Portal Making Of

Topázio Neto preferiu prestigiar o encontro do Podemos

O Podemos de Santa Catarina realizou no último sábado, 6, a Oficina da Vitória, que é um treinamento para os pré-candidatos do partido que inclui temas como comunicação, projeto político, marketing digital, direito eleitoral e estratégia da campanha.

O evento foi comandado pela deputada estadual Paulinha e teve a presença da presidente nacional da sigla, deputada federal Renata Abreu, e o ex-técnico da seleção brasileira, Vanderlei Luxemburgo.

Mas quem também prestigiou o evento, que aconteceu no Oceania Covention Center, nos Ingleses, foi o prefeito da Capital, Topázio Neto (PSD).

Ele tinha sido convidado pelo governador Jorginho Mello para ir no CPAC Brasil, um evento político de direita que teve a presença de Jair Bolsonaro e do presidente Javier Milei (Argentina), mas acabou indo mesmo para a reunião do Podemos, que contou com mais de 2 mil filiados.

Lá, Topázio interagiu com muitos políticos, como o ex-deputado estadual Ricardo Alba, que é pré-candidato a prefeito em Blumenau, com o deputado estadual Lucas Neves e com a vereadora blumenauense e presidente do Podemos Mulher de SC, Cristiane Loureiro.

O Podemos é um dos partidos que apoia o prefeito de Florianópolis na sua reeleição e ele foi convidado pela deputada Paulinha, que prontamente aceitou.

Outros companheiros de PSD foram prestigiar o evento com Bolsonaro, como o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro; o prefeito Orvino Coelho de Ávila, de São José; e o ex-governador Leonel Pavan.

Mas topázio preferiu o evento caseiro até para estreitar os laços com o Podemos, com quem hoje tem bom alinhamento.

Em respeito ao vereador Gabrielzinho, o PL não queria tratar do assunto da escolha do vice de Topázio, pois antes de adoecer ele era o nome mais forte para assumir a vaga.

Mas em virtude do seu falecimento, o governador Jorginho Mello e a executiva municipal do PL vão retomar as discussões para a indicação de um nome que possa complementar a campanha do atual prefeito da Capital.

Mas esse anúncio só deve mesmo acontecer no fim de julho, quando se aproxima o término do prazo das convenções partidárias, que poderão ser feitas até o dia 5 de agosto.

 

 

 

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Leia mais