Portal Making Of

Seleção fracassa de novo, Figueira ameaçado e Avaí foca na liderança

Dorival terá muito trabalho até a Copa de 2006 Foto: Kevork Djansezian

O início do trabalho do técnico Dorival Júnior na Seleção Brasileira sofreu o primeiro revés com a desclassificação da Copa América nos pênaltis (4 x 2) diante do Uruguai, depois de empate sem gols. A caminhada de Dorival está invicta, mas isso não quer dizer nada. Faltou objetividade e mais de coragem. Escolhas ruins, jogadores com baixo aproveitamento técnico e falta de um trabalho coletivo mais apurado. Dorival terá muito trabalho para recuperar nas Eliminatórias e garantir a vaga para a Copa dos EUA daqui a dois anos.

Tempo perdido

Um ano e meio com a aventura da CBF em querer trazer Carlo Ancelotti. A interinidade de Fernando Diniz nada acrescentou e chegou Dorival Júnior, um bom técnico e com resultados, mesmo não sendo a primeira escolha da entidade. Dorival está entendendo o que é a Seleção Brasileira e como atua a CBF com as convocações. É preciso muito mais do que vimos nesta campanha, nas escolhas e na nova geração de jogadores que ainda está devendo.

Não faz a diferença

Aproveitamento baixo nas disputas de pênaltis         Foto: Ethan Miller

As participações do goleiro Alisson em disputas de pênalti ficam sempre abaixo. É preciso muito mais do que ser um bom goleiro. Que o diga Dibu Martínez, o argentino que mete medo no atacante. Não sai da memória a eliminação na última Copa do Mundo diante da Croácia. Cai antes e dificilmente acerta os cantos dos chutes adversários. As cobranças de Éder Militão e Douglas Luiz foram muito ruins. Aquela corridinha para a batida dos pênaltis virou meme.

Fora da rodinha 

Exagero: Dorival explicou    Foto: Reprodução

A foto que mostra Dorival Júnior fora da roda em que seu filho e auxiliar Lucas Silvestre passou as orientações, repercutiu demais. Passou a impressão de que Dorival estava ausente. Foi um exagero dos que não gostam do seu trabalho. Não vejo assim, mas o Brasil fez escolhas discutíveis para a disputa, não preservou os batedores em campo, faltou confiança e desejo de vencer, características que sobraram no time de Marcelo Bielsa.

Escolhas 

Endrick passou no teste     Foto: Ethan Miller

O grupo demonstra cansaço após a temporada europeia e com problemas técnicos de alguns jogadores. Não dá para tirar a responsabilidade do técnico em algumas escolhas, principalmente no meio-campo. Ser destaque e um clube médio na Europa não quer dizer que na seleção o atleta será protagonista. Faltou muita criação de jogadas e estratégias. Inimaginável Vinícius Júnior fora do jogo decisivo por cartão.

Os melhores 

A Copa América terá semifinais interessantes entre Uruguai x Colômbia e outra protocolar entre Argentina x Canadá. O Brasil é a grande ausência na nesta fase da competição. Mas não mereceu. Uma seleção que deixa a Copa América marcando menos gol que o Panamá é algo que chama a atenção e acende uma luz de advertência para o que vem pela frente.

Euro

Holanda venceu a Turquia Foto: Ronny Hartmann

Emocionante as semifinais da Eurocopa com os jogos da semana: na terça-feira (9), 16 horas, teremos Espanha x França e na quarta-feira (10) o confronto Inglaterra x Holanda. Foram todos jogos sensacionais, que demonstram de maneira clara que estas equipes estão muito à frente. Ficaram realmente os melhores. Agora é só conferir que fará a final.

Tropeço

Camilo teve chance, mas faltou o gol                    Foto: Patrick Floriani / FFC

Não foi bom o empate sem gols do Figueirense em casa contra o Athletic Club. O gramado encharcado do Scarpelli não ajudou. O Figueirense lutou muito, tentou de todas as maneiras, mas pegou pela frente um dos grandes da Série C. Ficou um jogo aberto, nível técnico baixo, pouco público. Não dava para esperar mais naquelas condições. O time pode sair do G-8 pela primeira vez na sequência da competição, mas precisa reagir nos próximos jogos fora de casa contra Náutico e Tombense.

Qualidade

Gramado atrapalhou bastante   Foto: Patrick Floriani / FFC

A derrota no meio de semana para o CSA e da forma como aconteceu, com erros individuais e decisivos como o do goleiro Ruan Carneiro, comprometeram a arrancada da equipe em busca da vaga. O técnico João Burse tem feito de tudo para alcançar o objetivo, mas em alguns momentos o Figueira precisa de mais qualidade para definição dos jogos. A procura no elenco à disposição nem sempre dá essa condição ao técnico.

Liderança 

Gilmar em entrevista ao Debate da Pan   Foto: Jovem Pan

O Avaí pega o Novorizontino na noite desta segunda-feira (8), na Ressacada, às 20 horas, esperando confirmar a liderança da Série B. Equipe paulista é boa, luta pelo G-4 e bem treinada por Eduardo Batista. O Leão precisa melhorar sua produção ofensiva e buscar a vitória, já que não vence há três jogos. Gilmar Dal Pozzo revelou esta semana na Jovem Pan que não esperava ascensão tão veloz e a partir dessa arrancada criou uma expectativa que não tem mais volta. Está consciente dos objetivos, das dificuldades e sobre o que a equipe precisa para chegar lá.

Estacionamento

A direção do Avaí mudou o esquema de estacionamento para sócios, conselheiros, imprensa e pessoal de serviço, dentro do projeto que chama de reconstrução e de digitalização do clube. À disposição de todos o APP Avaí Parking para reserva de vagas de estacionamento no Setor A. Vagas limitadas ao valor de R$ 30,00 reais, que por certo reverterão em uma boa arrecadação. É o Avaí otimizando seus espaços e, neste caso, todos pagam.

Lanterna 

Situação incrível essa do Fluminense, atual campeão da Libertadores da América no Brasileirão. Lanterna com apenas sete pontos, uma vitória em 15 jogos e 10 derrotas. Grupo abatido, sem alma. Mano Menezes, o novo técnico, vai ter muito trabalho para recuperar a equipe. O torcedor está apavorado com o risco de rebaixamento. Derrota no fim de semana foi para o Fortaleza por 1 x 0. Saudade do Diniz?

Complexo do Sesi

Solenidade de transferência ao município Foto: Divulgação / Blumenau

O futebol de Blumenau ganha finalmente o Estádio do Sesi para num futuro breve retornar à Primeira Divisão do Catarinense. O Complexo do Sesi foi transferido ao munícipio. Blumenau e Metropolitano, equipes que disputam a Série B Catarinense jogam em outras cidades e agora terão casa para receber o apoio do torcedor. Inaugurado em 1978, o complexo possui quadras poliesportivas, de vôlei de areia, piscinas, campo de futebol e pista de atletismo. Demorou essa transferência para a cidade.

F-7

Conquista invicta  Foto: Divulgação / Avaí F-7 

Quase ninguém dá bola para o F-7, mas o Avaí foi campeão metropolitano no fim de semana. Foram cinco jogos, cinco vitórias, 29 gols feitos, 8 gols sofridos e 100% de aproveitamento. Título para a gurizada festejar. Pelo menos no F-7, claro.

Faltou pouco

Foi um revés que poderia ter sido evitado pelo Criciúma na derrota por 2 x 1 para o Vitória-BA. A equipe de Cláudio Tencati fez excelente segundo tempo, amassou o adversário em seu campo, mas não conseguiu evitar. Foram dois gols no primeiro tempo em erros coletivos. O Tigre está bem no Brasileirão e segue na luta pela permanência. Tem qualidade para ir mais longe.

 

 

 

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais: