Julho 26, 2021
FIESC

Um candidato para chamar de seu

Um candidato para chamar de seu
RENATA FURLANETO/DIVULGAÇÃO

A estratégia que lançou o prefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira como pré-candidato ao governo pelo Podemos e o ex-deputado Paulo Bornahusen ao Senado, a um ano e três meses da eleição, garante que a sigla será olhada por eventuais aliados como um parceiro a ser cobiçado.

E deve mesmo, já que com Mário Hildebrandt (Blumenau) e Eduardo Freccia (Palhoça), entre outros, o partido é maior do que o PL, de Jorginho Mello, e o DEM, de Gean Loureiro, dois virtuais candidatos à sucessão de Carlos Moisés (sem partido), em termos de eleitores sob o seu comando.

Na véspera do anúncio de Fabrício, que ocorreu no sábado, o presidente estadual do Podemos, Camilo Martins, ex-prefeito de Palhoça por duas administrações, adiantava que ele ou Paulo Bornhausen, além do prefeito de Balneário Camboriú, estarão necessariamente na chapa majoritária, o que só será viabilizado a partir de uma coligação.

O Podemos necessita do mesmo impulso que os demais partidos de médio e grande porte, alianças com outras siglas, pelo menos uma de maior expressão no Estado ou no país para entrar em condições de competitividade, embora o objetivo central seja a construção de chapas fortes para a Assembleia e a Câmara dos Deputados.

 

De olho

Enquanto se prepara para correr o Estado ao lado de Bornhausen e Fabrício, Camilo, que coordena os projetos especiais na prefeitura de Palhoça, cedido pela Câmara de Vereadores, onde é servidor de carreira na procuradoria, projetava que o adversário Carlos Moisés (sem partido) tem tudo para chegar ao segundo turno da eleição no ano que vem.

O problema é que, diferente do Podemos, Moisés carece de uma articulação mais elaborada e dificilmente, na visão de Camilo, terá parceiros respeitáveis como o MDB ou o PSDB, também em tratativas para ter o prefeito de Criciúma Clésio Salvaro ou ceder às pretensões do ex-deputado Gelson Merisio, ambas a siglas com prováveis candidaturas próprias, para garantir a reeleição.

 

Ainda não deu

O DEM realizou um evento e convidou o presidente estadual do PSD, deputado Milton Hobus, para tentar demonstrar que há um apoio delineado para Gean Loureiro, que já confirmou a futura renúncia à prefeitura para concorrer no ano que vem ao governo.

Mas Hobus disse que os dois partidos devem seguir caminhos diferentes, portanto frustrou o que seria uma aliança de peso.

Nem poderia ser diferente, já que o ex-governador Raimundo Colombo, o ex-prefeito Napoleão Bernardes e o prefeito João Rodrigues, de Chapecó, estão no páreo para uma candidatura ao governo.

Gean não recebeu só uma negativa do PSD, põe o Podemos na conta de aliado, mas não tem o aval da cúpula estadual do partido para isso, como disse a ele o presidente Camilo Martins.

 

DIVULGAÇÃO

CORTEJADO NO OESTE

A foto é emblemática, na passagem da agenda do governador Carlos Moisés por municípios do Oeste e Extremo-Oeste, onde formalizou investimentos de mais de R$ 570 milhões em recursos próprios, emendas parlamentares e financiamentos do BNDES, em obras de infraestrutura. Ao lado do presidente da Assembleia, deputado Mauro De Nadal, em Maravilha, foi homenageado à altura, justamente na terra do presidente estadual do MDB, deputado federal Celso Maldaner. Foi tanta euforia que Maldaner declarou que já fez um gesto informal e que, nos próximos dias, oficializaria o convite para o governador filiar-se ao partido. Uma dúvida é como equacionar a mobilização que corre o Estado em torno da prévia que tem o próprio Maldaner, o senador Dário Berger e o prefeito Antídio Lunelli. Na passagem de Moisés, foram muitos discursos de apoio, cercado de parlamentares em todas as cidades visitadas, cumprimentos de A a Z.

 

Articular é preciso

Moisés está com o ego inflado e começou a ganhar espaço pela gestão que realiza.

No campo da articulação, almoçou recentemente com Napoleão Bernardes (PSD) e a ideia foi de uma aproximação, nada de conversa política à mesa, por ora.

