Fevereiro 13, 2017

Trump quer ter acesso a senhas das redes sociais de quem pedir visto

As embaixadas norte-americanas poderão exigir as senhas de acesso a redes sociais dos solicitantes de visto de entrada nos Estados Unidos, com o objetivo de estabelecer controles ainda mais rígidos, declarou o secretário de Segurança Interna, John Kelly, na última terça-feira, 7.

O objetivo da medida é reforçar os controles prévios dos visitantes e recusar os que possam constituir uma ameaça à segurança do país. Trata-se do que o presidente Donald Trump classificou de "verificação extrema".

A medida afeta particularmente os cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Irã, Síria, Líbia, Iraque, Somália, Sudão e Iêmen), cujos procedimentos de controle, alegou Kelly, ainda são muito frágeis.

O juiz federal de Seattle James Robart ordenou, em caráter temporário no dia 3, a suspensão da ordem executiva emitida pelo presidente Donald Trump de proibir a entrada de refugiados e imigrantes de sete países de maioria muçulmana. A medida, que vale para todo país, foi o golpe mais duro até agora contra o polêmico decreto, que gerou protestos nos Estados Unidos.

O governo dos EUA apelou da sentença, mas já anunciou que vai acatar a decisão e deixar de revogar os quase 60 mil vistos suspensos. A 9ª Corte de Apelações de San Francisco ouviu argumentos do Departamento de Justiça e de advogados dos Estados de Minnesota e Washington contrários ao decreto para decidir se as restrições devem ser reinstauradas. A decisão deve sair em breve. As informações são do G1.

Tags:
web
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!