Novembro 03, 2021

PT processa Record após emissora associar partido ao tráfico de drogas

PT processa Record após emissora associar partido ao tráfico de drogas
Reprodução/Record

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com uma ação indenizatória contra a Record, na Justiça do Distrito Federal, acusando a emissora de calúnia e difamação em cinco reportagens exibidas no intervalo de 22 dias em outubro.

De acordo com o colunista Mauricio Stycer, do UOL, o partido afirma que as matérias exibidas pelo Jornal da Record e o Domingo Espetacular acusam, sem provas, os dirigentes da sigla de terem sido financiados pelo tráfico de drogas.

A ação pede uma indenização por danos morais no valor de R$ 100 mil e que a emissora seja proibida de divulgar novas reportagens com base nas mesmas fontes citadas. Umas delas é a jornalista espanhola Cristina Seguí, que o PT chama de “pseudojornalista”. Segundo a ação, a jornalista espanhola seria “conhecida por espalhar fake news e e teorias conspiratórias na Europa”.

Para o grupo, a Record não deixou claro ao telespectador que faltam provas em meio a acusação da jornalista. “Nenhuma prova do que ela diz é apresentada nas matérias da TV”, destacou a ação.

A edição do Jornal da Record de ontem, 2, confirmou que a emissora foi notificada pela Justiça e mostrou novamente as matérias que o PT acusa o canal de calúnia e difamação. Veja aqui.

Tags:
comunicacao
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!