Novembro 03, 2020

Uma agressão condenável

Uma agressão condenável
Reprodução NSC

A agressão à equipe da NSC TV ontem, 2, na praia do Campeche foi condenada por todas as entidades regionais e nacionais de imprensa. Importante, mas não basta. Cabe à 6ª Delegacia de Polícia, em Florianópolis, onde a ocorrência foi registrada, localizar os agressores – dois homens e uma mulher, e ouvir os valentões. É preciso saber os nomes e as razões.

Quais seriam? A repórter Bárbara Barbosa e o cinegrafista Renato Soder estavam iniciando os trabalhos para mostrar se as recomendações sanitárias estavam sendo cumpridas ou não. Nada tinha ido ao ar. Nenhuma liberdade individual havia sido violada. Ao contrário, os três exaltados se aproximaram dos jornalistas sem máscara e quebraram as recomendações para distanciamento.

Nada justifica as cenas de violência que se seguiram com a tomada do celular da repórter. Infelizmente são a amostra da intransigência que domina as pessoas estimuladas por mensagens inconsequentes que circulam nas redes sociais. E para as quais é preciso dar um basta, antes que mais pessoas sejam feridas.

Tags:
multimidia claiton selistre bastidores comunicação TV rádio jornal
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Claiton Selistre

Claiton Selistre

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há seis anos.

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!