Abril 12, 2017

United Airlines tenta conter crise após expulsão de passageiro

O vídeo onde funcionários da United Airlines retiram um homem à força de um avião da companhia por causa do overbooking continua dando dor de cabeça à empresa desde que viralizou na internet. A imagem do médico David Dao com o rosto ensanguentado chocou o público e arranhou a imagem da United. As ações da empresa também despencaram após o episódio. A queda foi de cerca de 6%, representando uma perda de quase US$ 1 bilhão em valor de mercado.
 
O CEO da empresa, Oscar Muñoz, veio a público se desculpa, mas em um e-mail interno, ele elogiou os membros da tripulação do avião. “Eles seguiram os procedimentos previstos para lidar com situações como estas”, escreveu o CEO. E ainda disse que o passageiro expulso foi “disruptivo e beligerante” e não fez nada para reverter a situação.
 
Nesta quarta (12), no Twitter, Muñoz comprometeu-se a alterar a política de overbooking da empresa, numa tentativa de limpar a imagem da companhia e a própria gafe cometida por ele no comunicado interno.
 
Com informações da PropMark.
Com informações do PropMark e do Warc.

Tags:
marketing
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Comentários

Onze 4

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!