18.5 C
fpolis
19.1 C
fpolis
sábado, 28 maio, 2022

Quem era jornalista americano morto na Ucrânia

Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter
Últimas notícias

*Foto: reprodução/Twitter

 

Um jornalista entrou para a lista de vítimas fatais da guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Na manhã de ontem, 13, agências internacionais de notícias e a polícia da capital ucraniana, Kiev, confirmaram a morte de Brent Renaud, de 50 anos, um premiado jornalista e cineasta que já havia trabalhado para o jornal americano New York Times.

Brent Renauld foi assassinado por militares russos que atiraram contra o profissional – ele morreu com um tiro na nuca. Além dele, outro jornalista esteve na mira e acabou ferido, mas foi levado ao hospital.

O corpo de Renauld foi encontrado com uma credencial do New York Times, no entanto, ele não mantinha mais relações profissionais com o jornal, segundo o próprio veículo. O jornalista estava cobrindo a guerra de forma independente.

“Apesar de ele ter colaborado para o NYT no passado [mais recentemente em 2015], ele não estava em missão na Ucrânia para o jornal”, garantiu a equipe do jornal a agência ANSA ao saber da morte de Brent Renaud. “As informações iniciais relatam que ele estava trabalhando para nós porque [o corpo dele] foi encontrado com a credencial que recebera anos atrás”, prosseguiu.

Mesmo ressaltando que não mantinha nenhum vínculo com Renauld há sete anos, o jornal norte-americano lamentou a morte do profissional. “Estamos profundamente tristes com a morte. Era um talentoso fotógrafo e diretor que colaborou conosco nos últimos anos”.

Renaud havia trabalhado para vários veículos de comunicação americanos e coberto conflitos no Afeganistão, Iraque e Haiti. Segundo o UOL, ele ganhou um prêmio Peabody, um dos mais importantes dos Estados Unidos, por uma série de reportagens de 2014 nas escolas de Chicago.

A morte dele ocorre menos de duas semanas depois que o jornalista ucraniano Yevhenii Skaum, cinegrafista do canal de televisão ucraniano LIVE, morreu quando uma torre de transmissão de TV em Kiev foi atingida por um bombardeio.

Mais notícias para você
Últimas notícias

Saúde amplia reforço contra Covid-19 para adolescentes

O Ministério da Saúde recomendou a ampliação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para adolescentes, entre...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }