Janeiro 27, 2021

Transformando casas em apenas um dia

Transformando casas em apenas um dia

A partir de um insight durante a pandemia a designer de interiores, Caroline Von Jelita, investiu em uma ideia percursora. A ambientação foi criada para transformar uma casa em menos de 6 horas, onde Caroline renova além de um ambiente, proporcionando uma nova conexão com o lar.

Durante o isolamento, as pessoas observaram com mais atenção todos os ambientes da casa, buscando mais conforto, aconchego, beleza e até produtividade para o home office. Neste momento, a designer percebeu um novo nicho no mercado de arquitetura e interiores e investiu no serviço que iniciou em abril de 2020, conquistando um aumento de 460% no faturamento da empresa Caroline Von Jelita Interior Design, comparado ao ano anterior (2019).

A ambientação é feita em um dia e transforma completamente um ou mais cômodos da casa. Caroline visita o cliente, analisa os ambientes a serem complementados, faz um checklist dos produtos que serão necessários e busca novos móveis e peças de decoração nas lojas parceiras que trabalham com consignação.

 

Esta etapa requer conhecimento, segurança e um olhar profissional para entender e transmitir o que o cliente quer para o seu espaço. A próxima etapa é a da transformação, quando Caroline começa a mudar e acrescentar novos objetos e móveis. Pensando em ajudar e facilitar todo este processo, a designer oferece peças consignadas. Desta forma, o cliente tem a abertura de ficar com o que quiser e couber no seu bolso.

 

“Com a experiência adquirida ao longo desses 9 meses de ambientações para redecorar a casa em apenas um dia, os clientes gastam em média R$ 6 mil” conta Caroline, pioneira em ambientação na Grande Florianópolis.

A designer de interiores trouxe vida nova aos ambientes de mais de 35 clientes de abril a dezembro de 2020. Com este novo serviço, a empresa contabilizou um aumento de 300% na cartela de clientes. Caroline também oferece projeto de interiores residenciais e comerciais, consultoria online e presencial e acompanhamento em lojas. Durante a trajetória profissional, já atendeu projetos de São Paulo, Urubici, Inglaterra e Canadá.

Caroline busca cada vez mais se atualizar sobre as tendências de mercado para entregar projetos e trabalhos exclusivos e inovadores. Grandes eventos, feiras, palestras, cursos e capacitações com grandes nomes da área fazem parte da carreira da designer de interiores, que reflete visivelmente nos trabalhos realizados.

Só vai!

*****

 

Brasil e Seus Ecos

O projeto musical "Brasil e Seus Eccos" está realizando a sua segunda edição, desta vez em formato online. As apresentações irão até 17 de fevereiro, sempre às quartas-feiras, entre 17h e 18h, no Instagram (IGTV) instagram.com/grasieli.fachini e no YouTube no canal Grasieli Fachini.
 
A iniciativa dá visibilidade a cantores e cantoras da nova geração, alunos da professora de canto Grasieli Fachini, de Florianópolis. A primeira edição, em 2019, aconteceu no palco do Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), na Capital.

Participam do projeto nove cantores, com idades entre 9 e 60 anos, interpretando os mais diversos gêneros musicais como Pop Americano, Clássicos Disney, Samba e MPB. "O repertório é de livre escolha, com o objetivo de trazer à tona toda a pluralidade e cultura nacionais, mas há espaço para obras internacionais também", explica Grasieli.

 

Grasieli é pesquisadora vocal, idealizadora e diretora das gravações. A produção é de Gabrielly Clemente. O material audiovisual teve produção dividida entre Francisco Gabriel Lima (captação e masterização de áudio) e Gabrielly Clemente (captação e edição de vídeo).

Todas as gravações seguem rigorosamente as normas de prevenção vigentes, tendo como referência o Protocolo de Segurança Sanitária publicado pelo Fórum Brasileiro de Ópera, Dança e Música de Concerto.

*****

 

Doações para a comunidade do Mocotó

Depois de duas semanas de chuvas intensas em Florianópolis, que tornaram mais difícil a vida em várias regiões, o projeto Cidades Invisíveis fez um plano de ação para ajudar moradores da comunidade do Mocotó, localizada no maciço do Morro da Cruz.

Foram pelo menos dois muros de contenção desabados, causando a destruição de quatro casas onde vivem 15 pessoas. O Projeto Cidades Invisíveis foi alertado pelas lideranças da comunidade com um pedido de socorro.

No local, os moradores relataram os momentos de angústia ao se deparar com suas casas destruídas pela chuva e interditadas pelo risco de novos desabamentos. As doações poderão ser feitas via depósito bancário ou vaquinha online.

 

 

Sem ter para onde ir, os proprietários continuam no local, buscando ajuda de amigos próximos, ONGs, prefeitura e da própria comunidade que já iniciou uma campanha para arrecadar recursos para dar apoio às famílias atingidas. 

No primeiro momento, é importante garantir a segurança e o mínimo de conforto para estas famílias através do fornecimento de abrigo. Neste sentido, o Projeto Cidades Invisíveis já está em contato com a secretaria de assistência social em busca desta solução. 

 

Na segunda etapa, com a autorização da Defesa Civil, será iniciada a limpeza do local e remoção dos escombros. Os próprios moradores estão mobilizando ajuda de diversas partes e reuniram cerca de 30 voluntários para o próximo sábado (dia 29/01). Uma das casas foi interditada pela defesa civil e terá que ser removida para manutenção do muro de contenção que sofre sérios riscos de desabamento.

Na terceira fase, com a arrecadação de recursos e materiais, serão iniciadas as obras de reconstrução das casas. As famílias pedem todo tipo de doação, desde material de construção, roupas de cama, de vestir, além de alimentos e produtos de higiene pessoal.

Devido ao caos, alguns estão impedidos de trabalhar, o que deixa mais profundo o desespero destas famílias. A lista de materiais que podem ser doados conta com contratação de papa entulho, materiais para obra, roupas, roupas de cama e alimentos.

Tags:
social entretenimento Floripa Florianópolis gente festas eventos agenda
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Yula Jorge

Yula Jorge
Jornalista graduada pela UFSC. Antes disso estudou e viveu quatro anos entre o Canadá e os Estados Unidos e quando retornou a sua terra natal, Goiânia, graduou-se pela PUC em Secretariado Bilíngue. 
Logo mudou-se para Florianópolis, ingressou na Universidade Federal, e da ilha não saiu mais. Atua como colunista desde 2012, assinou uma coluna diária no jornal Notícias do Dia por alguns anos, e, paralelamente, foi repórter da RICTV Record e Record News. Traz todos os dias o que rola de especial em Floripa: sobre quem acontece, empreende, se engaja em causas legais. O que inaugura, as festas bombásticas, as melhores casas, restaurantes, os shows, as ações bacanas e o voluntariado.

Comentários

Rancho Açoriano

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!