16.6 C
fpolis
16.6 C
fpolis
segunda-feira, 4 julho, 2022

Um país com fome

Foto: Pessoas em situação de rua na Beira Mar de Florianópolis / Crédito: Janine Alves
Últimas notícias

Segundo levantamento do Instituto Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional 58,7% da população brasileira vive em insegurança alimentar . São pessoas acordam todos os dias sem saber o que vão comer. Situação semelhante à dos anos noventa. Deste universo, cerca de 33 milhões de pessoas passam fome no país. O mesmo estudo aponta que 14 milhões de brasileiros entraram no mapa da fome em apenas um ano.

A inflação tira o poder aquisitivo, a desigualdade social aumentou, a concentração de renda também, mas nada mais perverso do que manter mais de 33 milhões de pessoas sem comida. Esse número é bem maior do que a população da Venezuela, por exemplo. Se durante a última eleição o temor era transformar o Brasil numa Venezuela, para muitos brasileiros a realidade já é bem pior do que a do país vizinho. A falta de controle sobre a economia está relacionada às prioridades do atual Governo que continua privilegiando grupos de interesse em detrimento dos benefícios à população.

O orçamento do Governo Federal para garantir o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar no Brasil é de R$ 89 mil. Valor que, dividido pela população que passa fome, indica que o Governo de Jair Bolsonaro pretende investir cerca de R$ 0,002 por ano por pessoa faminta. Portanto, não é de estranhar o aumento de pessoas dormindo nas ruas ou pedindo dinheiro nos semáforos. A fome bateu forte nas casas de milhões de brasileiros e a única alternativa é a solidariedade entre as pessoas, porque se depender de políticas públicas só as eleitoreiras devem ser aprovadas.

Janine Alves
Graduada em Economia e doutora em Gestão do Conhecimento, faz parte do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Conhecimento, Aprendizagem e Memória Organizacional (Interdisciplinary research group on knowledge, learning and organizational memory), núcleo de excelência em pesquisa científica e tecnológica, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC/UFSC). Trabalhou como: professora da UFSC e Univali, colunista de economia do Grupo RIC Record (Jornal Notícias do Dia e Ric Record TV) e analista de economia na RBS - TV/ NSC - Diário Catarinense, Consultora de Economia Internacional para a CIP Cosultores – Espanha, Diretora do Escritório do Governo da Galicia/Espanha no Brasil, Diretora de Integração Internacional e Consultora de Economia do Governo de Santa Catarina (Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Assuntos Internacionais), etc.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Roubaram; que se matem; medo de ganhar; e mais…

1 – Roubaram tudo, até meu brinquedo. Roubaram o meu brinquedo de domingo à tarde com as simulações, o cai-cai...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }