17.3 C
fpolis
17 C
fpolis
quarta-feira, 25 maio, 2022

Seu smartphone está espiando você? Faça o teste

Últimas notícias
Seu smartphone está espiando você? Faça o teste
Reprodução/Divulgação

No ano passado, houve um aumento de 5% na instalação de aplicativos de monitoramento, segundo um estudo da NordVPN. E ainda assim, alguns usuários suspeitam que seus smartphones os estão espionando, mesmo sem ter nenhum aplicativo de monitoramento instalado.

Essas suspeitas são verdadeiras. Assistentes virtuais como Siri, Google Assistente ou Alexa ouvem seus usuários o tempo todo. Eles precisam ouvir constantemente para que possam escutar os comandos de voz e ajudar os usuários. No entanto, algumas coisas que as pessoas dizem estão sendo registradas para benefício próprio das empresas, como para a melhoria da qualidade do serviço ou para fins de marketing.

“Quando você pede ao Google Assistente ou à Siri para encontrar algo, essas informações são usadas para publicidade online. Não é diferente de digitar algo na Pesquisa Google. Se estiver procurando concessionárias de automóveis em sua cidade, anúncios relacionados começarão a perseguir você pela internet. De certa forma, um assistente virtual é apenas mais um mecanismo de busca”, diz Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN.

O especialista compartilha como você pode verificar se seu celular está espionando você.

 

Como testar seu celular?

A melhor forma de ver se seu celular está ajudando publicitários a usar você como alvo é montar uma armadilha.

Selecione um bom tópico. Deve ser algo que não poderia ser associado à sua personalidade, um assunto sobre o qual você nunca fala;

Isole o tópico do seu celular. Não use seu celular nem nenhum outro dispositivo para buscar informações sobre esse assunto. A melhor forma de fazer isso é manter o tópico em sua cabeça. Certifique-se de não ter jamais pesquisado o assunto no Google;

Selecione palavras-chave. Pense numa lista de palavras que possam servir de gatilho para mecanismos de busca;

Discuta o tópico em voz alta nas proximidades do seu celular. Você pode fazer isso sozinho ou com outra pessoa por vários minutos por vez. Faça isso por alguns dias em sequência. Certifique-se de não pesquisar o assunto de nenhuma outra forma, o único contato do seu celular com o tópico deve vir de escutar você falando sobre ele. 

Depois de montar a armadilha, observe se algum novo anúncio começou a ter você como alvo nas redes sociais ou em outros canais digitais. Se sim, seu telefone provavelmente está ajudando esses anúncios a chegarem até você.

 

Ouvir os usuários é legal?

Quando os usuários usam um assistente virtual, eles concordam com os termos e condições do provedor de serviços. Uma vez que eles têm seu consentimento, torna-se legal o acompanhamento das conversas com o Google Assistente, Siri, Alexa e outros para fins de marketing.

Isso só se torna ilegal se um aplicativo estiver espionando você sem o seu consentimento. É por isso que é essencial revisar as permissões que você está concedendo a serviços específicos e aprender sobre as maneiras como seu telefone está rastreando você.

 

Como você pode proteger sua privacidade?

Antes de tudo, você deve revisar as permissões do seu aplicativo.

“Depois que o acesso é concedido, o aplicativo pode fazer o que quiser com esses dados. Portanto, crie uma rotina para revisar as permissões de aplicativos do seu telefone e pense duas vezes antes de concordar com as solicitações de um aplicativo”, enfatiza Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN.

Alguns aplicativos podem querer acessar seu microfone sem nenhum motivo. Isso pode permitir que agentes mal-intencionados espionem você em segundo plano ou coletem dados de segmentação para anúncios quando você não quer ninguém escutando. Vá até as configurações do seu smartphone e certifique-se de que os aplicativos possam acessar apenas os recursos necessários para que façam seu trabalho.

Além disso, limpe suas atividades de vez em quando e desligue a função de gravação de áudio. A Apple, o Google e outros provedores de serviço permitem a exclusão do histórico. Escolha cuidadosamente as informações que você fornecerá ao seu telefone em geral.

“Não compartilhe muita informação com o seu celular. Quanto menos ele souber, melhor”, comenta Daniel Markuson.

Por fim, instale uma VPN em seu smartphone e aprimore sua privacidade. Uma rede virtual privada máscara seu endereço IP e criptografa o tráfego, melhorando assim sua privacidade.

Claiton Selistre
Publisher, colunista e owner do Portal Making Of, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário, além de coordenador do comitê editorial da RBS em Santa Catarina. Antes atuou na Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há sete anos.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Prefeitos e deputados do MDB pedem reunião para dar apoio a Moisés

Acabou a paciência com o presidente estadual Celso Maldaner e com o pré-candidato ao governo Antídio Lunelli depois da...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }