18.2 C
fpolis
18.5 C
fpolis
sábado, 25 junho, 2022

VINHO NAS ALTURAS

Últimas notícias
VINHO NAS ALTURAS
Foto: reprodução

Uma vinícola catarinense deve ser a primeira do Sul do país a fazer passeios de balão sobre os parrerais. A aventura é uma parceria da Monte Agudo com a operadora Roteiros da Serra e estreia no sábado, dia 28, em São Joaquim. A ideia é incluir o passeio na programação da vinícola, sempre com agendamento prévio. Experiências semelhantes já ocorrem em regiões vinícolas como Toscana e Califórnia (foto) e combinam aventura, belas paisagens com a degustação de bons vinhos.

Por falar em Monte Agudo, a vinícola é uma das mais movimentadas da Serra durante o inverno. A estrutura é menor que a vizinha Villa Francioni, e justamente por isso a visita acaba sendo bem mais acolhedora e intimista. Além de jantares harmonizados, a família Rojas Ferraz promove uma série de experiências como o sunset ou um piquenique em meio aos parrerais. Pães, embutidos, queijos e frutas são harmonizados com espumante e vinhos variados e – se você der sorte – pode receber explicações do seu Leonidas, o fundador da Monte Agudo. O piquenique costuma ocorrer no outono ou primavera – fora da alta temporada – e dura pouco mais de duas horas. O programa é muito bacana e por isso a procura costuma ser grande. É bom agendar com muita antecedência. 😉

Fotos crédito: DOUGLAS CIPRIANI

 

__________________________________

 

PICOLÉ ALCOÓLICO

O verão europeu, com um calor atípico, tem movimentado a indústria de bebidas de países como a Inglaterra. A Pimm, que já faz sucesso com bebidas à base de gim, ervas e licores resolveu combinar o tradicional N°1 com frutas, legumes e ervas. O resultado é um picolé alcoólico nos sabores limonada, pepino, morango e hortelã. O refresco tem 4,3% de álcool – o mesmo que uma lata ou long neck de cerveja pilsen. Quem seguiu a mesma linha foi a rede de supermercados Sainsburry, que lançou um sorbet de gim, tônica e limão. Por aqui a impressão é que as empresas preferem não investir nesse tipo de produto, possivelmente por receio, já que picolés e sorvetes são relacionados principalmente com o público infantil. Uma das poucas que fez experiências nessa linha foi a Sorvete Itália, do Rio de Janeiro, que lançou picolés de caipirinha e cachaça com coco. Mas os produtos parecem ter saído de linha. Lembrando que, se provar um picolés desses, é bom voltar para casa de carona, Uber, ou taxi.

APELO GERMÂNICO

Ainda sobre o calor na Europa, as últimas semanas tem sido de correria nas cervejarias da Alemanha. O motivo é a falta de garrafas, informa a Deutsche Welle. O problema afeta principalmente médias cervejarias que trabalham com garrafas diferenciadas, não teriam previsto o calor tão intenso e o aumento na demanda. Empresas como a Moritz Fiege, por exemplo, estão usando as redes sociais para pedir aos consumidores que devolvam as embalagens vazias. O apelo é na linha: “Primeiro a troca, depois as férias”. Lembrando que a legislação alemã dificulta o uso de embalagens de plástico e alumínio e incentiva o uso de vasilhames de vidro – que são reutilizados em média 36 vezes.

CERVEJA BRISADA

O drama das cervejarias alemãs quase não apareceu na mídia porque acabou ofuscado pelo lançamento de uma pequena empresa canadense: a cerveja de maconha. Outras cervejarias já tinham realizado experiências adicionando o óleo concentrado ou empregando cânhamo (um parente da cannabis) na mostura. Mas a Province Brands é a primeira a usar a raiz, caule e as folhas da planta no preparo da cerveja. A concentração de THC é alta. Justamente por isso os cervejeiros optaram por eliminar o álcool da cerveja, para que o efeito da maconha não fosse potencializado.

________________________________________________

SHOT

 

Troca-se sangue por cerveja. A ação inusitada é de uma micro cervejaria e um brewpub de Curitiba que estão servindo de graça um pint (copo de 473 ml) para quem comprovar que doou sangue nos últimos dias. A ação de marketing pretende incentivar a doação de sangue. A intenção é repetir a dose nos próximos meses.

 

Servico de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) assinam nessa sexta-feira (27) convênio para um projeto de valorização dos vinhos brasileiros. A intenção é promover vinícolas de pequeno e médio porte e quase seis mil pessoas que atuam nesse mercado. Um dos pontos do plano prevê o fortalecimento das Indicações Geográficas (IG) e a regularização de agricultores familiares transformando-os em produtores de vinho colonial ou artesanal, enquadrados na Lei do Vinho Colonial.

 

E quem gosta de vinho e vai ao Rio de Janeiro, uma boa dica: Começa no dia 03 de agosto a 6ª. edição do Rio Wine And Food Festival. Produtores de doze países vão apresentar seus vinhos em diversos eventos que ocorrem nas zonas Sul, Oeste e Norte da cidade ao longo de dez dias. Entre as novidades desta edição uma delas chama atenção. É uma degustação durante um passeio de ônibus por pontos turístico da cidade. Há também jantares harmonizados, palestras, promoções em supermercados e lojas especializadas, e o Rio Rolha Zero – com a isenção da cobrança da “taxa de rolha” em mais de cem restaurantes da cidade.

 

Jefferson Douglas da Silva
Jornalista com especialização em Gestão de Marcas, tem mais de 30 anos de experiência em telejornalismo, comunicação corporativa e governamental. Estuda o setor de bebidas desde 1995, tendo formação em coquetelaria (Senac), produção de cerveja artesanal (Escola Superior de Cerveja e Malte) e produção de gin (Inovbev/Esalq). É sommelier de cachaças (Inovbev/Esalq), sommelier de gins (Inovbev/Esalq) e vem se aperfeiçoando no setor de vinhos e espumantes (Enocultura/WSet). Desde 2018 escreve no Portal Making Of sobre ações de marketing do setor de bebidas, curiosidades do mercado (local, nacional e mundial) além de inovações e tendências na área de alcoholic beverages.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Primeiro livro sobre dança contemporânea voltado para crianças em SC

Não é possível medir com exatidão os resultados de um projeto cultural porque há sempre uma imensidão entre os...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }