Junho 02, 2021

Observações sobre narração de futebol

Observações sobre narração de futebol
Reprodução

Não é mais possível acompanhar futebol na TV e no rádio ao mesmo tempo por causa do “delay” entre som e imagem. Ou é um ou é outro. Por um lado, a narração da televisão se tornou mais relevante e por outro aumentou a observação sobre os profissionais que falam 90 minutos em nossos ouvidos.

Muitos se dão bem nesta tarefa, como Gustavo Villani, do SporTV, mas outros deveriam ser chamados em uma ilha da edição para examinar o vídeo com o trabalho e receber muitas orientações. Como estas:

Seguir a bola: não desviar o foco. Nada é mais importante de saber onde a bola está e quem está com ela.

Interatividade pode atrapalhar: registrar mensagens agrada quem enviou e desagrada todos os demais.

Evitar autoelogios e badalação da equipe: fazer bem é obrigação. A avaliação é da conta do telespectador.

Não gritar: Grito afina a voz e incomoda os ouvidos.

Por último, coordenar uma jornada é tão importante quanto narrar. Cabe ao responsável buscar uma transmissão limpa e agradável, sem intercorrências desnecessárias.  

 

Neymar x Nike


Reprodução/UOL

O episódio que envolve a denúncia de assédio de Neymar a uma funcionária da Nike, em 2016, virou uma bola de neve contra o jogador. A empresa disse que ofereceu a ele todas as chances de se defender da acusação, mas que ele não atendeu. E Neymar, ao se apresentar semana passada para treinar com a seleção brasileira, se colocou como vítima sem chance de ser ouvido.

O contrato foi rompido, causando um prejuízo enorme ao bolso e a imagem dele. Pode-se se dizer que, no mínimo, o comportamento fora dos estádios leva Neymar a ser amplamente questionado mais uma vez. O jeito de ser do jogador está explícito ao postar uma foto com a camiseta de treino da seleção com o logo da Nike, patrocinadora da CBF, coberto com um emoji.

O que deveria ser apagado, no entanto, deveria ser a imagem de moleque. E sua prioridade, de hoje em diante, é mostrar que ainda é um craque dentro das quatro linhas – e não nos barracos.

 

Vidas negras importam?

 

Se tirasse o som neste vídeo, poderia se dizer que a abordagem policial e depois a detenção de um jovem teria ocorrido em um país estrangeiro, onde a polícia, inclusive, mata negros.  Mas não. Foi em Goiás, a 50 km de Brasília,  sexta-feira, 28, e o rapaz envolvido, Filipe Ferreira, estava de bike gravando para o YouTube, onde tem postadas 70 imagens, quando foi abordado agressivamente pelos policiais, algemado e levado para a DP.

Está exposto aí, na nossa casa, que para muita gente “vidas negras ainda não importam”, porque existem aqueles que se vestem de autoridades racistas, além de ignorantes e mal treinados.

Espero que esse caso tenha desdobramentos para que o sufoco que Filipe Ferreira tomou não tenha sido em vão.

 

Álbum

Textos e fotos com histórias de Jornalismo.


Arquivo pessoal

Um dos segredos para o êxito é trabalhar em uma grande equipe. Esta foto de novembro de 2010 mostra parte do time que fazia o Jornal do Almoço da RBS TV, quando era líder de audiência entre as mais de 120 afiliadas da Rede Globo. Muitos seguem carreira em outros veículos e plataformas, mas ainda estão lá Mario Motta, Laine Valgas e Marcello Siqueira. Guardo ótimas lembranças de todos.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!