Setembro 01, 2018

Os Tropicalistas - interface com o mundo!

Os Tropicalistas - interface com o mundo!
Fotos Mariana Boro

Arte, design, moda. Não há fronteiras estabelecidas, tampouco regras que amordaçam o processo criativo da dupla do estúdio O Tropicalista, formada por Marcelo Fialho e Marco D Júlio.

Eles transitam livremente pelas áreas afins, buscam linguagens que possam performar seus discursos, estruturar ideias em criações. Percorrem caminhos borrados entre os lugares já conhecidos. Há 7 anos estabelecidos em Florianópolis, onde vivem e criam, o Tropicalista é a um só tempo e espaço: laboratório, oficina, estúdio, ateliê e galeria.

Um pouco disso tudo eles contam na entrevista abaixo:

 


Como surgiu O Tropicalista?
 
Após alguns anos de trabalho conjunto percebíamos a necessidade de uma plataforma que organizasse e articulasse pesquisa, criação, desenvolvimento e veiculação dos nossos projetos e que, ainda, estabelecesse as nossas relações com parceiros e com o mercado. Em 2012, o Tropicalista veio como uma resposta a esse desejo. É, a um só tempo, laboratório, oficina, estúdio, ateliê e galeria.


Vocês abordam a criação sob diversas perspectivas. Fale sobre o portfólio que construíram até aqui, os territórios erguidos e como desenvolvem/pensam o trabalho?

Nossa parceria profissional iniciou a partir de projetos de estamparia para os universos da moda e da decoração. Tivemos uma participação consistente nas cinco edições do Salão Internacional de Design de Superfície de Santa Maria, único do gênero no país, o que nos abriu várias oportunidades nessa área.

Com o tempo percebemos a necessidade de expandir nossas pesquisas para outros campos de conhecimento a partir das inter-relações do design com arquitetura, artesanato, arte e, ainda, saúde e economia solidária.

Nosso portfólio incorpora iniciativas nessas diversas áreas, sempre a partir da identificação de uma necessidade - nossa, ou de algum parceiro ou cliente - e, a partir daí, segue percursos muito singulares, que abrangem desde processos puramente relacionais até projetos artesanais e, mesmo, industriais.


O processo do estúdio está dividido em projetos distintos como, por exemplo, Em busca de paisagens, Simulacro, Estampe seu Universo. Como funcionam esses trabalhos com o mercado?

Nossa perspectiva é que o processo criativo para qualquer projeto em que nos envolvemos é muito parecido. Então as coisas acontecem de forma muito orgânica. Algumas soluções se mostram mais adequadas aos parâmetros de um determinado mercado, então a direcionamos para ele.

Mas acreditamos que transitamos melhor justamente no borramento entre as diferentes áreas, o que nos coloca com frequência em uma situação de estranhamento frente às regras que cada mercado estabelece.

Nos interessa muito mais responder às questões que nos provocam, do que perseguir um suposto sucesso comercial. Quando esses aspectos coincidem está ótimo, mas não sentimos como uma obrigação.


No projeto "Estampe seu universo" voltado para o mercado de decoração e arquitetura, abrem espaço para a co-criação junto com os profissionais da área. Por que trazem e apostam nesta simbiose? Sentem falta de algo mais personalizado?

É uma iniciativa voltada para a oferta de soluções personalizadas em estamparia, seja para têxteis, papéis de parede, azulejos, laminados, pastilhas, adesivos, enfim, toda uma gama de suportes que podem ser utilizados no universo da arquitetura e do design de interiores.

A possibilidade de autoria compartilhada depende do interesse do profissional que nos acessa e varia conforme a disponibilidade de tempo e recursos para investimento no projeto. Sem dúvida, é uma oportunidade para quem deseja ofertar exclusividade como diferencial para o seu trabalho.


O estúdio também foi convidado recentemente para a exposição Desterro Desaterro, com curadoria de Josué Mattos, em celebração aos 70 anos do MASC. O que este convite representou para vcs?

Participar de uma mostra tão rica quanto diversificada, em um dos espaços de arte mais importantes do Estado, demonstra reconhecimento pelo nosso trabalho e trajetória. Especialmente por não nos encaixarmos facilmente nos cânones mais convencionais.

Além disso, a disponibilidade e abertura do MASC, e toda sua equipe, para um proposta inédita de ocupação de sua antessala nos deixou bastante satisfeitos. 


O que move vocês? Na criação, no questionamento em seguir procurando linguagens, abordagens, criação? Qual o discurso que o Tropicalista sublinha na sua produção?

Sem dúvida, o desejo! No sentido psicanalítico, mesmo, em que não se trata de algo ser realizado, mas de uma falta em que cada escolha feita revela um novo desejo.


Ping Pong

 

O que vocês não ficam sem? 
Amor


O que mais admiram: 
Empatia


O que não suportam: 
Carão


Uma bebida: 
Todas


Comida:
Feijão


Uma palavra: 
Saudade


A melhor viagem:
Viver


Um lugar: 
Aqui


Uma saudade: 
Ontem


Uma frase: 
"Quem come o fruto deveria, pelo menos, plantar a semente." H.D.Thoreau


Um ídolo:
Albert Hofman


Um sonho: 
Amanhã 

Tags:
social entretenimento Floripa Florianópolis gente festas eventos agenda
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

SOS Músicos SC

Dezembro 01, 2020
Exclusivo

A casa, a pandemia e o novo morar

Novembro 27, 2020
Exclusivo

Lives em Estúdio 360º

Novembro 26, 2020

Yula Jorge

Yula Jorge
Jornalista graduada pela UFSC. Antes disso estudou e viveu quatro anos entre o Canadá e os Estados Unidos e quando retornou a sua terra natal, Goiânia, graduou-se pela PUC em Secretariado Bilíngue. 
Logo mudou-se para Florianópolis, ingressou na Universidade Federal, e da ilha não saiu mais. Atua como colunista desde 2012, assinou uma coluna diária no jornal Notícias do Dia por alguns anos, e, paralelamente, foi repórter da RICTV Record e Record News. Traz todos os dias o que rola de especial em Floripa: sobre quem acontece, empreende, se engaja em causas legais. O que inaugura, as festas bombásticas, as melhores casas, restaurantes, os shows, as ações bacanas e o voluntariado.

Comentários

Rancho Açoriano

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!