 

REPRODUÇÃO/105 FM

MAIS UMA VEZ

Em entrevista de tietagem pura ao vivo na 105 FM, de Jaraguá do Sul, coube ao apresentador Ratinho Massa, do SBT, repetir a pergunta se Antídio Lunelli será candidato ao governo e a resposta foi afirmativa. Lunelli disse estar “com a sensação” de que vai ganhar, mesmo antes de passar prova de fogo na prévia do MDB, um evento que mais afasta composições do que que cria um clima positivo. Ratinho também obteve de Antídio a afirmação de que ser empresário é mais fácil do que enfrentar a lentidão do serviço público. Ratinho rasgou elogios à cidade comandada pelo “Tói”. Aliás, também na mesma emissora, que é de propriedade de Lunelli, o deputado estadual Kennedy Nunes mostrou, durante uma entrevista, a arma 9mm que usa depois de ter sido ameaçado, porte concedido pela Polícia Federal, a que parlamentares têm direito, assim como magistrados em todos os níveis e integrantes do Ministério Público. Kennedy disse ainda que saiu do PSD e foi para o PTB depois que o partido onde era filiado fechou com o governador Carlos Moisés. O jornalista Jailson Angeli, diretor da rádio, foi chamado a participar do papo, fez a pergunta sobre a CPI dos Respiradores, que ensejou o gesto com a arma, e até brincou com a situação inusitada, acompanhe:

 

Mesmo discurso

Em entrevista ao Diarinho, de Itajaí, o senador Jorginho Mello garante que terá o apoio de Jair Bolsonaro se disputar a eleição ao governo, no ano que vem.

Tal compromisso é um daqueles difíceis do presidente manter, até porque deve ter muita gente na aba dele na disputa em Santa Catarina, ou seja, favorece um lado, descobre outro, e o que interessa para Bolsonaro é a eleição de deputado federal e senador.

 

Vai demorar

O governador Carlos Moisés não dá pistas que irá decidir rápido, nesta semana, sobre o futuro desembargador do Tribunal de Justiça depois que o Pleno escolheu Diogo Nicolau Pitsica (76 votos), Wilson Pereira Júnior (46 votos) e Carlos Werner Salvalaggio (46 votos) pelo quinto constitucional da OAB. 

Se o temor é se incomodar com as pressões, pois já teve até festa para comemorar a eventual indicação do mais votado, saiba que Moisés não é obrigado a indicar o primeiro colocado nem por força de lei ou tradição, até porque há um componente político pesado nos bastidores, inclusive com implicações que tiveram início no processo de impeachment.

 

Precedente catarinense

Em 2017, Raimundo Colombo escolheu o advogado Alex Santore, terceiro colocado na votação do Pleno.

Santore, competente mas fruto de uma pressão de Gelson Merisio e Antônio Gavazzoni, acabou impedido de assumir por não cumprir um requisito de tempo do exercício da advocacia, algo que deveria ter sido barrado pela análise da própria OAB.

 

Lá em Brasília

Jair Bolsonaro indicou o chefe do Ministério Público Federal, Augusto Aras, fora da lista tríplice e nem por isso causou a terceira guerra mundial.

Ah, Raquel Dodge também foi a segunda na lista para a PGR a ser escolhida por Michel Temer.  

 

Tags:
roberto-azevedo política economia bastidores da política Santa Catarina
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Roberto Azevedo

Roberto Azevedo
Roberto Azevedo tem 36 anos de profissão. Estudou jornalismo na UFSC, de Florianópolis, e direito na FURB, de Blumenau. Foi repórter, editor, chefe de Reportagem, chefe de Redação, editor-chefe, gerente e diretor de Jornalismo, na RBS TV de Blumenau e Florianópolis, na TV Record de Florianópolis, na Rede TV Sul! e na TVBV (Barriga Verde, BAND); comentarista na RIC TV Record e na Record News, e colunista no Diário Catarinense (onde também foi editor de Política) e no Notícias do Dia, tendo blogs nas versões digitais das edições. Atuou nas rádios União de Blumenau e União FM de Florianópolis, e na Rádio Record da Capital catarinense. Além de ter uma coluna no Portal Making Of, desde setembro de 2016, faz comentários sobre política e economia na Rádio Cidade em Dia FM, de Criciúma, e na TVBV (BAND), de Florianópolis.
  • Youtube
MOF 3

Comentários

Onze 5

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!