Olímpicos no Japão, foi derrotada pela seleção da República do Cabo Verde por 2 a 1, gols de Pedro, Lisandro Semedo e Willi Semedo. Tentaram justificar a derrota alegando que os africanos jogaram com a a seleção principal do Cabo Verde, um país que tem 549 mil habitantes, menos que a população de Florianópolis. Os jogadores que defenderam a seleção Olímpica jogam nos principais nos clubes da Europa e do Brasil. Para seu conhecimento, a república do Cabo Verde foi instalada em 1975, até então era uma colônia portuguesa, localizada em um arquipélago de 10 ilhas vulcânicas e cinco ilhotas, localizado no Oceano Atlântico, a 450 km da costa da África, descoberto há 40 anos antes do descobrimento do Brasil. Os moradores de uma destas ilhas têm afinidades com o Brasil e em especial com Florianópolis. Em 2015, na “aldeia” de Figueira da Horta, localizada no sul da Ilha do Maio, a 7 km da capital Praia, na ilha[i], o único clube de futebol inspirado no Figueirense FC, o time dos cabo-verdianos participaram da Segunda Divisão em 2015, ano da sua fundação. Em 2018 foi campeão e a abaixo a foto da ASC Figueirense da aldeia da Figueira da Horta, em Cabo Verde.


Reprodução

 

6 – Os sonhos

Os “juvenis” do Avaí, (sub-20), venceram o Botafogo por 1 a 0, no jogo de volta, realizado sábado (05/05) na Ressacada, valido pela semifinal da Copa do Brasil sub-20 de 2021. Os meninos do “Totti” precisavam marcar mais de dois gols, marcaram um no primeiro terço da etapa inicial e, não conseguiram marcar o segundo, assim foram desclassificados. O Botafogo enfrentara na final o Coritiba, que desclassificou o Internacional por 3 a 2 em Porto Alegre, depois de vender os gaúchos por 1 a 0 em Curitiba. Por falar em meninos do Avaí: três infantis (sub-15) Guilherme Henrique, João Vitor e Vitor Uelison estão na Granja Comary, convocados para a seleção da categoria que irá participar do Sul-Americano sub-15, que inicia em agosto.

 

7 – Resultados

Do final de semana dos campeonatos brasileiros das categorias A; B e C: no Scarpelli Figueira 1 x 0 Oeste; em Cascavel no PR - Cascavel 3 x 3 Joinville; em Londrina - Londrina 0 x 1 Brusque (líder da Série B), em São Paulo no Alianz Parque – Palmeiras 3 x 1 Chapecoense e em Florianópolis, na Ressacada Avaí 1 x 1 Vila Nova. Até os 30m do segundo tempo o Avaí vencia, o goleiro fazia “cera”, os zagueiros não saíram mais da frente da área tentando garantir o resultados. A lógica do futebol é marcar quantos gols possíveis, como fez o Fortaleza 5 x 1 Internacional, e não ficar passando o tempo. Aos 84m o Vila Nova empatou. Com 1 a 0 o time do “Totti” estava na 11ª colocação, com o empate terminou a segunda rodada em penúltimo lugar, na frente do Cruzeiro, os dois times do filho da dona Cotinha.

 

8 – O mundo do

Futebol no Brasil descobriu o ítalo-brasileiro Jorginho (Jorge Luiz Frello Filho), a pouco tempo e ficou sabendo que ele nasceu em 20 de dezembro de 1991, em Imbituba, filho de Maria Tereza ex-jogadora de futebol, que imigrou para a Itália, em 1997. Na foto, Jorginho quando criança com amigos e com a mãe Maria Tereza na Praia da Vila, onde ela como ex-jogadora de futebol levava o filho para a praia e ali ensinava ao menino os truques e os fundamentos de futebol. Em Imbituba Jorginho jogou no time da Fundação Municipal. Quando o pai e marido Frello abandonou a família, Maria imigrou para a Itália, país em que Jorginho completou seu aprendizado. A princípio foi contratado pela Hellas Verona, que em 2010 o emprestou ao AC Sambonifacese, time da Série C2 da Itália. Depois de uma boa temporada no Sambonifacese, voltou ao Hellas Verona estreou na Série A, em 4 de setembro de 2011, contra o Sassuolo. Em 18 de janeiro de 2014, Mauricio Sarri o levou para o Napoli e dali ao Chelsea. Naturalizado, Jorginho defende a seleção italiana.

Jorginho e a mãe na praiana Vila em Imbituba, numa das vezes em que vieram ao Brasil visitar os familiares e os amigos que aqui deixou.

 

9 – Falta de olheiros

Os craques de Arley a Jorginho nasceram em Imbituba. Sabia? Um dia, na casa do seu Almeida, vizinho e pai do Valter, Geralda, Tereza e Lena escutei que ele tinha outro filho, que vivia na sua cidade natal, Imbituba, lugar e porto em que o navio que meu pai trabalhava, carregava carvão para o Rio de Janeiro. Arley, o filho do seu Almeida era um “craque”, que defendia o Atlético. Certa vez ao atravessar os trilhos do trem, que trazia carvão de Criciúma, caiu e o “comboio” não parou e não podia parar. Arley perdeu parte de uma perna e o futebol um craque. Muitos anos depois descobri que Arley era o sogro de Lico, outro craque nascido em Imbituba. Também em Imbituba foram revelados Paulo Roberto (América de Joinville e o Avaí); Fabrício de Souza (União São João e Corinthians) o melhor deles Sado ( América e Comerciário) ajudou a mudar o futebol, quando obedeceu ao treinador Joni Alves, do Comerciário, que em 1966 lhe fez um pedido: pedido:

- Sado, todos jogam num 4-2-4 e eu quero variar. Quero colocar um jogador a mais no meio de campo, fazendo um 4-3-3 e tu serás este homem[ii].

Sado aceitou.  

 

10 – Poupar e perder pontos

O Avaí não pode se dar ao luxo de começar o Brasileiro com um time reserva contra o Coritiba, por causa do jogo eliminatório da Copa do Brasil contra o Atlético, no meio da semana, estreia no Brasileiro, Claudinei Oliveira colocou um time reserva para enfrentar o Coritiba, em Curitiba e perdeu de 2 a 0. Neste final de semana, antes do segundo jogo contra o Athlético pela Copa do Brasil, ele não poupou todo o time titular e empatou com o Vila Nova em 1 gol. Durante o jogo travei este diálogo com o repórter Cristian Delosantos, da Radio Guarujá:

- Quando é o jogo contra o Athletico?

- Quarta-feira, agora.

- Pouparam algum jogador por questão de coerência?

- Sim. Três titulares: Edilson, Giovanni e Junior Dutra.

- Três? Só um – Edilson! Os outros não fazem falta. E Valdívia?

- Está no banco e não é titular.

- O quê? O Bob e o Filho da Dona Cotinha não irão gostar.

 

11 - Ilusão

O Figueirense disputa a terceira divisão do Campeonato Brasileiro e seus torcedores acreditam que o time deve ser de “Primeira”. Ainda não caiu a ficha! Pensam que o futebol é perfeito. Não é. Nenhum time seja da A, da B ou da C será promovido porque os jogadores usam uma determinada camisa. O melhor é olhar e clicar este link do Raimundo Ribeiro Martins[iii], produtor e apresentador do programa Estado de Excelência, aqui.

 

12 – Eurocopa e José Mourinho


Reprodução

José Mourinho, escrevendo no jornal inglês The Sun, sobre as favoritas ao título da Eurocopa deste ano. A Inglaterra escreveu que é como treinar a seleção do Brasil. É difícil para um treinador nacional dirigir estas equipes, porque as pessoas esperam muito e culturalmente, ao contrário de apoiar as suas seleções desde o primeiro jogo até o último, criticam com opiniões negativas. A Eurocopa começa na sexta feira dia 11 com o jogo Turquia x Itália; dia 12 País de Gales x Suíça e Dinamarca x Finlândia. O Grupo da TV Globo vai transmitir todos os jogos e não faz nenhuma restrição a vida dos europeus. A Eurocopa é uma Copa do Mundo sem as seleções do Brasil e da Argentina.

 

13 - Caboclo e Neymar

Quero entender, o presidente Rogerio Caboclo da CBF foi afastado da presidência por causa de uma denúncia de assédio a uma funcionária. Escutei o áudio divulgado e li as reportagens. É isso? O crime ou o assédio não é o mesmo que levou a Nike, fornecedora de material a CBF, e que cancelou um contrato com o Neymar? O crime não é o mesmo? Assédio a uma funcionária da Nike, em um hotel em New York, quando Neymar deveria participar de um evento promovido pela empresa? O mesmo Neymar que andou envolvido com outro caso em Paris. O presidente foi afastado e Neymar não, inclusive cobriu a marca da Nike na camisa do Brasil com um "emoji". A regra não é clara, Arnaldo? O Conselho de ética da CBF deveria afastar os dois.  

 

Fim



[i] Cabo Verde é uma nação localizada em um arquipélago vulcânico perto da costa noroeste da África. O país é conhecido por sua cultura crioula luso-africana, sua tradicional música morna e suas várias praias. A maior ilha do país, Santiago, abriga a atual capital, Praia. Em Santiago, também se encontra a antiga capital, Cidade Velha, com o Forte Real de São Filipe, que fica no topo de um penhasco. 

[ii] “História do futebol – Sado” na página 156 do livro: Lauro Burigo – segredos do bruxo -, editora Insular, 2012.

[iii] Quem quiser saber mais sobre Raimundo Martins olhe na página 224 – “Os vendedores são generosos”, no livro Lauro Burigo – segredos do bruxo -, editora Insular, 2012.

Tags:
futebol nossa jogada paulo brito
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

Nossa Jogada

Junho 17, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Junho 14, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Junho 10, 2021
Exclusivo

Nossa Jogada

Junho 03, 2021

Paulo Brito

Paulo Brito

Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!