Março 25, 2021

Texto dramático de colunista do Making Of é adaptado em Portugal

Texto dramático de colunista do Making Of é adaptado em Portugal
Isabel Craveiro em cena de A Mulher na Janela

Quando a jornalista Brígida De Poli enviou o texto “A Mulher na Janela” para o concurso “Cenas do Confinamento” em abril de 2020, não imaginou que ele chegaria tão longe. Como nunca tinha escrito para teatro, a colunista do Making Of achou que teria poucas chances de ser selecionada entre autores do Brasil, da América Latina e Europa. Para sua agradável surpresa, ela acabou fazendo parte do e-book que reúne 55 escritores, editado em português e espanhol.

Agora “A Mulher na Janela” ganhou uma adaptação em vídeo pelo Teatrão- Companhia de Teatro Profissional  de Coimbra, Portugal.  A atriz portuguesa Isabel Craveiro, sob direção de Marco Antonio Rodrigues, interpreta a mulher que vê a vida pela janela durante a pandemia.

Antes da versão portuguesa, o texto dramático da jornalista já tinha servido de base para o projeto “As Janelas”, em cinco cenas adaptadas e interpretadas pelos atores  brasileiros Lika Rosá, Narciso Telles, Tiago Cruvinel, Marcelo Rocco e Vicente Concílio. Elas podem ser vistas no Instagram: @asjanellas.

O curta do Teatrão será exibido hoje (25), às 20h, dentro da Mostra  “Cenas do Confinamento”- Leituras Dramáticas Virtuais no canal da Escola Porto Iracema das Artes, com programação voltada ao Dia Mundial do Teatro. “A Mulher na Janela” estará disponível em https://vimeo.com/user94493985.

Tags:
cinema séries beijos de cinema arte cultura séries de TV netflix
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Brígida Poli

Brígida Poli

Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!